Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Nossa Caixa do Brasil !

Passava da meia noite da última quarta-feira, quando o Jornal da Globo anunciava a divulgação pelos Banco do Brasil e Nossa Caixa-Nosso Banco, o fato relevante de uma negociação que pode transformar o BB no 13.º maior do continente americano (incluindo os EUA) em ativos. O Banco do Brasil passaria a ter um total de US$ 260,8 bilhões em ativos. A Nossa Caixa está na 52.ª posição, com US$ 29,4 bilhões. Juro que foi a maior boa surpresa para mim, nos últimos tempos, principalmente pelo fato da manutenção dos bancos na esfera pública, sob a tutela do Estado; porque ambos representam, do ponto de vista instituição bancária, aqueles em que mais acredito e confio.

Faz alguns dias, estava numa fila para pagamento de contas da Nossa Caixa e fui abordado por um funcionário antigo dela: ___ Raul, há um zum-zum-zum que a Nossa Caixa vai ser privatizada!? De pronto, respondí: ___ Boatos sempre existem na área pública, mas a Nossa Caixa dá bons exemplos desde o governo Mário Covas, quando estava no vermelho e se recuperou, tornando-se um exemplo de gestão de sucesso. Percebi que o funcionário não foi convencido, justamente porque os governos do PSDB têm um histórico de privatizações importantes (telecomunicações, por exemplo) para focalizar mais a sua atuação em políticas públicas eficientes nas áreas do saneamento, saúde, habitação e educação, para citar algumas.

Mas a notícia da compra da Nossa Caixa pelo Banco do Brasil e não por outras instituições bancárias privadas, agrada pelo fortalecimento do BB como um concorrente importante no mercado bancário, turbinado com o reforço da sua atuação no Estado de São Paulo, onde a Nossa Caixa conta com 559 agências e dispõe dos depósitos judiciais na sua carteira, uma prerrogativa só de estatais.

O governo paulista tem 71,25% das ações da Nossa Caixa. Outros 28,75% estão em poder do mercado. Essa venda depende da aprovação da Assembléia Legislativa, mas é possível que não sofra tantas restrições, porque não se trata de privatização. Além disso, conforme informações apuradas pelo jornal Folha de São Paulo, o governo do Estado ficaria sem banco e se limitaria a criar uma agência de fomento para estimular investimentos no Estado, como em transportes sobre trilhos, obras do Rodoanel, construção de estradas vicinais e ampliação da rede pública de hospitais.

Então, se as negociações entre os governos Lula e Serra forem confirmadas, creio que os impactos serão menores na esfera política, em especial no quesito fundamental da situação dos bancários em questão, porque o seu poder continuará no poder do Estado. Pelas repercussões negativas, das interpretações dos bancos privados, que sugerem um leilão para manterem as suas vantagens no terreno da compra de bancos menores, acho que essa incorporação, compra ou coisa que o valha pelo BB será muito boa para o povo brasileiro. Sem ufanismo ou demagogia, se é bom para o povo é muito melhor para o Brasil.

Compartilhe

20 comentários em “Nossa Caixa do Brasil !”

  1. RAUL, como vc vi a notícia ontem, no jornal da Globo e logo disparei: eh serra…

    Nunca vi ninguém querer agradar tanto um adversário como o Serra. E o que ganhamos com isso?!?

    Como cliente da Nossa Caixa, sou contra a venda pra o BB. Vc, por acaso, já pegou uma fila no BB? Como diz uma nota do Bradesco, se é para o Estado de São Paulo vender sua participação no banco, que seja por leilão.

    Como advogado, su contra a venda para o BB. A nossa Caixa é o banco oficial do estado. Depósitos judiciais, por exemplo, são feitos lá. o pagamento de convênios da OAB, são feitos por lá. Passar todas essas iniciativas para o BB seria um erro.

    Como paulista, sou contra a venda da Nossa Caixa nesses moldes, principalmente para o BB. Vc lembra como os paulistas reclamaram da federalização do BANESPA? então, ficou a nossa caixa e como vc falou, desde o governo mario covas, passando pelo geraldo e pelas denúncias de favorecimento na área de pub;icidade, chega ao governo Serra firme e forte, com uma boa gestão e bem avaliada na bolsa de valores.
    a questão é: pq vender? simplesmente pq o estado nà o sabe gerir? pq o estado não deve estar em setores que deveriam ser explorados simplesmente pelo setor privado? mas se a gestão se proficionalizou, o banco apresenta bons resultados e é uma importante ferramenta de fomento e desenvolvimento, além de fazer seu papel comercial muito bem.

    então, não vejo motivos para sua venda, principalmente se for para o BB, negociada nos gabinetes, longe dos olhos da população e dos invstidores.

    abraços

  2. Se é boa para o povo, se é exemplo de boa gestão, se dá lucratividade, já é boa para o Brasil. Não precisa ser vendida. Aliás, cabe ouvir os profissionais da Nossa Caixa. Eles, por certo, saberão demonstrar as vantagens e as desvantagens de tal negociação. Mas, infelizmente, nesta terra, quem “sabe das coisas” nunca é ouvido.

  3. Aderbal Antonio Arantes

    Amigo Raul: Por quê, agora, o Banco do Brasil, o Itaú e o Bradesco (apenas para citar os recem interessados)querem a Nossa Caixa?.Será que é porquê a Nossa Caixa saiu do vermelho; porquê a folha de pagamento dos servidores estaduais ativos e inativos passaram para a Nossa Caixa; porquê, daqui para a frente, com êsse modelo de gestão, a tendência ir melhorando dia a dia? Creio que o melhor a se fazer é permanecer com o Estado de São Paulo e ampliar os pontos de atendimento (como caixas eletrônicos que estão a desejar). E que vença o melhor, em São Paulo, a Nossa Terra e a Nossa Caixa. Abraços.

  4. André Caetano

    Caro Raul – a pergunta mais esclarecedora que deve ser respondida sobre esse assunto é a seguinte: o que essa transação vai melhorar para a vida dos paulistas e brasileiros?
    Sem a resposta adequada, não dá nem prá discutir essa negociata??!!

    Abço.

  5. RAUL:

    O PSDB elegerá o próximo presidente , o próximo prefeito da Capital e o próximo governador. Deixemos a Nossa Caixa como está, ou melhor, deixemos a Nossa Caixa nas mãos dos seus profissionais( que nela trabalham com amor). Eles devem cuidar do Banco com independência, enquanto o PSDB deve cuidar apenas de políticas buscando fomentar riquezas; com investimentos nos serviços tipicamente públicos. Pois em apenas 4 comentários é perceptível o tremendo desgaste que o PSDB suportará caso concretize tal negócio. Vai que – de uma negociação Serra-Lula – fique sem a Caixa e sem Governo!

  6. Julio Penin

    A Caixa é Nossa, é Nossa a Caixa. As alterações não agradam quando o time está ganhando, pelo contrário, assustam. A mudança de paradigma só é válida quando se está perdido, não se visualizando o fim do túnel. Não é o que está ocorrendo com a real possibilidade do PSDB voltar ao poder central.

  7. Ahh Raul, essa não ! Já perdemos com o Banespa/ Santander. Estou ficando meio chateada com o PSDB , já penso no meu futuro voto que nunca quis anular e faço questão de votar enquanto puder subir as escadas do nosso Grupo Escolar. Bjsss Raul, pena que não vou vê-los amanhã , é sempre uma a legria

  8. Falando sério, dinheiro não é tudo e o prestígio do governador tende a ficar visivelmente abalado com a entrega da Nossa Caixa para os petistas. Infelizmente.
    Falando como cidadã do “povo”, um peixe fora d’água neste espaço cheio de craques, eu me preocupo muito com a situação dos funcionários do banco.
    Porém, alguns amigos meus que trabalham na Caixa, influenciados pelos discursos dos sindicalistas, são radicalmente contra o PSDB e idolatram o Lula.
    Portanto, não há motivo para preocupações, afinal, eles devem estar pulando de alegria.

  9. Não adianta o governador Serra transformar o estado de São Paulo num oásis e oferecer serviços de primeiro mundo, pois o povo nem sempre sabe ser grato.
    Além disso, se o governo federal participar com qualquer trocado, coloca-se o presidente no palanque e o Serra fica em segundo plano, não aparece nem nas reportagens da TV.
    Se Deus quiser e o povo brasileiro colaborar, o nosso governador ainda fará muito pelo país.

  10. Raul, essa do Serra querer vender a Nossa Caixa para o Banco do Brasil, é simplesmente uma atitude ridícula do nosso Governador, pois na meu ver o mesmo esta querendo imitar o Aécio Neves e caminhar com o PT para as eleições de 2010. Ô Para Ô.

  11. Raul,
    Ja que alguem ai perguntou o que melhora para o Paulista, ai vai a minha opinião de ex-correntista do BB e hoje da Nossa Caixa. Posso garantir que qualquer Banco é melhor que a nossa Caixa e vamos lembrar que o Lula passa e o BB fica. A questão política ??…. ora a política !!

  12. Eliana Haddad Falque

    Querido amigo
    Como ex-funcionária da Nossa Caixa posso dizer que é uma grande loucura o que o Sr. Governador Serra está pensando fazer. No governo Mário Covas o Sre. Fernando Lessa, então vice-presidente, mas se achando presidente, resolveu levar até a exaustão 120 funcionários concursados a aderir ao plano de demissão voluntária (1º PDV). Entre estes funcionários está esta sua amiga que jamais irá esquecer, pois a Nossa Caixa mora até hoje no meu coração. Como dizia o Dr. Geraldo Gardenalli, presidente do banco,
    “Eliana, a nossa eterna funcionária”.
    Você se lembra o que aconteceu com o Banespa? Você se lembra da dor do Governador Mário Covas quando teve que entregá-lo? Que Deus os ilumine para que tomem a melhor decisão!!!!

  13. Eliana:

    E no caso de venda nada de novos investimentos. O Estado primeiramente deve pagar aquilo que deve; especialmente saldar as dívidas com o instituto de previdência.

  14. Fernando Roque

    O engraçado é que os bancos privados e a população nunca deram o verdaeiro valor ao Banco Nossa Caixa. Agora que o planejamento estratégico do BB torna público sua pretensão vem Bancos Privados e clientes defendendo a Nossa Caixa ??? O que há pessoal ??? É um excelente negócio para o BB, ou vocês acham que o Itaú e Bradesco querem leilão só para fazer algazarra? Não pense que eles estão pensando em vocês correntistas não … realmente vocês são os últimos a serem considerados …. ou vocês acham que o Itaú vai privilegiar ex-correntistas da Nossa Caixa, ou mesmo o Bradesco…. convenhamos !!!
    Assim, se for vendida que seja para BB !!!!!

  15. Prof. Kleber

    Tenho respeito por ti Raul sem conhecê-lo! Mas acrecdito fielmente que és mal informado quando falas de educação e saúde em mandatos do PSDB. A saúde está um caos! Tenho um amigo especialista que atende no SUS e trabalha com dedicação e recebe uma miséria. Eu também trabalho com muita dedicação e não sou valorizado! Isso sem falar nos investimentos errados e/ou onerados aos cofres públicos! Acho que deveria se informar melhor! Ou vc também vai dizer que é tudo culpa dos professores e médicos! O estado de São Paulo precisava manter um banco forte e já se desfez dos dois que tinha! “para focalizar mais a sua atuação em políticas públicas eficientes nas áreas do saneamento, saúde, habitação e educação, para citar algumas”. Isso é piada!

  16. Pablo Ossipoff

    Nossa Caixa S.A. Protestos Indevidos ou Lavagem de Dinheiro ?

    Gostaria de contar meu enorme prejuizo que tive com a Nossa Caixa, tal vez possa me ajudar, meu nome é Pablo Ossipoff sou produtor cultural, moro em São Paulo há 27 anos, deixei a Argentina para trabalhar no Brasil. Fiz minha vida aqui, tenho duas filhas brasileiras e adoro este pais.

    Por Arte de mágica, meu nome (pessoa física) e CPF, foram protestados, junto ao SERASA – Centralização de Serviços dos Bancos S.A. – por 135 vezes consecutivas como inadimplente em empréstimos efetuados desde fevereiro de 1994 até março de 1999 em 17 diferentes agências do interior de São Paulo do Banco Nossa Caixa S.A., em agencias que eu nunca pisei, como Espirito Santo do Pinhal, Araraquara, Mogi Mirim entre outras tantas, com valores totais superiores a R$ 1.700.000,00.

    Procurei o Gerente da Nossa Caixa na época para resolver esta situação, mas não teve solução e foi quando decidi processar judicialmente a instituição, por Reparação de Danos Morais, milagrosamente os protestos começaram a desaparecer e o gerente do Banco foi mandado embora, mais já era tarde, minha vida desmoronou.

    O Banco contra notificou meses após, alegando não encontrar procedimentos que pudessem ser considerados “Inidôneos” . No julgamento na primeira instancia da ação contra o Banco Nossa Caixa, um juiz apareceu para substituir o Juiz titular e a sentença – já era de se esperar – não foi baseada em nenhuma das provas documentais apresentadas, mas na alegação do Banco, que não tem provas suficientes para demostrar o desvio de dinheiro.Sem exageros porque apesar de a lei ser clara, foi necessária uma ação judicial para obrigar ao SERASA a comunicar por escrito que meu nome estava no cadastro de inadimplentes. Sobre as inúmeras movimentações em meu nome, ouvi do banco a palavra “sujeirinha” como explicação e nada mais. Minha situação esta muito abalada, depois de praticamente 10 anos de desgaste judicial e psicológico estou aguardando a sentencia da segunda instancia do processo.

    Cordialmente

    Pablo Ossipoff

  17. Pablo Ossipoff

    Banco Central do Brasil
    Confirmação de recebimento de mensagem

    Sua demanda foi registrada com sucesso em 27/12/2008, as 15:31:28, com o número 2008323588.

    Mensagem:

    Resposta da Ouvidouria do Banco Nossa Caixa S.A.

    Prezado Senhor Pablo, Em atenção à sua reclamação registrada nesta Ouvidoria, constatamos que após pesquisas não constam restrições em seu nome de responsabilidade do Banco Nossa Caixa. Não temos condições de prestar maiores esclarecimentos sobre o fato, uma vez que está sendo tratado junto as esferas judiciais. Adicionalmente informamos que lamentamos imensamente os dissabores enfrentados pelo senhor em decorrência deste. Atenciosamente, OUVIDORIA Banco Nossa Caixa S.A. Fone: 0800-7706884

    Minha Reclamação > Obrigado pelo seu e-mail, fico muito triste em saber sua resposta a minha reclamação logicamente se referem ao prejuiço de ter sido alvo destas inscrições indevidas e não assumidas pelo Banco Nossa Caixa, a justiça brasileira é muito lenta em resolver, logicamente que eu nunca teve o ressarcimento pelos danos sofridos, como também que meu nome figurou entre os anos de 1995 a 2000 no SERASA, por mais de cem e trinta e cinco vezes. Tal intuito foi à quela época cumprido, já que nunca fui devedor das importâncias, conforme as afirmações do Banco Nossa Caixa, em decorrência de pretensos empréstimos feitos em meu nome e não pagos na época. Quanto ao ressarcimento pelos danos sofridos, fato evidente e fartamente contemplado pela moderna jurisprudência quando da inclusão indevida de nome junto ao SERASA, meu caso continua sendo analisado pelo Poder Judiciário por nove anos, e até o momento nada há que se falar em improcedência da ação posto que em nosso país, a análise final e da qual se poderá dizer que houve improcedência é aquela dada pelos Tribunais Superiores, fato que até o momento não ocorreu. Deve ficar claro que a confiança que é depositada em nosso sistema judiciário não ficou abalada quando da sentença prolatada em primeiro grau, visto que naqueles anos a nossa doutrina e jurisprudência ainda não tinham firmado entendimento majoritário quando da inclusão indevida do nome no SERASA e muito menos qualificado e quantificado a questão de indenização de danos morais sofridos pelas vítimas. É ainda na intenção de esclarecer e elucidar que eu, afirmo que nunca teve contas bancárias nas cidades citadas pela Assessoria de Imprensa do Banco Nossa Caixa, tais como Araraquara, Catanduva e Espírito Santo do Pinhal, etc., acreditando que, ou houve algum engano na informação passada por aquele banco, ou que funcionários daquela Instituição tenham usado dolosamente meu nome e dados pessoais para abrirem contas fantasmas em cidades do interior de São Paulo, o que explicaria então a inclusão indevida de meu nome por tantas vezes nas instituições de serviço de proteção ao crédito. Ainda acredito no bom nome do Banco Nossa Caixa, e tem para si que se houve realmente abertura indevida de contas bancárias em meu nome, aquela Instituição bancária deva tomar as providências devidas ao caso em concreto sob o risco de ter de se ver processar criminalmente pelo delito de estelionato (artigo 171 do Código Penal Pátrio).

  18. Pablo Ossipoff

    Lucro da Nossa Caixa dobra em 2008

    Instituição financeira encerrou o exercício do último ano com um lucro líquido de R$ 646,5 milhões, valor 113% maior do que obtido em 2007

    O Banco Nossa Caixa conseguiu dobrar o seu lucro no ano de 2008. Nessa última quinta-feira, 26, a instituição financeira divulgou um ganho líquido de R$ 646,5 milhões no último ano, o que representa um valor 113% maior do que o lucro registrado em 2007, quando o banco lucrou R$ 303,127 milhões.

    O crescimento teria sido impulsionado por um aumento de 47,6% na carteira de crédito, o que rendeu ao banco um saldo de R$ 12,9 bilhões em 2008. Em 2007 o valor obtido com as operações da carteira de crédito somou o montante de R$ 8,7 bilhões.

    A instituição encerrou o exercício de 2008 com um patrimônio líquido avaliado em R$ 3,2 bilhões – número 15% maior ao registrado ao final de 2007. No mês de novembro de 2008, a Nossa Caixa foi adquirida pelo Banco do Brasil em uma transação que movimentou a quantia total de R$ 5,386 bilhões.

  19. Nossa que vergonha em Serra, vende o unico banco que o funcionario publico tinha condiçoes melhores para trabalhar, ja o bb é um banco com politicas voltadas para qem tem muito dinheiro, e não para um funcionario que ganha uma merreca de um salario minimo de 510,00 que vergonha em Lula, que salarinho em aposto que o seu é 510 vezes maior que esse… rsrs e o pior de tudo é que aqui no brasil temos que ver e fica quietos… o brasil que não vai pra frente mesmo…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *