Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Italiano de “esquerda” a gente protege !

Pois é, o governo Lula continua tratando também a questão de "presos políticos" com dois pesos e duas medidas. O italiano Cesare Battisti, julgado à revelia em 1993 e condenado à prisão perpétua em seu país como autor dos assassinatos de quatro compatriotas seus, preso no Brasil acaba de ganhar o status de refugiado político. Ele é ex-terrorista do grupo Proletários Armados para o Comunismo. No ano passado, quando os pugilistas cubanos Guillermo Rigondeaux e Erislandy Lara escaparam da comitiva dos Jogos Panamericanos no Rio de Janeiro em busca de asilo político, foram presos e imediatamente devolvidos a Fidel Castro num avião da FAB, na calada da noite. Lula justifica a decisão sobre o italiano de "extrema esquerda", que o crime é antigo e que o "Brasil é um país generoso". Fala sério, Presidente !

Todo mundo sabe do alinhamento ideológico de uma considerável parte desse governo com o atual regime cubano. Prevalece a saudade dos tempos românticos da Revolução naquele país, que acaba de completar 50 anos. Quem não se recorda de Lula e José Dirceu desmanchados em lágrimas, quando foram recebidos por Fidel na condição de governantes brasileiros ? Governar ou exercer qualquer atividade apenas mirando o retrovisor gera conflitos e invariavelmente injustiças. A "metamorfose ambulante" não vale para tudo ?

Da mesma forma, o relacionamento desse mesmo governo com grupos políticos de esquerda e de extrema esquerda, desde os tempos dos governos militares no Brasil e recentemente com governos latinoamericanos que se alinham também com os caquéticos e exauridos ideais do regime cubano, revela uma visão míope da realidade internacional e sem nexo com uma aventada questão de soberania nacional. Soberania de um homem só ?

O Brasil hoje está amarrado às paixões juvenis de velhos militantes e a sua política de Relações Exteriores está desgovernada. Parece que o Itamaraty ficou restrito aos acordos comerciais e ao papel de cobrador de compromissos financeiros das Nações mais pobres; enquanto o Presidente, o seu gabinete e os lulopetistas do governo e do Congresso Nacional articulam o relacionamento político e as doações de recursos nacionais para a construção de uma hegemonia política. Aliás, hegemonia frágil, tendo em vista a recíproca do tratamento que o Brasil recebe da Bolívia, Venezuela, Equador e mais recentemente do Paraguai.

O caso do italiano Battisti, com o patrocínio do próprio ministro Tarso Genro (Justiça), que sozinho, posteriormente apoiado por Lula, reconsiderou a negativa do Conselho Nacional de Refugiados (Conare), do procurador-geral da República e do ministério das Relações Exteriores, desnuda uma rede de contatos da escritora francesa Fred Vargas (senador Eduardo Suplicy, Fernando Gabeira, Paulo Vannuchi, José Dirceu e Luiz Greenhalgh) para lhe garantir o asilo.

Depois disso, Fred Vargas, no mesmo tom do presidente Lula, quando disse que o "Brasil é um país generoso", que Cesare Battisti foi condenado "por um crime antigo", que "passado tanto tempo ele é outra pessoa, é um escritor", declara para a posteridade que tem a impressão de que o "Brasil é o verdadeiro país dos direitos humanos". Ou somos a casa da sogra (impunidade, sem lei, sem limites) ? 

Que tal essa história ?

Compartilhe

34 comentários em “Italiano de “esquerda” a gente protege !”

  1. Raul, Boa Tarde !

    Sou um assíduo leitor do seu blog, mas não comento muito. Mas essa é demais !

    Estive em Brasília de 15 Ã 19 de dezembro último, participando da “Conferência Nacional de Direitos Humanos”, que é, na verdade, uma farra com dinheiro público para “militantes”, leia-se petistas da causa dos direitos humanos.
    E, no dia em que fez-se uma sessão solene no senado, estive presente. Qual foi o tema principal ?
    Liberdade para Cesare Battisti. Foi ridículo. O Suplicy se superou ! Assim que sair no site do Senado te envio o “pronunciamento”

    É lamentável.

  2. Ernesto Donizete da Silva

    Companheiro Raul,

    Mais uma do Sr. Inácio. É tamanho o absurdo cometido em mais este ato, que não irei me deter muito nas explanações. No entanto, cabe destacar que o Brasil se encontra em uma classificação muito indigesta quando o tema é: Direitos Humanos. Descabida a decisão de dar asilo político a este criminoso.

    O caso é bem simples, sem entrarmos em discussões de fisiologia partidária. O Sr. Cesare Battisti, é um ASSASSINO. Matou 4 pessoas. E ao contrário do alegado pelo Sr. Lula e demais envolvidos neste ato digno de repudia geral, o crime não é antigo; foi cometido há 15 anos atrás.

    No nosso Brasil, de uma maneira geral, os crimes de homicídio prescrevem em 20 anos. Então por analogia devemos considerar “prescritos” todos os homicídios cometidos há mais de quinze anos também – e não fica só nisto, não. A justificativa é pior ainda: “hoje ele está mudado, virou um escritor”.

    Battisti pode ter mudado, mas não pagou pelos quatro homicídios que em tese cometeu. Então se amanhã acontecer de um brasileiro matar alguém, ele deve deixa passar 15 anos, mudar de vida e está tudo resolvido. Isto sim, são dois pesos e NENHUMA MEDIDA.

    Absurdo. ACORDA BRASIL.

    Ernesto Donizete da Silva
    PSDB/SANTOS

  3. Raul: os fatos elencados, por você (com acento ou sem acento), em seu texto, fazem-me lembrar dos livros que meu saudoso pai guardava do Stanislaw Ponte Preta: “FEBEAPÁ – Festival de Besteiras que assola o país”. Realmente, a Itália naquele tempo não era uma democracia, de tal modo que os atos praticados foram “políticos” e “justos”. No final, o Brasil de hoje assim age como age em relação ao gás da Bolívia (nos impuseram um reajuste de preço e agora não podemos reduzir a compra para não prejudicar o país “irmão), a reeleição eterna na Venezuela e chegaremos ao reajuste dos preços da energia do Paraguai (mesmo que tenhamos assumido a totalidade da dívida para a construção de Itaipu). Lembro, apenas, que mesmo com todo esse “prejuízo”, não consta qualquer apuração para ressarcir os danos ao consumidor brasileiro (deputados, senadores, eleitores, autoridades etc). Presume-se, portanto, que tudo esteja correto. Em outros tempos já teríamos representações, ações, reportagens subliminares, críticas ferozes etc e tal… Aliás, esse cidadão italiano foi ANISTIADO no e pelo BRASIL, enquanto diversas autoridades querem rever a ANISTIA implantada no Brasil (que contradição, não?). abraços Sérgio

  4. Pior que o caso Cesare Battisti é o caso do vereador de Peruíbe com sentença transitada em julgado por estelionato (171) e ser diplomado para o quarto mandato de vereador, “ganhou na rapa” mas emplacou mais esta, isto sim, como disse o Ministro Joaquim Barbosa, é IMORAL, Brasil país de corruptos, safados e mau caráter, o que esperar de um país com o perfil dos políticos que temos? Vocês não queriam que o Italiano fosse extraditado? Tenho vergonha de falar que sou brasileira, mais tenho mais vergonha ainda de saberem que moro em Peruíbe, terra da máfia, dos cartéis, dos coronéis e dos votos de cabrestos. Brasil é o único país que o bandido vira herói de filmes e são endeusados. O povo de Peruíbe assiste a tudo isto quieto, impotente, sem poder fazer nada, será? ……Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
    Quem sabe faz a hora, não espera acontecer…..
    O Brasil se converterá no covil, no refúgio de todos os criminosos que mancha a imagem do Brasil perante o mundo.

  5. Mas pe isso? Não me admira, pois os caras que andaram carregando grana em cueca, tão soltinhos da silva, e o filho do Crustacio? Será que prenderam, por enrricar depopis que o pai ganhou a faixa?
    O que esperam, num país, que leis são feitas, para serem esquecidas, ou serem desrrespeitadas? Neste pais, ser honesto, é motivo de piada! Politico honesto, aq

  6. Politico honesto, neste paé, ou é excessão, ou buirro mesmo!!!
    O que querem, de um partido com este quilate?
    Que mandem estraditar o Italiano?
    Ora, se mandaram cy=ubanos se ferrarem, em cuba, depois de pedirem azilo, porque iriam mandar pra casa o italianinho?
    Esqueceu que a Primeira Dama, ate Passaporte Italiano tem, e alegou o ter para…. Emergencias.
    Qual seria a emergencia?
    Francamente, esperar leis serem serias, neste pais, é fazer piada…
    heheheheheheh
    As leis aqui, so valem pra preto, pobre, e sem advogado.
    E todos sabem disto!!!!
    Não estou contando aqui absurdos, e nem mentiras….
    Me diz um cara, com grana, grana preta, que ta na cadeia?
    Cade os assassinos do Prefeito de Santo Andre?
    Me respondam uma coisa: Se Dirceu, fosse americano, onde estaria agora?
    Será que estaria fazendo palestrar, pelo pais?
    Estamos num pais, onde é artista, o dipromado do Mobral, que assuina nome….
    E de vez em quando, vira presidente, por discuido de 50.000.000 de votos.
    O resto?
    é so Piada!!!e de mal gosto!!!!

  7. CAROS RAUL e ERNESTO:

    O extraditando Battisti foi condenado em 1993, por homicídios cometidos em 1979, ou seja, os fatos datam quase 30 anos.
    Pela lei brasileira a prescrição se dá em 20 anos, mas tal prazo estaria sujeito a interrupções. Assim não pretendo falar em extinção da punibilidade “por crime velho”.
    Contudo, segundo relatado pela imprensa – mesmo pressuposto do nosso governador para se manifestar acerca do tal absurdo – ele foi processado e julgado a revelia.
    E a prova da culpa – segundo a mesma imprensa – foi obtida através de um único depoimento.
    Um comparsa beneficiado pela delação premiada italiana.
    Ora, a Itália é a maior fonte inspiradora do nosso Direito Penal.
    Não pela capacidade de abstração dos seus juristas, mas pela tendência secular ao arbítrio estatal; além de uma natural inclinação cultural, em algumas regiões, para a exploração do crime como atividade empresarial.
    As instituições italianas são como as nossas: nada confiáveis.
    A polícia é corrupta, truculenta e despreparada.
    Os magistrados instrutores, membros do Ministério Público e Julgadores, rotineiramente, mancham a Justiça daquele país.
    Enfim, da Itália nenhuma autoridade pode levantar voz contra a decisão do Ministro da Justiça.
    Aliás, cargo ocupado no Brasil, em muitos governos, por homens nada compromissados com a sociedade.
    Assim, vamos usar de apenas um peso, apenas uma medida.
    Há o Ministro para decidir sobre os pedidos e processos de sua competência. Ele não está vinculado à decisão ou parecer de outros órgãos. É dele a responsabilidade jurídica e política.
    E não é possível fazer tal julgamento conforme os fatos narrados pela imprensa.
    Ora, amanhã poderão sustentar o seguinte: “o meu governador contrariando o relatório da autoridade processante, ou do conselho tal ou procurador beltrano, absolveu o funcionário tal… segundo o noticiado pela imprensa o governador absolveu autores de peculato na ordem de cem milhões de dólares”.
    É mero exemplo.
    Mas quero apenas protestar contra os diversos pesos e medidas do PSDB, ou seja, os fatos divulgados pela imprensa são suficientes para o governador José Serra criticar o Ministro Tarso. Todavia, o nosso governador não dá a menor atenção quando se levantam denúncias contra membros do 1º e 2º escalão do seu Governo. Valendo dizer o seguinte: notícia é prova contra os outros. Quando em nosso desfavor: “vamos apurar com imparcialidade”. Eu não sei se a decisão do Ministro foi acertada. Todavia sei que o presidente Fernando Henrique – sob pressão do FMI e do governo do Canadá – expulsou os seqüestradores do Abílio Diniz. Assim foram eles felizes gozar dos benefícios de “expropriadores membros das FARC”. Foi feliz transar livremente – o casal canadense – na respectiva pátria. Também posso afirmar que durante toda a gestão FHC, a política dos seus ministros da Justiça foi sempre a seguinte: federalizar inúmeras atribuições das Polícias Civis, concederem benefícios, indultos e todo o tipo de regalia para A BANDIDAGEM.
    Além de FHC fazer Ministro da Justiça, certos juristas defensores de bingos e caça-níqueis como se fossem brinquedos lúdicos. Sem falar no tal Senador da República membro do PMDB.
    E o Ministro Aloísio, por seu turno, a cada deliberação contrária a determinados interesses era apupado pela imprensa: ex-terrorista que conhece o poder revolucionário da criminalidade. Como se ele estivesse provocando o aumento da violência com o propósito de concretizar o seu sonho juvenil: REVOLUÇÃO NOS MOLDES CUBANOS. Lembrando que os Ministros da Justiça de FHC acharam soluções para a superlotação carcerária.
    Em vez de construir presídios criaram os crimes de menor potencial ofensivo; aprovaram a reforma de 1998, tornando obrigatórias as penas alternativas.
    E para os roubadores e homicidas em geral: INDULTOS.
    Resumindo, disseram para a sociedade (a vítima): TOMA QUE O BANDIDO É TEU.
    Verdadeiramente, o PT imita o pior do PSDB.
    O PSDB imita o pior do PT.
    Parece disputa de duas raposas em defesa das galinhas…
    O povo ( galinhas dos ovos de ouro ).

  8. Este caso do italiano é diabólico, simplesmente o presidente desrespeita as posições de instância consultiva do próprio Ministério da Justiça (o Conselho Nacional de Refugiados), do procurador-geral da República, do Itamaraty e se atreve a interferir no processo judicial italiano, além de afirmar que é uma decisão do país.
    Só se for o país do Pequeno Príncipe, onde só ele habita.

    Não bastasse o caso do padre colombiano Olivério Medina, ex-integrante das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), cujo asilo político foi concedido em 2007.

    E mais, essa democracia brasileira que serve ao terrorista italiano Cesare Battisti, mantém no exílio os parentes do brasileiro Celso Daniel, que fugiram do país porque foram ameaçados.

    Esse mesmo governo do povo arruinou o caseiro Francenildo, por vingança, simplesmente porque disse a verdade.

    Outro caso divulgado, entre outros que devem acontecer e nem ficamos sabendo, foi o sequestro do engenheiro brasileiro, refém de um grupo terrorista, no Iraque, e que não teve um ato de apoio do nosso governo para salvar sua vida.

    Enquanto isso, o nosso povo sofrido é refém de um programa social usurpado, e nem percebe.

  9. Eu achei que depois de tantos anos os “lulapetistas” já tinham caida na real que estão governando este Pais. Pelo , mas continuam justificando suas bobagens e incopetências

  10. Raul, para que ficar se desgastando com tais notícias dos petistas/lulistas.
    A oposição teve a faca e o queijo nas mãos e perderam o trem da história, portanto amigo, o melhor é esquecelos e torcer para 2010 passar na calda de um cometa, e em 2011, Oxala, consigamos eleger um Presidente a altura do povo brasileiro.
    E que essa oposição que esta a mais de seis anos, já demonstrou que não tem competencia para isso, espero que se preparem para ser situação, senão a vaca desses opositores irão para o brejo, assim como estão os brasileiros que não são políticos jogador de futebol, ou artista.
    Ou estou errado?
    Acorda Brasil!

  11. Carlos Scandiuzzi

    Raul,a cada dia a cada novo acontecimento, fica claro a vontade “não declarada” da maioria destes que hoje estão no poder central:perpetuação.
    Eles são capazes de tudo e mais um pouco.
    Ficarmos atentos e vigilantes,apenas não basta.
    A democracia está ameaçada.
    Qual será o verdadeiro significado da visita de Lula à Venezuela em apoio ao referendo de reeleição ilimitada?
    É preciso ação e reação.

  12. Yakky Doodle

    O brasil é um pais bacana. Tem até um astronauda ou “retardadonauta”… huahuahuahuahuahua…
    O brasil é o pais das oportunidades. Aqui é possivel cometer crimes e ter centenas de oportunidades de se redimir.
    Imagina se em algum pais de primeiro mundo haveria chance de a policia e os traficantes fazerem acordo de não agressão.
    Imagina se em outro pais de primeiro mundo os policiais teriam direito de cobrar pela proteção dos lojistas como no centro de São Paulo.
    Imagina se num pais de primeiro mundo os padres pedófilos (padre ou é pedófilo ou pederasta) seriam transferidos de paróquia para terem oportunidade de se redimir.
    E tantas outras oportunidades maravilhosas que só o brasil oferece (não vou falar do presidente retirante)
    Isso sim é um pais de oportunidades.
    “Ninguém segura o progresso do brasil”… huahuahuahuahuahuahuahuahuahua…

    Esse é um país que vai pra frente;
    Ô Ô Ô Ô Ô;
    Um país de gente unida e tão contente.
    Ô Ô Ô Ô Ô;
    Esse é um país que canta, trabalha e se agiganta.
    é o Brasil do nosso amoooor !
    Eu te amo, Meu Brasil, Eu te amo;
    Meu coração, É verde, Amarelo, Branco, Azul anil;
    Eu te amo, meu Brasil, Eu te amo;
    Ninguém segura A juventude do Brasil !

  13. Ao Brasil verde, amarelo, branco e azul anil, acrescentou-se a cor vermelha.
    Vermelho da ideologia ultrapassada que fracassou no mundo inteiro.
    Vermelho no ódio dos discursos do presidente.
    Vermelho no sangue das vítimas da violência que se acentua a cada dia.
    Vermelho na conta bancária do trabalhador endividado ou desempregado.
    Vermelho no bolso do aposentado, abandonado por esse governo.
    Vermelho de vergonha é o que eu sinto do meu país sem lei, sem honra, sem alma.

  14. Acácio Marques Guimarães Filho

    Caro Raul, esse artigo é interessantíssimo, principalmente pela participação maciça nos comentários, vou tentar não chover no molhado, mas um comentário me chamou a atenção, onde uma das pessoas interessadas nos destinos deste pais, por esse motivo comentou o artigo, disse _Oxala, consigamos eleger um Presidente a altura do povo brasileiro,
    Esse comentário me leva ao resultado da pesquisa; O mais importante investimento do governo deveria ser na educação.
    Com isso nosso povo poderia escolher democraticamente, o governante que realmente merece e não um “Padinho”.
    Quanto ao caso comentado apenas me desabafo, LAMENTÁVEL !!!!!!!!!!

  15. Tenho uma sugestão infalível para isto tudo: joguem fora todos os livros ( pesadíssimos ) das leis e resolvam todos os crimes e criminosos por sorteio, junto com a mega sena, etc…
    Não fica mais barato…????? Já que é para avacalhar mesmo….!!!! tanto faz o método….Pelo menos não haverá um RESPONSÁVEL pelo desatino , e, depois de seis anos, todos são indultados mesmo….??? Qual a diferença….???
    Chamem de novo o Jose Bosé , o francês que queimou nossos campos de trigo….. Ele pode entrar e sair do país, “numa boa”, com convite e tudo… PASMEM, senhores…Tudo isto me faz lembrar uma música cantada pelo Nei Matogrosso: NÃO EXISTE PECADO, ABAIXO, DO LADO DO EQUADOR”… Estudem bem a letra desta música e vejam se não é a “cara” do Brasil…

  16. O ministro Tarso Genro e seu chefe, o presidente Lula, devem ter pensado que resolveriam essa situação como resolveram os acontecimentos locais: mensalão, sanguessuga, cartão corporativo, perseguição ao caseiro Francenildo, dossiês, etc.
    Aliás, com o Lula as coisas funcionam assim, faz cara de paisagem ou solta alguma ameaça em seus discursos e ninguém toca mais no assunto.
    Mas, desta vez, se meteram com gente séria e responsável, que não acha graça em piadinha de mau gosto, e se deram mal. Assim como já ocorrera quando criticaram os judeus na Faixa de Gaza.
    Na América Latina é fácil ter apoio das FARC e do PCC e ninguem se indignar, afinal, o nosso povo só olha para o próprio umbigo. Não tem noção da dimensão e do estrago que as atitudes alheias possam provocar.

    Vejam o comentário esclarecedor de Reinaldo Azevedo:

    “Pois bem: ninguém liga muito para uma disputa no coração de uma selva latino-americana. Ninguém liga muito para as bobagens que o Brasil diz sobre o Hamas porque é tal a irrelevância do país nesse conflito, que as tolices passam despercebidas. E Tarso talvez tenha apostado num modesto muxoxo desse ou daquele, mas também sem maiores estragos, ao conceder refúgio ao facinoroso.

    Pois é. Ele quebrou a cara, e o Brasil também. Tarso mexeu com algo muito caro aos italianos: o combate ao terrorismo, que tanto custou à quele país em vidas. Houve, na Itália, uma luta que absorveu as melhores energias de várias gerações, até que se consolidasse a verdade que interessa: a democracia é o melhor ambiente de arbitragem das diferenças. De fato, Battisti é um terrorista. Mas a Itália o julgou como criminoso comum justamente porque não admite que a luta política possa fazer cadáveres. E que se note: NEM NO BRASIL EXISTE UMA LEGISLAÇÃO ESPECIAL PARA HOMICÍDIOS POLÍTICOS.

    A estúpida decisão de Tarso Genro não repercute só na Itália, não. É comentada hoje em toda a Europa. Isso a que o provincianismo lulo-petista está chamando de “soberania” está sendo lido mundo afora como flerte com o terrorismo.”

  17. Como disse o presidente Obama, é a hora da responsabilidade.
    Essa ideologia da vingança porque tentaram transformar o Brasil no império de bárbaros e fracassaram, pode funcionar na América Latina, porque o povo mal informado e fanático acredita em qualquer bravata.
    Mas o europeu, assim como o judeu, ninguém faz de trouxa.
    É hora de aprender a respeitar o povo brasileiro e ter responsabilidade com o que se faz e o que se fala.

  18. ?… não sou a favor da violência em todas as suas formas, mas pelo que andei lendo sobre a sua condenação, 2 desses 4 crimes aconteceram simultaneamentes em locais diferentes, um em Udine e o outro em Milão e os outros 2 os defensores do asilo dizem não serem válidos e todos são inocentes perante a lei até que se prove ao contrário, Battisti se diz inocente…
    Pelo que foi apurado, no Brasil na ditadura militar tb houve não somente 4 mais dezenas de mortes e outros pediram asilo em outros paises p/ não sofrerem perseguição ou tb morrerem e nada aconteceu aos Mandantes destas mortes!?…

  19. Desculpe-me por bater na mesma tecla, mas o país cujo governo manda fuzilar adversários políticos ou quem desobedece as ordens do ditador é Cuba. E no caso dos atletas cubanos que foram impiedosamente rejeitados no Brasil e devolvidos a Cuba, poucos se manifestaram em sua defesa.
    No caso de um italiano envolvido em ações criminosas, que não era o caso dos cubanos, se ele é inocente ou não, cabe à justiça de seu país resolver.

  20. Declaração Universal dos Direitos Humanos: Artigo I “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade.”… Artigo XIV “Todo ser humano, vítima de perseguição, tem o direito de procurar e de gozar asilo em outros países.”… Acredito que se o Battisti realmente fosse um criminoso e terrorista como alegam, o Ministro e o Lula não o estariam asilando, assim como muitos políticos hoje estão vivos e atuando na política inclusive no PSDB, graças ao asilo conseguido em outro pais no passado na era da ditadura, lembram… Será se fosse seu pai, filho, irmão ou seu parente no lugar dele tb seriam contra o asilo???…

  21. Se um criminoso cruel matasse meu pai na minha frente, como aconteceu com uma das vítimas do terrorista e que também foi baleado e vive numa cadeira de rodas, certamente eu exigiria a prisão do assassino.

  22. Todos os Idealistas(esquerda) que lutaram contra um Estado Fascista antidemocrático e antisocialista como foi na Itália, foram e são considerados “Comunistas” e tb considerados “Terroristas” ao serem contras a Eles! No Brasil não foi diferente na era Ditadura, a favor da democrácia brasileira, onde muitos foram mortos e outros tiveram que se refugiar, pedir ASILO em outros paises como foi o caso do atual Governador JOSÉ SERRA, que nesta era da ditadura foi tb um militante de esquerda, tb considerado um Comunista e talvez p/ muitos um Terrorista, pois era contrário ao regime militar autoritário e antidemocrático e que agora, está contra o asilo de um ex militante esquerdista que tb lutou pela democracia no passado assim como Ele, só por ser da oposição ao Governo(PT)… que feio heim!??…

  23. Se fosse o caso de um “guerrilheiro” que lutava contra uma ditadura, seria compreensível falar-se em refugiado político. Mas a Itália então vivia – como vive até hoje – uma plena democracia, com liberdade de atuação e manifestação política.
    Além disso, ele foi preso por assassinato antes de se envolver na política, fato que ocorreu dentro da prisão. Portanto, é um preso comum, como muitos ladrões de galinha aqui no Brasil que receberam treinamento de sequestro e guerrilha dos nossos inocentes e bondosos presos políticos, e agora estão organizados em grandes grupos que aterrorizam o povo brasileiro.

  24. (Giulio Sanmartini) Adriano Sabbadin, hoje com 46 anos, tinha somente 17, quando Cesare Battisti e seu bando entraram no açougue de seu pai e o mataram. Ele escreve uma carta aberta aos brasileiros, que foi publicada no “Corriere del Veneto”:

    “Vivo em uma pequena cidade na província de Veneza, escrevo a todos os brasileiros, pois hoje me sinto profundamente ferido pela decisão de vosso ministro da Justiça, de considerar Cesare Battisti um refugiado político. Há 30 anos ele assassinou meu pai, não quero vingança, mas uma justiça que não chega. Quem é Battisti: ele começou na política dentro do cárcere, detido que estava por crimes comuns, aí conheceu o terrorista de extrema esquerda, Arrigo Cavallina.

    A primeira vítima dos Proletários Armados para o Comunismo (PAC) foi o suboficial da guarda carcerária Antonio Santoro. Quando este sai de casa para o trabalho, Battisti lhe atira nas costas (6/6/1978). Retornando ao seu grupo, ele conta excitado à sua companheira, os efeitos de ver “alguém jorrando sangue”. Depois de uma série de assaltos, o grupo resolve centrar contra os agentes da “contra-revolução”, isto é, comerciantes que haviam reagido contra assaltos comuns.

    Chegaram a nosso açougue pelas 4 e meia da tarde. Meu pai, ajudado por minha mãe, atendia a algum cliente, eu estava nos fundos falando ao telefone, quando ouvi os tiros de pistola que ribombavam nos meus ouvidos. Apavorado, corri para nossa casa que ficava no andar superior, depois de longíssimos minutos vi homens que saiam num carro em disparada. Quando cheguei ao açougue, vi minha mãe com o avental branco todo ensangüentado e meu pai no chão dentro de uma poça de sangue, a ambulância chegou rapidamente, mas nada pode fazer.

    Por todos estes crimes Battisti cumpriu somente um ano da cadeia, enquanto minha vida ficou completamente destruída, me vi aos 17 anos como o chefe de família e um vazio que com o tempo só fez aumentar. Não pode existir paz sem justiça e a minha família justiça não a teve.

    Não consigo entender o que levou vosso ministro da Justiça e classificar Battisti como um refugiado político, declarando que na Itália existem aparatos ilegais de repressão ligados a Máfia e a CIA (Central Intelligence Agency), por isso não pode conceder a extradição, o fato me parece uma folia e mais que isso, ofensivo à nossa democracia.

    Peço que façam um apelo ao vosso presidente para que reveja essa decisão.

    Adriano Sabbadin”

  25. O BURACO PODE SER BEM MAIS EMBAIXO!?…

    Os advogados Luiz Eduardo Greenhalgh, Suzana Figueiredo, Fábio Antinoro e Georghio Tomelin, que defendem o escritor e ex-militante comunista italiano Cesare Battisti no processo de extradição perante o STF, afirmaram que a decisão do ministro da Justiça, Tarso Genro, que concedeu nesta quarta-feira(14) o refúgio político a Battisti, é a única medida que preserva a Constituição brasileira e a tradição do Brasil em casos semelhantes.

    Segundo os advogados, “somente quem conhece o processo superficialmente é que pode considerar a decisão de conceder refúgio político equivocada”. Eles justificam essa afirmação assegurando que o processo contra Battisti, na Itália, é fruto de motivação política, e ele não é autor de qualquer dos quatro assassinatos de que é acusado.

    De acordo com a defesa de Battisti, ele foi inicialmente condenado a 12 anos e 10 meses de reclusão e 5 meses de detenção pelos crimes de uso de documento falso, porte de documento falso, posse de espelhos para falsificação de documentos e participação em organização criminosa. Essa condenação transitou em julgado em 20 de dezembro de 1984. Assim, Battisti foi inocentado das quatro mortes cometidas pelo PAC (Proletários Armados pelo Comunismo).

    “Por quase uma década, Battisti ficou exilado no México e depois na França de François Mitterrand, que concedia asilo a todos os militantes italianos, nos anos 1970, que abdicaram da luta armada. Por isso, é que foi negado pela França o primeiro pedido de extradição”, afirmam. Mas – dizem os advogados – depois de quase 10 anos do trânsito em julgado, o processo contra Battisti foi reaberto na Itália, com base no depoimento de um único preso arrependido (Pietro Mutti).

    Os defensores do italiano no Brasil afirmam que os advogados de Battisti no “processo reaberto” foram presos, e o Estado nomeou outros advogados para defendê-lo. Asseguram ainda que a defesa, foi feita com base em procuração falsificada e o processo resulta em condenação à prisão perpétua sem direito a luz solar, somente com base no depoimento do “arrependido” Mutti.

    “Chegou-se ao cúmulo de condená-lo por dois homicídios ocorridos no mesmo dia, quase na mesma hora, em cidades separadas por centenas de quilômetros (Udine e Milão)”, afirmam Luiz Eduardo Greenhalgh e sua equipe de advogados.

    Os advogados lembram, na nota, que outros cidadãos italianos, militantes políticos na Itália dos anos 1970 (como Pietro Mancini, Luciano Pessina e Achille Lollo), que estavam no Brasil e cujas extradições foram requeridas pelo governo italiano, tiveram indeferidos os pedidos de repatriamento pelo Supremo Tribunal Federal. E, em carta de próprio punho, o ex-presidente da Itália, Francesco Cosiga, admite que as ações do governo italiano para prendê-lo têm motivação unicamente política”.

  26. Uma informação esclarecedora para quem não lê jornal:

    Por Jamil Chade, no Estadão:
    O pugilista cubano Erislandy Lara afirma que gostaria de ter recebido o status de refugiado no Brasil. Hoje, vive como exilado em Miami, onde é boxeador profissional. “Pedi asilo à polícia no Brasil e não me foi dada a oportunidade”, afirmou Lara, em entrevista ao Estado. Mas foi detido e devolvido ao governo de Cuba, após ser encontrado pela Polícia Federal.

    Insatisfeito, ele voltou a tentar escapar de Cuba. No ano passado, saiu de lancha no meio da noite de Cuba e chegou até o México. De lá, foi para a Alemanha. Agentes de boxe conseguiram documentos necessários para que ele pedisse residência permanente na Alemanha. No fim do ano passado, seus agentes optaram por levá-lo aos Estados Unidos, onde obteve status de refugiado.

    Lara admite que não nunca ouviu falar do caso do italiano Cesare Battisti. Mas diz que achou “estranho” não ter recebido o mesmo tratamento. “Não conheço esse caso, mas eu não estava fazendo nada de errado. Mesmo assim, não me aceitaram no Brasil”, afirmou.

  27. A democracia italiana pune os criminosos e indeniza as vítimas. Justo, não é?
    Pena que no Brasil acontece exatamente o contrário.

  28. PORQUE PAROU, PAROU PORQUE… no comentário “Por Jamil Chade, no Estadão:”???
    Continuação:

    Sem esconder a contrariedade com comentários de que age com dois pesos e duas medidas, o ministro da Justiça, Tarso Genro, disse ontem que, em 2007, recebeu “fortes protestos” da embaixada de Cuba no Brasil, por ter concedido refúgio político a outros dois outros atletas cubanos – um jogador de handebol e outro ciclista. Além deles, Tarso citou três músicos do conjunto Los Galanes.

    “Quem pediu para ficar no Brasil ficou”, afirmou, repetindo que Lara e o também pugilista Guillermo Rigondeaux não solicitaram refúgio. “Obviamente que eles não pediram refúgio e isso está mais do que provado, pois tudo foi acompanhado pelo Ministério Público e pela OAB”, insistiu Tarso. “Ocorre que se martelou tanto uma inverdade que, aparentemente, ela se transformou em verdade.”

  29. AOS QUE ACHAM QUE NA ITÁLIA É MELHOR QUE NO BRASIL, ENTÃO VÃO MORAR LÁ, OU MELHOR, TENTAM E SE CONSEGUIREM, VERÃO SE IRÃO TER O MESMO TRATAMENTO QUE NÓS OS BRASILEIROS TEMOS, C/ OS ESTRANGEIROS QUE VEM RESIDIR EM NOSSO PAÍS!?…
    ATÉ MATAM COMO TERRORISTA, ESSA MOLEZINHA É SOMENTE AQUI NO BRASIL, CAPICHE!?…

  30. Até que enfim alguém reconhece que molezinha prá bandido só acontece aqui no Brasil, por isso a sociedade inocente e trabalhadora é vítima dessa onda de violência, pois aqui o crime compensa.

  31. …DESSA MOLEZINHA É VC QUEM DIZ “ZÉ”, A QUE EU COMENTEI SOBRE OS IMIGRANTES DEU PRA ENTENDER MUITO BEM, CAPICHE!?
    RECEBEMOS TODOS DE BRAÇOS ABERTOS E C/ SORRISOS, MESMO TOMANDO NOSSOS ESPAÇOS COMO VAGAS DE EMPREGOS, CONCURSOS PÚBLICOS, CONCORRENCIA NO COMÉRCIO EM GERAL…, COISA QUE NÃO ACONTECE QUANDO OS BRASILEIROS VÃO MIGRAR NOS MESMOS PAÍSES!

  32. Eu ouvi algo a respeito da legalização dos estrangeiros que estão vivendo irregularmente no Brasil.
    Imaginem a situação, com a vontade que esse povo tem de trabalhar e com o estímulo que eles têm para se tornar vencedores, vejam o sucesso estrondoso do lema “we can”, enquanto nós aceitamos resignadamente sobreviver com um salário mínimo, uma cesta básica e uns trocados do bolsa-família, pois o nosso lema é “weekend”.
    Se chegar o dia em que ninguém terá incentivo ou coragem de investir no Brasil, até o vice José Alencar está levando suas indústrias para o exterior, alguém tem que pagar impostos para bancar a renda básica de cidadania, o suficiente para o nosso “povo”, porque aqui quem trabalha não é considerado “povo”.
    Que venham os estrangeiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *