Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Longo caminho até as prévias !

A idéia de promover "prévias" para a escolha do candidato do PSDB para a presidência da República é interessante, mas acho inoportuno que isso aconteça na contramão das pesquisas pré-eleitorais que dão ampla vantagem ao governador José Serra. A meu ver o PSDB deveria definir esse modelo mais democrático para as disputas posteriores a 2010, não só para presidentes da República, mas para governadores e prefeitos, quando houver mais de um pretendente.

Com um sistema organizado e suas regras claras para todos os filiados e simpatizantes, aposto que não estaríamos longe de uma transição normal das "prévias" para as "primárias", ao estilo da democracia americana, que sem dúvida contribuiram para o maior conhecimento da figura e das idéias de Barack Obama. Afinal, uma potencial disputa hoje entre Serra e o governador Aécio Neves, no meio do recadastramento de filiados que o PSDB promove em alguns lugares e com regras afobadas, a hipótese de divisão não ficará afastada. Dispersar agora, nem nos pensamentos !

O PSDB pode oferecer essa contribuição ao aperfeiçoamento da democracia brasileira. Ninguém, com um histórico de militância política e partidária, vai se posicionar contra uma consulta às bases, o suprasumo da valorização da democracia interna, que traz mais benefícios para o partido, graças ao espaço conquistado na mídia, a mobilização de filiados e a oxigenação partidária. Até hoje foram mambembes as experiências de escolha assim no Brasil. O PT, por exemplo, promoveu "prévias" em 2002, quando o senador Eduardo Suplicy insistia disputar internamente contra Lula, apesar da sua inferioridade nas pesquisas populares. Lula venceu dentro e fora do partido, conquistando o seu primeiro mandato.

Por outro lado, daríamos uma volta no controle partidário por cúpulas desalinhadas com a história e os antecedentes políticos, com a conjuntura política, com um projeto para a maioria da população e com a vontade das bases. Longe também de nos contaminar com lideranças partidárias que se forjam e se impõem à base de filiações em caixas de sapatos ou de laranjas. O terreno atual está minado. Hoje é impossível realizar "prévias" antes de se clarear o horizonte de mudanças e de se esgotar necessárias rodadas de entendimento sobre o destino do Brasil que está em jogo.

Fora esses dados de consumo interno do PSDB, que sem dúvida provocará logo convergências, principalmente pela capacidade de costura dos seus líderes e de todos aqueles que estão apostando num novo projeto para o país (projeto que aliás precisa ser logo exposto), é essencial que, paralelamente, os partidos se mobilizem para tornar livre o uso da Internet na vida partidária e nas eleições brasileiras, porque hoje é o instrumento mais democrático para a comunicação entre candidato e eleitor, da mesma forma que serve para atrair os eleitores mais jovens para a política, além de permitir que eleitores e partidários interajam mais mesmo que via cibernética.

Enfim, há muito a fazer antes das prévias no PSDB. Digo sem hesitação que há um longo caminho até elas. No entanto, se estes argumentos não forem suficientes, pelo entendimento, pela unidade e para a vitória em 2010, abro já o meu voto: Serra Presidente, Aécio Vice !

Compartilhe

20 comentários em “Longo caminho até as prévias !”

  1. Ernesto Donizete da Silva

    Acredito que seja mais importante, o PSDB, principalmente os tucanos da “alta” plumagem ficar atentos ao jogo do PT e do Sr. Inácio com a Dilma. Isto para não sermos surpreendidos na eleição de 2010, afinal quem está com a máquina na mão são eles.

    Diga-se de passagem: Sabem usar bem a “máquina” em favor dos militantes petistas, grande diferencial em relação ao PSDB, que somente lembra dos tucanos da base, os que realmente arrumam votos e militam em prol do partido, no momento das eleições. Passado este momento, são deixados de lado, caem no esquecimento – enquanto outros fazem gozo do que o poder oferece.

    Verdade seja dita, neste espaço democrático, caro companheiro Raul. O PSDB, peca. Estamos com o Governo do Estado já há vários anos e existem pessoas altamente capacitadas dentro dos nossos quadros, compromissados com os ideais do partido e com o bem estar do povo, e que ao invés de estarem em cargos naturais dentro da estrutura governamental – sequer, como já disse, são lembrados.

    Lembrados, apenas sempre os mesmos – que estão aqui, estão ali, mas sempre estão empossados em algum cargo – enquanto o resto….Ah! É só resto! Este é o grande erro do PSDB, ou será, que os vários anônimos que estão nesta situação deverão esperar serem reconhecidos quando outro partido assumir o poder???

    Em relação à disputa entre o Governador Serra e o Aécio, acredito que não há necessidade das prévias, pois o nome de consenso será (neste momento), o do Governador Serra para disputar a Presidência do Brasil em 2010. Particularmente, concordo que a realização destas poderá acarretar divisões dentro do partido, assim como ocorreram em São Paulo na disputa Kassab e Alckimin – e que foi recentemente “concertada” com a habilidade do Serra e que se vier a ocorrer poderão prejudicar a futura luta presidencial.

    Acorda PSDB, pois há nos nossos quadros muitas pessoas compromissadas e capazes!!!

    Ernesto Donizete da Silva
    PSDB/SANTOS

  2. Ernesto Donizete da Silva

    Apenas para lembrar aos críticos, usei a palavra conCerto entre ASPAS, para bom entendedor basta, ok?

    Ernesto Donizete da Silva
    PSDB/SANTOS

  3. …Caro Raul,

    As prévias, primárias, seja lá qual for a denominação, são fundamentais na disputa democrática. Essa história de estar à frente nas pesquisas são sempre discutíveis, pois toda pesquisa é um tanto suspeita. Há que se consultar as bases sempre, seja qual for o segmento da sociedade, incluindo aí partidos políticos.
    Vou mais além; Democracia com “d” maiúsculo é participativa, não representativa, como no nosso sistema aqui. Na representativa só aqueles que têm cargos opinam, conduzem os destinos do País e todos sabemos que para ganhar eleição tem que ter dinheiro, muito dinheiro. Sim, tem os plebiscitos, etc., mas não é a mesma coisa.
    O fundamental é que seja o povo ouvido, isto legitima qualquer eleição. Abs.

  4. Paulão/Jabaquara

    Caro Raul,

    Como bem disse nosso amigo Ernesto do PSDB de Santos,por inumeros motivos o militante tucano em sua maioria só é lembrado pelo partido em determinadas situações, uma que o partido nunca esquece do militante participativo, é divulgar a nota de falecimento quando ele deixa a esfera dos mortais.

  5. Raul,

    Como os companheiros Ernesto (que diz ser preciso valorizar os tucanos da base) e David (que empunha a bandeira da participação) eu também penso que o processo de escolha do candidato deve contar com a participação da maioria dos pessedebistas de carteirinha. Mas deveria ser acompanhada, também, de grandes discussões sobre os caminhos que queremos para nosso país. Enquanto perdemos nosso precioso tempo discutindo “quem” será nosso candidato (se o Governador Serra com seu alto índice de intenções de voto) ou o Governador Aécio (com sua famosa grande articulação política) esquecemo-nos de colocar a baila assuntos como: impostos absurdamente altos, juros ídem, pobreza, educação precária, como precária também a vida nas grandes cidades (decorrente de problemas de trânsito, violência, transporte público, habitação, etc.), corrupção, impunidade, crescimento econômico, etc. Acho que estamos perdendo a grande oportunidade de discutirmos saídas para esses problemas. Veja hoje, no Congresso: critica-se apenas o governo de Lula, mas não se aponta soluções. Há um vazio enorme de propostas para os problemas brasileiros. O PSDB parece que perdeu sua capacidade de propor.
    E você Raul, como homem próximo ao governador Serra, deveria assumir o compromisso de levar a ele a preocupação, real, de que só um projeto que seja amplamente inclusivo (que contemple de alguma maneira a figura do Governador Aécio), e que aqui em SP tenhamos, não o mais forte candidato, mas um candidato que seja imbatível, porque para manterem-se no centro do poder, os petistas usarão todas as armas que puderem (e as que não puderem também). E para nosso companheiro Jose Serra esta poderá ser a última oportunidade. Não pode ser desperdiçada com projetos pequenos e singulares. O futuro do país depende disso.

    Abração,

    Ale

  6. Caro amigo e companheiro Raul
    Tenho receio que o PSDB, se adotar um longo caminho para as prévias , tenha como resultado, a derrota fragorosa nas urnas em 2010. A demora do PSDB em decidir é o tempo que a candidata do govermo precisa para se consolidar. Sinceramente, não vejo tempo ao nosso favor. Há companheiros que creem que este tempo seria importante para se tentar dissuadir o atual governador de MINAS, de disputar a indicação de candidato a presidencia pelo PSDB. Não penso assim. Creio que se nos proximos seis meses o PSDB, não decidir “perde o bonde da história”. O Serra é mais preparado para presidir o Brasil. O Aécio, como se diz, num país que se vota também por motivos fúteis e desqualificados, tem lá seus atrativos. Não vamos nos esquecer que pela primeira vez teremos uma MULHER, da situação, disputando e sabemos que o voto feminino já é maioria. As previas pegam o PSDB de “calças curtas”, como se diz no jargão popular. Constam do estatuto do partido desde a sua criação. Basta lembrar que usamos o recurso das prévias em Santos, para decidir se o candidato seria o Edmur ou o Lara. Ambos eram qualificados para disputa. Santos , podemos considerar uma excessão. Por que, por este Brasil a fora, prevaleceu no PSDB, a “caixa de sapato”, isto é, quem tinha mais voto no diretório, levava a indicação. Muitos, foram o candidato, por serem “dono do partido” e depois naufragaram nas eleições, o que aponta que o PSDB desde o seu nascimento nunca tratou de forma adequada o processo interno para uma escolha qualificada do seu candidato a cargo majoritário. O PSDB dormiu em berço esplendido e agora no final do tempo regulamentar tem que tomar uma decisão de um negócio que não sabe fazer, não praticou, porque não aprendeu.Tem mais: esta pratica de que “cacique é que manda” é uma das razões da debandada de inumeros militantes, ao longo dos ultimos anos. Concordo com o Raul, que o partido está despreparado para as prévias, afinal, quem vota nas prévias? O despreparo acontece pelo modelo espúrio adotado”manda quem pode, obedece quem tem juízo”
    Enfim, se ficar o bicho come, se correr o bicho pega!
    Torço por uma solução que nos coloque, de fato, na disputa em 2010.

  7. Oi Raul

    Concondo com você, este é um momento de agir com sensatez.
    Nas discussões políticas há sempre paixão e ela não é boa conselheira.
    Um abraço

  8. Peço licença para subscrever, no total conteúdo, de gênero, número e grau, na colocação do pensamento do amigo Donizete
    E aproveito para mandar-lhe um grande abraço.

  9. Artur Domingues Pinto Filho

    Sigo o Machado no seu apoio integral ao que disse o Donizete. Abraços aos dois.

  10. Angela - Praia Grande

    Concordo plenamente com o Sr.Ernesto, com complemento das sábias palavras de Ale Ferraz.
    Saudações tucana .
    Angela

  11. Enguaguassu

    Caro Cristiano, mais Tucano impossivel, és(existe?) a favor das previas para todos os cargos executivos mas não para presidente, alias o que se discute no monento, bonito. Sai do muro companheiro.

  12. Luciano Araujo

    Raul , não vejo contraposto na realização das prévias partidárias, mesmo porque através de

    resoluções anteriormente debatidas possamos regulamentar a forma generica das previas

    presidenciais, que tambem são governadores vices, deputados ,senadores e até filiados por

    que não? Passar em revista, utilizarmos a tarifa da senha do id do diretório, possa até doer

    em alguns correligionários como citarei o post do Ernesto.
    Mas como disse “as primarias” ,por lá são de propostas entregues por interessados, aqui são

    de cacifismo monetario por assim dizer no racha.
    Se for eu explicito o suficiente, relatar em pormenores todas as probabilidades de exito,

    sem ao menos ter contato e esclarecimentos com os detentores da maquina atual, cujo não vejo

    empecilho no sulfragio ,mesmo assim farei o troca troca para que assim um novo horizonte se

    abra? Talvez esteja eu cansado das manipulações da massa e farto do midiatico massacre nas

    guerras do dia a dia, onde morre um a cada dia,mas ainda daremos o devido cuidado ao bater

    das portas quando estas se anunciarem, saberemos que podemos estar na lista e que isso

    custará caro se não nos organizarmos para o desenvolvimento.Não vejo com bons olhos a

    omissão quanto aos deputados, sinto a falta de um elo da corrente que permita o

    desenvolvimento de nossas propostas e ampliação mesmo que somente em 2012, desde que

    consideremos as alianças.
    Enfim, não há que se lamentar na lentidão evolutiva do processo eleitoral, afinal utilizamos

    metodos que garantem status quo como a vitaliciedade em nosso curral eleitoral sem que

    produzamos perfis tecnicos com potencial de governança, mas não o fazemos porque nossa

    piramide organizacional se contenta com a utilização de laranjas e caixas de sapatos na

    busca do coeficiente necessário, e quando este não ser atingido como esperado sempre cabe

    alguem nos quadros superiores ou nos que obtiveram exito, chora não Ernesto.
    O que me causa estranheza ser a forma como coloca uma “previa”, sem diretrizes. Temos os

    dados referentes ao locais em que buscamos ampliar territorio? Falo de distritariedade do

    diretorio, de politica de governo tucana como o banco do povo a implementar apartir dos

    problemas, de esmiuçar os pleitos anteriores e orientar as ações de fortalecimento baseado

    na realidade de cada diretorio. Enviando e recebendo informações, possiveis candidatos e

    candidaturas, com criterios e metas claras e que não utilizamos como os mecanismos

    facilitadores da informatica.Podemos melhorar a utilização de investimento em campanha

    atraves da regulamentação mesmo que informal e de comprometimento no local mais critico de

    disputa. Precisamos avaliar cada curriculum ,para que em um fracasso “individual” o socorre

    chegue a todo o territorio, afinal uma possivel transição será diferenciada depois de oito

    anos de inchaço na maquina.
    Ernesto, não vejo porque nos atermos com outras candidaturas, nosso governador tem cacife

    para manter uma campanha de projetos e propostas em areas como as assistencialistas que

    manipulam o povão em beneficio ao governo, com a vantagem de sermos considerados

    capacitadores e não peixeiros.
    Quando fala de cargos e pessoas não servientes, tenho minhas lacunas, talvez tenhamos que

    mostrar o nosso poder de direcionamento dentro do partido, de realizarmos intercambios entre

    diretorios, um distanciamento nos isola pelo custo da articulação, pela falta de troca de

    propostas.Nossa verba partidaria ser algo mistico e amem ao nosso progresso.talvez esteja na

    hora de caminharmos pelo interior, em busca da unidade, já que o pleito esta sendo declarado

    como natural.Não somos vitoriosos pela eleição pura e simples e sim pela implementação de

    nossas politicas publicas, de transformação como um todo, o que disputamos são as

    qualificações e conseguinte diplomação. Mas teremos tempo suficientes para reorganizar o

    presente.
    Ernesto somos formiguinhas diante da midia mas somos TUCANOS no meio social e isso basta

    para mostrarmos a essencia tucana, não como oposicionistas mas como MEMBROS PARTICIPATIVOS.
    Ale, orientar debates como os projetos 2010 são essenciais, assim como uma agenda21, mas o

    custo de envio desta materias devem partir de nós , só assim conseguiremos avançar. Sempre

    quis que tivessemos uma revista periodica ,uma especie de formação continuada e de

    momento,mas para isso temos o itv etc, não basta escrever o que gostaria mas sim obter apoio

    para que seja realizado.
    Thiago,Dilma não virá com a força que tem agora ,de impacto marketeiro, quando o jogo

    estiver sendo debatido por todos.Cade a Marta? Dilma esta em seu lugar? Talvez com o

    descarte do Serra ela entre com força mas enquanto isso não deixemos os “inimigos” acordarem

    seus espaços em detrimento da verdadeira militancia. Esqueçamos outros partidos sigamos

    nossa batalha, afinal quem vai nos substituir?
    Raul tento fazer minha lição de casa, mas como disse Ale, sua proximidade com Serra o

    capacita, espero poder manter a mesma proximidade do pleito 2008. Não vamos rachar não Raul

    vamos substituir o governo, junto com Aecio e mantermos o fluxo onde “comemos pela beirada”,

    se alguem for pular do barco serão os adversarios e para isso temos boias salva vidas no

    final do bote, e aos que estiverem remando saibam que todos somos um grupo unido e que

    lideres salvados possam contar com nossa assessoria diante de um projeto grandioso como

    elevar nossa nação AO PRIMEIRO MUNDO.

    Um abc Raul, mestre que nos alumeia.
    Lu.PSDB-CUBATÂO.

  13. Eduardo Marinho

    Alckmin tinha 40% em janeiro e Kassab 9%…e mesmo assim nem foi ao segundo turno.
    Então não procede essa história de contramão das pesquisas pré-eleitorais. Só espero que haja desta vez, fidelidade partidária.

    Além de mostrarmos ao país que o PSDB é um partido democrático , a realização de prévias dá oportunidade , de acordo com o TSE, inclusive Sergio Guerra já solicitou maiores informaçõae ao tribunal , de tanto Serra quanto Aécio , realizarem publicidade legal , em contraponto à propaganda ilegal realizada pelo Lula/Dilma.

    De resto, concordo com o nobre colega Ale Ferraz.

    Saudações tucanas.

    Eduardo Marinho

  14. Eduardo Marinho

    Para mim , parece muito mais fácil conseguirmos união do partido em torno de uma candidatura democrática , escolhida pelas bases , do que de uma imposta pela cúpula do partido.
    Mesmo que o candidato contrário a decisão desta cúpula entre em acordo, seus seguidores acabam dispersando-se.

    Pensem nisso,

    Eduardo Marinho

  15. Evandro Losacco

    Raul,

    Sempre fui favorável as prévias no PSDB e continuo sendo, só que prévias não podem ser usadas levianamente, com objetivos de barrar candidato amplamente favorito. Pesquisas não dão o resultado final da eleição, mas nos dão os rumos para a construção de uma candidatura forte, compromissada com os ideais do PSDB e esse nome, para mim, nós já temos, é o Governador Serra.

    Podemos ir para as prévias, mas sempre com objetivo de construir a unidade do PSDB, pois ela é fundamental para conquistarmos a vitória, as vaidades pessoais e possíveis antipatias a este ou aquele devem ficar submissas ao interesse maior da nossa luta, que é tirar essa “quadrilha” que se apossou do Governo Federal e retomar o plano de tornar a nossa sociedade mais justa,fraterna e democrática, com dersenvolvimento econômico e social.

    Para terminar estou com vc, defendo a chapa Serra – Presidente e Aécio – Vice, desde que tenha o aval dos nossos aliados tradicionais (DEM e PPS)

  16. O nosso amigo Ernesto tem razão o PSDB tem que ser um PARTIDO DE BASE e não de CÚPULA,o partido tem que inverter a pirâmide, as bases tem que ser mais ouvidas, ter opurtunidades, temos a máquina estadual, o MAIOR PROJETO HABITACIONAL PARA A CIDADE DE CUBATÃO, nas mãos, imaginem em todo o Estado de São Paulo. Não ter só musculatura, temos que estar coeso, unidos. Enquanto falamos em prévia e criticamos o LULA e a DILMA, estamos “previamente” fazendo campanha para ela, temos que acordar e falar em projetos para o país como um todo. Não só dar o peixe, financiar a compra do anzol, da linha e da isca para quando vender o peixe que foi fisgado o povo ter como pagar o que financiou e quem sabe comprar a sua embarcação para pescar peixes mais nobres.

  17. Paulão/Jabaquara

    Caro Raul,

    Sou favoravel as previas, mas não ha como não duvidar da legitimidade da mesma na atual conjuntura, o PSDB possui em torno de 1.1000 filiados no pais, com o recadastramento iniciado pelo Diretório Municipal de São Paulo da para se ter uma ideia do quadro de filiados, o PSDB de Sampa tem aproximadamente 45.000 filiados o prazo para se cadastrar termina em 09 de Abril, ainda não alcançou a marca de 2.000 filiados recadastrados, a meta é alcançar 10.000 ate o final desse processo, como tera validade uma previa nacional se o proprio partido não sabe quem somos, quantos somos e aonde estamos?, mobilizar 1.1000 filiados no meu entender é uma ficção e tambem não dara legitimidade para as previas, porque obrigatoriamente ela tem que passar primeiramente pelo recadastramento de todos os filiados dos pais, a não ser que exista outra formula.

  18. Paulão/Jabaquara

    Desculpe,

    Mas qualquer ato que seja deliberado, acredito que tenha que ter um quorum minimo,

  19. Mauro Haddad

    Raul, desculpa a brincadeira mas não resisto: blog chapa branca, não!!

    Porém, concordo com vc que, talvez, esse não seja o melhos momento para as prévias. Ou primárias.
    Nos EUA, que dizem é o paradigma de prévias, o sistema funciona pq os partidos são fortes.

    Aqui, por motivos diversos (que só uma reofrma política decente poderia mudar), nossos partidos são fracos e funcionam como cartórios e nas cidades menores as legendas são negociadas pelas cúpulas, acabando com a militancia e a participação “não profissional”.

    O PSDB precisa, para encarar essas prévias sem desmantelar, estar baseado em propostas e não em projetos pessoais.

    Além disso, embora ache que o serra seria o melhor presidente, não se se ele é o melhor candidato, mas essa ;e uma outra história, para um outro post.

    grande abraço!

    Ps, é com respeito à desilgualdade que se constroe a unidade e unidade não é uniformidade.

    outro grande abraço!

  20. Paulão/Jabaquara

    Caro Raul,

    Em tempo, veja a posição do Presidente do diretorio municipal de São Paulo,publicado pela folha de SP.

    “Não vejo como mobilizar um milhão de filiados, nem como fiscalizar o processo. E, se o comparecimento for baixo, a candidatura pode não expressar a vontade das bases”

    De JOSÉ HENRIQUE REIS LOBO, presidente do PSDB paulistano e secretário do governo Serra, contra as prévias defendidas por Aécio Neves

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *