Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Quem pode se orgulhar de políticos ?

Há um artigo de Nelson Motta, intitulado "Utopia carioca", na edição de hoje da Folha de São Paulo, que é uma declaração de amor a um político brasileiro, Fernando Gabeira. O deputado federal do PV está unindo vários partidos, dentre os quais o PSDB e o PPS, para defender a sua candidatura a prefeito do Rio de Janeiro. Essa movimentação está incomodando o atual prefeito local do DEM, Cesar Maia, que já passou o recibo da sua exclusão da aliança pouco convencional, culpando José Serra e Aécio Neves pela possível quebra da unidade nacional do DEM com o PSDB.

Ninguém, nos últimos tempos, expressou com tamanha simplicidade o quê espera da política e dos políticos, como o Nelson Motta. Ele realçou na Folha, aspectos que os cidadãos precisam ser alertados para cobrar dos atores políticos, quando o deputado federal Fernando Gabeira expressou as suas condições para ser o candidato além do PV: "não pediu poderes ilimitados, nem caminhões de dinheiro, nem submissão dos partidos à sua vontade. Exigiu uma campanha limpa, sem ataques pessoais, propositiva; divulgação pela internet dos fundos e despesas da campanha, e o principal: caso eleito, que o secretariado seja escolhido por méritos e critérios profissionais e não partidários, sem o habitual loteamento como moeda de troca por apoio político".

Gabeira é uma voz dissonante da política brasileira, diante da tentativa de seus representantes justificarem os erros do presente como uma repetição de procedimentos iguais no passado. Gabeira provoca a classe política nacional com a afirmação de que não acha que só porque a maioria dos políticos fazem errado, deve fazer também.

Acho que uns pitacos de atenção nas articulações cariocas farão bem a todos aqueles que defendem mudanças pra valer em 2008. Como eu disse no início, Cesar Maia está incomodado com Gabeira e com os cenários de São Paulo (com Geraldo Alckmin disputando a mesma prefeitura que Kassab) e de Minas Gerais (com Aécio querendo consolidar uma aliança PSDB-PT que dá certo no Estado desde 2000).

Os cenários indicam mudanças. Será que não há em São Paulo, Minas, Rio Grande do Sul, Palmas, Manaus, Recife e por aí afora, outras utopias ao nosso alcance? Você, leitor deste blog, parou para pensar nos seus votos em eleições passadas? Consegue ter pelo seu eleito ou simplesmente votado um "estranho orgulho e um vago sabor de superioridade" como Nelson Motta por Fernando Gabeira?

Vago sabor de superioridade, principalmente quando comparamos os nossos escolhidos com figuras com mandato que desonram a nossa confiança e que só nos decepcionam! Tenho orgulho de muitos políticos. Aliás, nunca me decepcionei com os políticos eleitos ou não que mereceram o meu voto e a minha recomendação! 

Compartilhe

5 comentários em “Quem pode se orgulhar de políticos ?”

  1. Claudio Alves de Amorim

    Raul, também nunca me decepcionei com político que mereceu meu voto e minha recomendação. Aliás, muitas vezes os elitores me decepcionam. Mais, como vai mesmo o ensino no país?

  2. Raul, já me decepcionei sim com alguns políticos e partidos, muito embora nem sempre a culpa seje deles, o povo é que precisa analisar as propostas e quando possível o caráter dos candidatos para poder votar com segurança.
    Sobre a decisão em apoio ao Prefeito Papa, pelo Diretório Ampliado, espero pelo menos que voce seje o indicado para ser o Vice, para com isso ter o tempo adequado para colocar o psdb no prumo, e então em 20012 saiamos com candidato próprio a Prefeito de Santos. Falta muito tempo para nos organizarmos e chegar para desputar com condições de sermos vitoriosos.
    Raul neles!

  3. paulão jabaquara

    Caro Raul,
    esses fatos deixam claro que quem precisa manter a aliaça com o PSDB, são os democratas, principalmente em São Paulo Raul, porque aqui é terra de tucano.
    Abraços

  4. Catarina Furtado

    Gabeira mexe com a estrutura posta, porém o partido PV, não tem as mesmas características, um partido que nasceu com uma proposta arrojada e necessária, como a questão ambiental não consegue construir um quadro de filiados que realmente se disponham a lutar e por em prática a ética.
    Acredito que este seja o momento de pessoas com ética buscarem os espaços que estão sendo ocupados por quem desconhece até mesmo a palavra que dirá seu significado.
    A proposta da ética é que desatabiliza e preocupa alguns pólíticos atuais.

  5. Raul, não tenho orgulho dos políticos, mas me orgulho das minhas escolhas e dos meus votos.

    E você, meu amigo, sabe qual foi a minha dobrada!!!!

    FORÇA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *