Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

2008 deveria ser o ano da Educação !

Quando você se dispõe a escrever ou falar sobre educação, os argumentos parecem sempre óbvios porque há uma repetição histórica dos problemas e de uma série de soluções que ficam perdidas no discurso político ou da crítica. Acontece que repetitivo ou não, é preciso reconhecer que tudo à nossa volta, principalmente no que diz respeito às dificuldades no cumprimento das metas desenvolvimentistas e de emancipação social, passa pela educação.

Uma sociedade sem educação, não é apenas um conjunto de pessoas sem formação cultural e escolar para buscar os melhores postos de trabalho e lugar ao sol. Podemos dizer que aí está situada a responsabilidade pelo atraso e pelo não aproveitamento das oportunidades (já pressinto alguns comentários fundados em doutrinas ideológicas sobre as culpas do modelo neoliberal etc; sejam bem-vindos).

O Brasil vive uma situação que poderia se dar "ao luxo" de dar saltos de quebrar recordes. Mas não consegue acompanhar a velocidade do tempo e das chances que estão prosperando todos os dias. A descontinuidade dos projetos e das gestões educacionais tem a maior culpa, a meu ver.

Recentemente a Petrobrás promoveu um concurso em Cubatão, para selecionar 934 pessoas, que receberiam gratuitamente cursos de qualificação profissional. Pasmem! 5.200 pessoas do município se inscreveram e apenas 340 passaram nos testes realizados na escola local do Senai.

Acontece que esse rio de oportunidades pode não voltar para Cubatão. Daí o dilema xenófobo ganhará defesas políticas extraordinárias, por conta do aproveitamento de moradores de outras regiões, se estiverem mais bem (ou melhor) preparados (ou educados) para essas novas necessidades do mercado de trabalho.

No rádio ouvi uma autoridade da Petrobrás comentando que o retardamento da exploração do gás e do petróleo na Bacia de Santos está associado à carência de técnicos aptos ao trabalho de prospecção em águas profundas. O resultado é o atraso, do mesmo modo em que nos deparamos no dia a dia com comportamentos erráticos de pretensos cidadãos, que não respeitam a limpeza e os próprios espaços públicos de uso comum, contribuindo para que acumulem lixo ou que sejam depredados.

É cansativo repetir que a lição de casa é do conhecimento dos gestores educacionais do nosso país. Reconheço a existência de uma convergência de objetivos e ações para melhorar a educação. No entanto, sem foco, a prioridade dessa questão é falsa. Então, porque não desfraldas a bandeira de um novo ano nacional da educação, se é para articular providências e encontrar saídas para as dificuldades óbvias do presente?

Feliz 2008, com direito a futuro!

Compartilhe

5 comentários em “2008 deveria ser o ano da Educação !”

  1. Fala querido Raul, como foi natal? Espero que tenha sido tão bom e feliz como o meu!
    Passando p desejar um ano novo repleto de vitorias e muito melhor que todos os ja passados!
    Espero também que tenha gostado do DVD do nosso evento, um presente muito simplesinho, mas foi com todo carinho e respeito de um amigo!

    fica bem,
    Daniel Scardua

  2. Luciano Jesus Araujo

    É Raul, espero que seu banquete tenha sido farto e que tenhamos nos empanturrado pelo ano todo,esta ser nossa educação e cultura devemos cultiva-la com laços fortes e verdadeiros como projeto de vida.2008 nos promete o que realizarmos, Cubatão tem hoje um motivo para comemorar na educação , temos uma cópia do tal CEUS que criaremos , nossos futuros aprendizes estarão melhores estruturados e em mãos de exelentes profissionais que contarão com todo apoio de nós cidadadões comprometidos com o desenvolvimento intelectual, profissional e cultural;estaremos em um ano político movimentado e seje oposição ou situação a bandeira da educação será levada como palavra de ordem seje licita ou ilicitamnte do ponto de vista arcaico hodierna em nossos legisladores,mas levada(bandeira) seje ela esilada, extraditada,censurada ou até mesmo que tenhamos uma tentativa de exterminio dos envolvidos esta luta será mais que uma revolução ,será algo que não conhecemos em nosa história. Apoio?Não importa, estaremos ao lado da JUSTIÇA em busca da LIBERDADE DA VIDA ,pelo fim do preconceito e lutando pela educação, não morreremos sem antes cumprirmos nossa missão. Esta SERRA não será a mesma , não mais adimitiremos uma secretária aceitar a desqualificação ,seje ela estadual ou municipal. O conhecimento será nossa riqueza maior e será passado aos merecedores ,nenhum bolsa familia contemplará a fome de conhecimento e tecnologias ,nossos recursos serão as ruas , agora se tiver audácia debatamos sobre como chegar a isso,mas tenha cautela afinal me sinto ofendido por suas palavras “DEVERIA SER” , TEMOS AQUI O VICE PREFEITO, visitas regulares suas de Bruno,Alexandre,Lara até o previlégio da presença do Barguete em nossa confraternização tivemos,mas não provoque tanto(membros da estadual)Não temos praia mas somos grandes como cidade, se as industrias nos traz problemas elas nos trazem soluções ,não simples e de lavagem de mãos como o PAT , seje na escrita seje na fala não perderei mais tempo sem buscar capacitação ,não posso admitir uma secretaria que nem sabe preencher um cadastro e tem medo de se informatizar, preencham vóz os trabalhadores ,façamos nós uma assistencia social paralela, seje nos poderes eleitorais seje nos quais se fizerem necessários,mas façamos algo, não mais convivamos com falta de educação.Isto não podemos pregar como admissão. LU JPSDB_Cubatão.

  3. Caro Raul Christiano,

    Durante o I Dilplomado do JPSDB/SP, em que figurou como palestrante, você me deu um cartão com o endereço deste blog no verso. Obrigado! Conto agora com um espaço — atualizado — para o debate que nos prepara para a militância qualificada.

    Grande abraço e sucesso em 2008!

    Márcio Ferrazzo
    Presidente do JPSDB/Jundiaí e Secretário de Políticas Públicas da Juventude do JPSDB/SP

  4. Raul
    Que o ano de 2008 seja de muito trabalho,muita política,e de muito sucesso.
    Aproveito para deixar registrado para os leitores desse Blog parte de um discursso histórico do GRANDE COVAS.
    “Creio na liberdade,esse vínculo entre o homem e a eternidade,essa condição indispensável para situar o ser à imagem e semelhança do seu criador.Creio na honra,esse atributo indelegável,intransferível por ser propriedade divina”

    A todos um 2008 de paz e trabalho!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *