Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

FHC sugere rascunhar boas causas.

Na manhã de hoje, Fernando Henrique Cardoso participou em São Paulo de um encontro nacional de vereadores e relacionou os quatro pontos fundamentais, que os candidatos tucanos a prefeito e a vereador precisam considerar nas suas propostas para as cidades e os seus eleitores: primeiro, Educação; segundo, Saúde; terceiro, Segurança; e quarto (inevitável nas palavras do presidente), ACABAR COM A ROUBALHEIRA! Na sua receita eleitoral voltou a afirmar que é importante considerar o para quê das candidaturas e a capacidade de mostrar concretamente às pessoas que pode lhes oferecer o melhor caminho para um futuro de mudanças!

Seria óbvio ouvir do presidente FHC, que o PSDB deixa a desejar quando é posta em questão o seu poder de apropriação dos feitos de governos tucanos. As experiências bem sucedidas não são defendidas com convicção e, em diversas oportunidades, sempre houve uma avaliação comum que isso vitamina o governo Lula, por exemplo, que se apodera dos programas de sucesso e os rebatiza na maior desfaçatez. Já os relacionei em várias oportunidades, o Bolsa Família que "sucedeu" o Bolsa Escola; Fundeb / Fundef; Programa de Aceleração do Crescimento – PAC / Avança Brasil, e por aí afora.

Nesse encontro, com a representação de vereadores de 23 estados brasileiros, mais uma vez a comunicação foi tratada como o grande bode expiatório do PSDB, desta feita com uma luz ao final do túnel. A direção nacional, por meio do secretário-geral Rodrigo de Castro, revelou que o partido pensa e formula uma proposta para ser compartilhada em todo o país, a partir das eleições municipais deste ano. Penso, entretanto, que essa nova proposta tenha capilaridade nas experiências vividas pelo PSDB em todo o Brasil, nos seus governos estaduais e municipais, afastando-se do lugar comum de algumas mentes iluminadas, que não se cansam de vender idéias mirabolantes, custosas, e que apenas reeditam o fracasso desse setor vital para o partido.

Fernando Henrique fez um diagnóstico em relação à agenda política nacional e ofereceu argumentos fortes para o discurso eleitoral em 2008. Na sua receita para candidatos tucanos, afirmou que o Congresso não fará sozinho a reforma política, porque estrategicamente ela precisa começar no município. Em relação à violência e à segurança, associou o quanto é determinante a conduta do prefeito para a sua redução.

Mas foi nos quatros pontos das propostas para as candidaturas municipais em construção, que FHC acentuou a sua preocupação, levando em conta que o tucano tem estilo próprio. Estilo, aliás, que a oposição ao PSDB interpreta e difunde como fruto de indecisão, em cima do muro. O estilo tucano, enaltecido por FHC, é sóbrio, porque as posições são refletidas e exibem cobrança pessoal de convencimento, certeza do melhor caminho para o futuro e para a sociedade.

As eleições municipais deste ano mostrarão as diferenças entre o PSDB e o PT. Acho que servirão para ampliar o fosso que já os separa também entre o grau de governança responsável e o bem-estar da população. Nesse sentido, reconhecendo o comprometimento doutrinário e ideológico plural deste blog, arrisco dizer que todos os homens, que sonham um mundo da boa política, precisam ter à mão um rascunho das suas promessas para o futuro! Como diz FHC, rascunhar boas causas em 2008, que valerão ainda para 2010!

Compartilhe

8 comentários em “FHC sugere rascunhar boas causas.”

  1. …Caro amigo Raul,

    Interessante as observações de FFHH. Gostaria que ele, com sua formação sociólogica ( que seu professor, Florestan Fernandes, bem o formou p/ depois ter estes ensinamentos “esquecidos”, usando uma expressão do mesmo FFHH…), colocasse saúde junto com educação como prioridade, pois o SUS continua sendo uma fantasia, quase uma sátira, do que é saúde. Só para lembrar; pacientes levam, como meu tio, por exemplo, mais de seis meses p/ fazer um exame, isso aqui em Santos, cidade tida como exemplar em várias áreas. Quanto à segurança, o governo tucano foi bem falho, basta recordar o Dia das Mães Sangrento, no apagar das luzes da gestão Alckmin, onde os marginais fecharam o Estado, deixando Claudio Lembro perplexo, sem saber o que fazer. Ah, a roubalheira! Sim, deve-se combatê-la com todo o vigor! O que também não foi feito na gestão FFHH ( Precatórios, Proer, benesses aos amigos da Corte, privatizações financiadas pelo BNDES à perder de vista, etc…). Promessas retornam em todas as eleições, erros do passado passam a ser esquecidos comodamente, o pouco realizado é elevado as alturas, críticas aos governos atuais aumentam quanto mais próximo é o dia das eleições. O PT repete erros dos governos anteriores, talvez por osmose, talvez pela incapacidade de assumir uma postura diferente de outros partidos, talvez também por ter sido mordido pela “mosca azul” do poder. É fundamental, Raul, além de rascunhar o futuro, colocá-lo em prática assim que se chega ao poder. E nisso o PSDB não difere do PMDB, do PT, do antigo, PFL ( atual Democratas), enfim, da maioria dos partidos políticos, que fazem das promessas apenas trampolim para chegar ao poder, esquecidas logo depois, quando interesses pessoais, de grupos amigos, etc., passam a ser mais importante que as necessidades e interesses de todos os brasileiros. É hora de mudar a mentalidade e servir realmente à maioria dos brasileiros, com atenção especial à queles que nada têm. Que os quatros pontos levantados por FFHH não sirvam apenas de estratégia empregada para alcançar o controle do Estado, mas sim, que sejam metas prioritárias de todos os partidos, todas as pessoas. Desculpe, mas os tucanos não realizaram isso nos oito anos de governo federal nem nos 12 de governo estadual. E o PT também não. Assim caminha a Humanidade. Abs.

    PS: Parabéns por manter este espaço democrático.

  2. Luciano Araujo

    Raul, longe de mim defender o PSDB em sua cúpula,mas esta se faz recorrente por suas posturas…, aos blogueiros só posso deixar minha descordancia em essencia, facil dizer que as cousas não estão como gostariamos , penso até que sempre será assim ,mas dizer que sua distancia não foi diminuida com o PSDB nos GOVERNOS ,parece-me falácia especulativa de depreciação. Poucos são os que se disponibilizam a ajudar , criticar todos o sabem (cousas de oposicionistas ao PSDB e seu jeito de governar), soluções,nem palpitar afinal aqui se encontra uma discrepancia em relação ao conteúdo do tema, enfim nem jesus Cristo.. , O PSDB não esta em campanha com o PT (2010) esta em pré 2008, e ser oposição ao método PT não significa ser oposição ao método de governo local ,seje ele aliado ou não (PT/PSDB) ,temos um canal de interlocução federal entre os municipios(psdb)? Aqui em Cubatão esta ocorrendo um problema que me inspira transpor sua solução ao PSDB, esta eu copiei e tento relatar sua adaptação ao caso concreto: Mandem-nos (pSDB),cinco problemas locais que em multirão colocaremos aos solicitantes suas possibilidades e forma de soluções para inclusão em seus projetos governistas. Como?Simples,mas custoso e mirabolante.LU.

  3. Evandro Losacco

    Caro Raul

    O leitor David M por desconhecimento ou má fé aponta fatos para justificar uma argumentação generalista e injusta. Vejamos: A gestão da educação que Fernando Henrique fêz colocou 96% das crianças na escola, utilizando intrumentos como o FUNDEF, na Saúde os avanços na gestão do SUS, do combate a AIDS, dos genéricos, dos mutirões foram reconhecidos internacionalmente, recentemente foi publicado um estudo sobre a segurança no Brasil e a cidade de São Paulo o índice de criminalidade caiu enormemente, fruto da boa gestão do PSDB ao longo dos anos, sem dizer que São Paulo é o Estado que mais prende criminosos no Brasil, devido a eficácia da sua polícia. Como disse FHC no Encontro o PSDB quando governa não muda o seu programa,a gestão tucana na presidência e nos principais EStados e Municípios sempre foi coerente com a sua pregação em campanha. Nem o PSDB e ninguém faz milagre em administração pública, sabemos que para alcançarmos os objetivos de uma sociedade melhor precisa haver continuidade nas políticas públicas corretas (não apenas mudança de nome) e a análise correta de um Governo é saber se avançou, ficou como estava ou retrocedeu ( e isso o Sr.David M não consegue pereceber, pois está cego pelo preconceito e pelo pessimismo engajado). Como um sábio chinês disse há muito tempo: uma caminhada de 5000 kilometros começa com o primeiro passo. E as gestões do PSDB tem dados muitos passos à frente, em direção a uma sociedade mais justa.Abraços

  4. Suely Peramo

    Boa noite Raul!!
    Concordo com a colocação do David M., em vários pontos.
    Em se referindo no geral, em relação ao país.
    Os municipios tem suas diferenças.
    Mesmo sendo governado pelo mesmo partido.

  5. Luiz Moncorvo

    Raul
    Parabéns pelo blog. Um forum democrático importante para aumentar a participação de mais pessoas no destino de todos.
    Esses comentários sobre o FHC e o governo PSDB é fruto, como você comentou, que o PSDB não se apodera dos feitos realizados pelos tucanos.
    Em “tempo de mídia”, é fudamental a comunicação.
    Abraços do amigo
    Moncorvo

  6. …Caro Raul e demais blogueiros:

    Mantenho o que escrevi na sua totalidade. Só lembrando o Sr. Evandro Losacco que o combate efetivo da Aids começou em Santos na gestão da Prefeita Telma de Souza, tendo como secretário de Saúde, o Dr. David Capistrano Filho, que juntamente com outros médicos ( todos pertencentes a gestão petista da cidade…), iniciou a distribuição gratuita de medicamentos de combate as infecções oportunistas provocadas pela Aids ( que em Portugal é corretamente chamada de Sida, na tradução justa da língua portuguesa…). O referido senhor não deve utilizar o SUS, se utilizasse, saberia como o mesmo funciona. Ah, só lembrando também, como já saiu na imprensa, que os índices de criminalidade caíram pq. graças a uma política estranha tucana, muitas delegacias funcionam em horário comercial, desestimulando a feitura de BO’s, Boletins de Ocorrência, pelas vítimas de assaltos, roubos, etc., ocorridos após o encerramento do expediente das delegacias. Com isso, muitas ocorrências não são registradas, alterando significamente tais índices. Estou em paz com a minha consciência, isto só já me basta. Abs.

  7. ê interessante quando lemos comentários prós e contras ao governo atual. O brasileiro é apaixonado e tudo é razão para a passsionalidade, esquecendo-se ás vezes de que política pressupõe exercício de poder através de ações administrativas e democráticas e que sempre atrás de uma decisão democrática ou não, está a vida e a morte de um ser humano, caso precípuo da saúde. O que nos falta é responsabilidade administrativa e competência para administrar (isso o PSDB já mostrou que é mais forte) mas acima de tudo humanidade e compreensão social de todas as diferenças de um país com o maior índice de desigualdade entre todos os ditos ” emergentes” e nisso encontramos farta ações de governos petistas. Parabéns aqueles que tem a clareza dos fatos e não deixam se envolver por torcidas uniformizadas de a, b ou c . Política é exercício de poder e ele só serve para quem deseja servir e não para quem quer servir-se dele e tenho dito…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *