Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Bolsa-mortadela não é tudo !

Não é a primeira vez que escrevo sobre as políticas sociais compensatórias e os estímulos do governo federal para o crédito fácil e o endividamento popular. Desse modo, vejo que há uma longa distância entre a miséria sustentada à base da dieta lulopetista de "um pãozinho com mortadela" e a produção de mais brasileiros capazes de gerar renda e de se tornarem independentes do paternalismo e do assistencialismo. Uma receita bem sucedida com pitacos de demagogia, que garante popularidade e muitos votos para si e às vezes para os seus afilhados, ao invés de políticas públicas sérias, emancipatórias.

O discurso do presidente Lula, debaixo de chuva no pátio do estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis, revela que o governo brasileiro ainda não se deu conta da realidade, embora as informações de todas as origens no Mundo indiquem para a concentração de responsabilidade na gestão das economias. O governo, para não perder a onda das descobertas de gás e petróleo nas camadas do pré-sal da Bacia de Santos, em meio à crise, anunciou que vai liberar R$ 10 bilhões do Fundo de Marinha Mercante para a construção de plataformas, navios e sondas de perfuração para a Petrobrás.

Os recursos estavam contingenciados, mas vão ser liberados por uma questão estratégica, segundo a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que foi aclamada como "madrinha da indústria naval". Tudo pela política e pelos discursos palanqueiros de Lula, generoso como sempre dizem os petistas, em se tratando de investimentos ou quando apenas afaga o povo com uma fala fácil e simplória, do tipo: "Pelo amor de Deus, agora que deixamos de comer o pão que o diabo amassou e começamos a comer um pãozinho com mortadela, eles que não venham querer se socializar com a gente. Este tipo de socialismo não é o que queremos. Queremos socializar a bonança e não a miséria", para responder suas expectativas sobre os efeitos do pacote americano para resolver "a crise deles".

Lula constrói o caminho de vítima e relembra Hugo Chávez, em suas bravatas de longe contra os "poderosos países desenvolvidos e o FMI". Segundo FHC, Lula e os seus ministros brincam de Poliana, dando a impressão que são alienados com o propósito de anestesiar o povo. FHC superou com planejamento e ações claras, várias crises internacionais. Lula perdeu oportunidades, em cinco anos de governo sob céu de Brigadeiro no cenário internacional, para ampliar a capacidade de investimentos em infra-estrutura e atender mais às demandas externas.

No Brasil, se as políticas educacionais e de saneamento não fossem descontinuadas, com certeza haveria um povo melhor preparado, vocacionado para o empreendedorismo e a geração de renda. O Estado cumpriria à risca o seu papel de garantir saúde e educação, regulando outras áreas estratégicas sem partidarismo. Enfim, Presidente, bolsa-mortadela não é tudo !

Compartilhe

20 comentários em “Bolsa-mortadela não é tudo !”

  1. fausto ivan

    É duro ter que ouvir o besteirol do Lula todos os dias. Não há um dia sequer em que deixe de fazer seus discursos obvios e de mal gosto. Pois não disse dias passados que a crise aqui seria uma marola? Hoje o dolar está a 2,45 apesar dos bilhões injetados. Raul, seu artigos estão muito bons e a foto do sanduiche me lembra que ainda não almocei. Fui tchao……….

  2. A esmola dada, ao homem são, ou o mata de vergonha, ou vicia o cidadão. O erro destes governos, leva o pobre a ser sempre pobre, pois viciam na ajuda governamental populista. É a velha escola do coronelismo, que dava o pé da bota antes da eleição, e so entregava o outro, depois do resultado. Claro que modernizaram o sistema, mas na tese, é a mesma coisa. Mater o povo mal alimentado, mal informado, sem instrução, sem condições de crescimento, para que ele, o povo, não descubra que e o dono do paós, e num apreenda nunca a reinvindicar sua posse. Nada muda… Só muda o nome… E não é erro so de um partido ( se fosse ate seria facil dar cabo diosto) se tornou quase prática constante, salvo raras excessões. Rui Barbosa, se vivo estivesse, estaria falando de novo, o que ja disse: dá vergonha de ser honesto!!!!

  3. A maior vergonha deste país é discriminar o cidadão que tem mais de 45 anos, que trabalhou a vida inteira a não ter direito a emprego , não queremos esmola participar de projetos sociais, nem tão pouco ir para fila do leite gratuito,queremos emprego,dignidade.Ter poder aquisitivo para termos nosso plano saúde ao ínves de ir para fila da morte ou para o INSS é ser humilhado por perito que nega auxilio doença.

  4. Leopoldo Pontes

    Caro Raul!

    Até quando teremos que ouvir essas banalidades do sr. Lula? Como se não soubéssemos, até o final de seu mandato. Isso, se não for aprovada uma re-reeleição, que o levará novamente ao Poder. Há que se educar o povo, para não cair nessas tramóias novamente. Ha que se construir condições para que tenhamos novos Fernandos Henriques na Presidência deste país. Se depender do povo, o Lula entra de novo numa próxima eleição, se não em 2010, em 2014!
    Temos pressa na educação popular, na conscientização de que não é com pequenas bolsas que se compra votos. Aliás, todos devem aprender que há várias formas de se comprar votos, como um empreguinho garantido no governo ou uma promessa de algum favor.
    Valha-nos de um próximo Lula, com esse ou outro nome…

  5. Leopoldo Pontes

    Ah, sim, a foto desse pão com mortadela o mostra muito apetitoso!

  6. Não aguento vou agora no Mercadão aqui em São Paulo comer um Sanduba de Mortadela, Fuiiiii

  7. A demagogia de Lula já não tem tanto apelo… Ele só ainda está lá porque o Alckmin não convenceu muito e ainda pisou na bola no segundo turno das eleições de 2006.

    Em 2010, o Serra deve ganhar para a presidência e a provavelmente a Marta será a nova governadora de São Paulo (sendo que por esse motivo ela vai perder para o Kassab agora).

    Talvez este quadro seja meio estranho para falar com um tucano, mas é o que eu acho que deve ocorrer.

  8. Julio Penin

    Raul,

    Que é isso companheiro, preconceito com a mortadela !!!

  9. Caro

    Raul Christiano

    O Brasil vem atravessando sérios problemas há algumas décadas, fome miséria, desemprego e etc. No governo do diplomata, Fernando Henrique Cardoso, o país deu um tremendo salto e tivemos inúmeras programas que refletiram de forma positiva na economia do país.
    O programa Bolsa Escola, que foi rebatizado de Bolsa- família
    ,na minha opinião foi um dos melhores implementados desde a minha existência. No entanto no governo Lula , o programa não está sendo fiscalizado, as famílias se acomodam não arrumando outro emprego para não perder o dinheiro.(Cadê o fome zero?)
    Acho que um programa social em que o governo federal, após cadastro das famílias a serem assistidas, conceda uma cesta básica a cada família por um período de 6 meses promova cursos de capacitação para os membros da família e que ele (s) seja (m) colocado no mercado de trabalho e assim que tiver trabalhando automaticamente perderia o benefício.
    Sou membro da Sociedade São Vicente de Paulo, onde o trabalho é voluntário e funciona

    Segue minha sugestão com um nome BOLSA BRASIL.

  10. Caro Raul,
    O assistencialismo descarado e a finalidade populista nunca serviram para formar homens livres. Nada obstante, penso que a angústia reside no fato de que há ampla aceitação popular não só dos “programas sociais” quanto do estilo do Presidente. Sinto saudades do tempo em que as pessoas buscavam o desenvolvimento e o mérito pessoal e não ficavam esperando esmolas de um governo oportunista.
    Um abraço.

  11. Raul, conta pra teus amigos, que nos, independentes, no bom tempo, naqueles que não mais voltam, =mas nos dão saudades, comiamos pão com mortandela, no bar da esquina, e depois, para pagar o tal pão, vendiamos de mesa em mesa, livrinhos de poeias. Conta que Pão com Mortandela, era manjar! Havia dias, que as vendas dos poemas eram pobres, que so nos sobrava para o Pão com Margarina de Padaria, que o balconista jurava ser manteiga da boa, e nós, esfomeados, acreditavamos…
    naquele tempo, eramos esfomeados por espaço na cultura…
    Mas não deixavamos de ser esfomeados, e Sanduiche de Mortandige, era especiaria rara!!!!

  12. Discordo, que Serra, ganhe pra presidencia em 2010. Talvez seja PSDB, mas não serra. Muito provavel que surja a candidatura de Aersio Neves e este, leve a Presidencia. Isso, se lula não solber escolher seu sucessor, pois o populismo tem destas descantagens democraticas: costuma se perpetuar por um bom tempo. Para nossa sorte, o PT atual esta sem liderança forte o bastante para suceder Lula. Não creio tambem, que Marta ganhe para Governadora. Alias, nem creio que ela ganhe o Segundo Turno. O povo pode ser manipulado, as vezes, mas não é completamente tapado. O povo sabe das coias… As vezes, sabe mais do que conta, em pesquisa. Não creio que Marta assuma a Prefeitura de São Paulo. Ja esteve lá, e o povo lembra!

  13. Rubens Claudio Wiseman

    Gostaria de saber a opinião sesse bloguista sobre a greve na Polícia Civil, que se prolonga há vários dias, com óbvios reflexos osbre a segurança da população paulista, já que consta que a mesma prossegue por falta de vontade de negociação ou flexibilidade por parte do Sr. José Serra.

  14. Sobre esse tema, não vejo diferença entre governo X ou governoY.
    O que é melhor, comer pão com mortadela ou possuir um celular?
    Melhor é não comentar, para não desagradar o amigo.
    Abs.

  15. Enguaguassu

    Caro Cristiano, só aqueles que nunca passaram fome ou estão deslumbrados com seu novo status social despreza um pão com mortadela.Ironizar os programas sociais do Governo Federal é tripudiar sobre a míséria de milhões de brasileiros vitimas de um sistema econônico brutal.
    Frente a essa enorme insencibilidade só nos resta repitir o que foi dito a mais de 2000 anos: “Pai, perdoa-lhes, eles não sabem o que falham.”

  16. Raul: sanduíche bom! tem a cara do Mercadão de S.Paulo, que, aliás, me lembra o postal de bacalhau, do orca bar, e o pastel do carioca, de santos. Assino em baixo do comentário 11 do Anacoluto, pois naquele tempo mortadela, conhaque e mel faziam parte de nossa diária, somente salva pelos livros vendidos. Mas, falando sério, educação é essencial, para que deixemos de querer o mais fácil, o pão com mortadela, a bolsa mortadela, e irmos atrás das nossas batalhas. Mas, a população mais simples quer mesmo aposentadoria precoce, cartão de ônibus grátis, bolsa família, cesta básica grátis etc e tal. VENCER, CRESCER, significa ESFORÇO E TRABALHO e isto o PT , agora no poder, não fala, não divulga e não investe (veja, por outra ótica, a luta da Rita para resistir a doença). abraços Sérgio

  17. Diariamente eu passaria mal ouvindo abobrinhas na TV.
    Isso só não acontece porque eu raramente assisto TV, meu estômago não aguenta.

    Felizmente, temos os teus textos para aliviar a alma e enriquecer o cérebro.
    Quanto ao assunto acima, eu jamais esquecerei o quanto o Luis Inácio e o seu partido tripudiaram os programas sociais do governo Fernando Henrigue, e que agora ele copia. Para ele Bolsa-escola era bolsa-esmola.
    Esse é o cidadão que se comove com a miséria e respeita os pobres?
    Que nada!
    Seus marqueteiros perceberam que o “new coronelismo high-tech” (afinal, é chique receber esmola com cartão magnético) seria a chave para a perpetuação no poder.
    É a política do pão e circo. Distribui migalhas e torra o nosso dinheiro nos comícios circenses.
    A sua atuação consiste na formulação de estratégias, que nada mais são do que truques, isto é, um show de mentiras e calúnias para destruirem a reputação de seus adversários.
    Alguns resultados no primeiro turno revelam que há sinais de esperança, principalmente no Rio de Janeiro e em São Paulo. Porém, um comentário que ma chamou a atenção foi do candidato de Minas, Quintão, que jamais imaginou que falar a verdade desse resultado.
    Portanto, para desmascarar essa farsa é preciso muito trabalho (seguindo o exemplo que Serra e Kassab estão apresentando em São Paulo e despertando a consciência da população), muita fé em Deus e na justiça divina, muita coragem para enfrentar inimigos declarados e perversos, bom-humor para suportar esse período entre as trevas e o retorno à luz, e, principalmente, compromisso com a verdade.

  18. Petistas denunciam um bebê por ligação com a ditadura.

    Interessante o rótulo que querem colar no Kassab, acusá-lo de participar de uma situação que ocorreu quando ele era criança.

  19. Ricardo Zanoni

    Pois é, esse pouco miserê que o Bolsa Família repassa aos miseráveis do país depois de 500 anos de fome, é criticado descaradamente por essa eleite de bico grande. Contudo, nada se fala quando FHC torrou 20 milhões de grana pública para socorrer os banqueiros que prosseguiram nababescamente recheiados de dinheiro. Tampouco, hoje se ouve alguma crítica quando USA e Europa socorrem as bancas internacionais com com bilhões, disse bilhões, de dólares, para salvar outra vez essa gente socializando as jogatinas deles com o prejuízo de seus povos. A prova mais deslavada do debacle do tal liberalismo sem rédeas, tão apregoado pelo pelo tucanato e seu príncipe, o professor de Deus, o FHC, que comprou votos para sua reeleição não contestada, enganou todos com a paridade do dolar até pouco depois dessa reeleição quando a partir daí o país quebrou pela terceira vez no seu governo. Tivesse a crise atual acontecido naqueles tempos “idos e vividos” já estaríamos de joelhos frente aos Bancos Mundiais e FMIs da vida. Lula faz bem, não pode alarmar o povo. Tem que manter o controle psicológico do país tal como um comissário de bordo diante de situação alarmante durante um vôo. Ademais, contendo o possível alarme toma as medidas cabíveis, dentro da consistência que seu governo construiu no país, pagando as dívidas com o FMI, com o Clube de Paris e usando dos 200 milhões de dólares que acumulou e que, agora, servem para suavisar os efeitos dentro do Brasil, da enorme crise que os amigos de FHC derramam pelo mundo. Mais um derretimento do capitalismo, previsto por Marx ainda no século 19. O velho profeta jamais acreditou na tal harmonização do mercado tão defendida irresponsavelmente em nossa terra por esse tucanato hipócrita

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *