Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Bolsa Família para sempre !

O presidente Lula chamou de "imbecis e ignorantes" aqueles que classificam o Bolsa Família como um programa eleitoreiro ou assistencialista. Logo ele que, em 2001, durante uma entrevista ao Jô Soares, dizia que o Bolsa Escola Federal de FHC, que serviu de base para a ampliação do atual programa, era uma "Bolsa-Esmola". Nos seus quase sete anos de governo, Lula incluiu mais 5,8 milhões de famílias, às 5,7 milhões cadastradas e que já recebiam o benefício durante os últimos 20 meses do governo FHC. Agora, ao invés de contemplar mais 10% de famílias que ainda sobrevivem abaixo da linha de pobreza, passando das atuais 11,5 para 12,6 milhões de famílias, Lula antecipa o anúncio do aumento dos valores das bolsas em 10%, consolidando a idéia da permanência dos benefícios assistencialistas, para manter uma grande parcela da população submissa ao Estado que não leva o país ao crescimento e ao desenvolvimento. Afinal, que Brasil é esse pretendido por Lula e pelo PT ?

Não posso crer que seja um país "imbecil e ignorante", dependente do Estado para tudo, além das políticas públicas essenciais, como Educação e Saúde. Lula ofende a Nação toda vez que fala embalado nos elevados índices de popularidade e para tentar alavancar mais a versão de que é o único governante preocupado com as alarmantes diferenças sociais em nosso país. Então, como ele explica o fato de que o PT resistiu aderir à ação compensatória de renda em cidades importantes, que governava durante a implantação do Bolsa Escola ?

Em 2001 fui o diretor responsável pela articulação com os municípios em todo o país, em busca da adesão ao Bolsa Escola Federal. Nos sete meses de trabalho conseguimos incluir 5.470 dos 5.561 municípios, beneficiando 8,2 milhões de crianças de 6 a 15 anos de idade, que recebiam mensalmente R$ 15 para frequentar escolas e sair da condição de risco. Os valores individuais acrescidos ainda do Vale Gás foram quase dobrados atualmente, mas tiveram uma perda significativa para o futuro, porque na maior parte do tempo do governo Lula não houve a exigência da contrapartida das famílias para incentivar a permanência dos seus filhos nas escolas ou para manter atualizadas as suas cadernetas de vacinação.

Recordo-me que não foi uma tarefa fácil convencer, principalmente os governos de prefeitos petistas de municípios importantes como São Paulo (Marta Suplicy), Porto Alegre (Tarso Genro), Ribeirão Preto (Antonio Palocci) e Campinas (Izalene Tiene), para aderir ao Bolsa Escola. Eles diziam que os valores eram irrisórios para famílias que viviam em condições abaixo da linha da pobreza e que planejavam programas próprios.

Naquela ocasião, Paulo Renato Souza (ministro da Educação) evitava qualificar esse comportamento como um boicote à ação do governo FHC, mas em diversas oportunidades, no corpo a corpo com os municípios, ao lado de Floriano Pesaro (então Secretário Nacional para o Programa Bolsa Escola), confrontava com a tentativa de impedir o avanço dessa iniciativa que coroaria de êxito os efeitos já percebidos com o Fundef (Fundo de Desenvolvimento da Educação e Valorização do Magistério), que universalizou o acesso das crianças ao ensino fundamental, matriculando 97% dos meninos e meninas de 7 a 14 anos de idade. A Bolsa Escola tinha como objetivo principal garantir a permanência desses alunos nas escolas e erradicar o trabalho infantil.

Lula e o PT realmente sabem fazer oposição. No entanto, quando chegam ao poder, se apropriam dos feitos exitosos e são useiros e vezeiros em tentar diminuir a importância dos seus antecessores, neste caso os governos Itamar Franco e FHC, que iniciaram e executaram a estabilidade econômica, as redes de proteção social e a lei de responsabilidade fiscal, além das corretas ações em educação e saúde. Para Lula e o PT, na falta de competência para implantar o seu modelo de Estado, o atalho preferido ao crescimento e ao desenvolvimento é mais fácil com as bolsas isso e aquilo, com a preferência dos mais pobres para sempre e até dos banqueiros, que nunca antes na história deste país tiveram um governo tão benevolente com os seus lucros.

Sou favorável que as políticas compensatórias de renda sejam transitórias, emancipatórias, porque elas geram oportunidades aos beneficiados e o Estado precisa cumprir o seu papel de garantir um futuro para todos, com educação, emprego e renda. Assim se constrói cidadãos, para sempre. O Bolsa Escola, portanto, não pode ser para sempre !

Compartilhe

12 comentários em “Bolsa Família para sempre !”

  1. Julio Penin

    Com certeza o importante em qualquer programa social é visualizar-se o correto caminho para o qual conduz referida atitude. Percebe-se com clareza que o objetivo Lullo-petista nada mais é do que castrar uma parcela grande da população da sua possivel inserção social, manietando-a em torno de uma esmola que cria uma profunda dependência, pouco fazendo para o seu desenvolvimento.
    O paternalismo de Estado foi uma marca Getulista e agora está sendo copiada pelo sacripanta petista.

  2. Ernesto Donizete da Silva

    Esmola e assistencialismo são as marcas do governo do Sr. Lula, sócio político de grandes nomes como Sarney e Renan Calheiros probos até em suas almas. É inegável o jogo político elaborado pelo PT, para se manter no poder custe o que custar.

    Convido os companheiros do blog para acessarem o link abaixo e que versa sobre o tema:

    http://contasabertas.uol.com.br/noticias/detalhes_noticias.asp?auto=2753

    Neste encontramos a prova cabal. Cidades do norte e nordeste com adesão de praticamente 50% da população e atingindo a marca de 25% da população brasileira inscrita no programa.

    É lógico que a nossa população é sofrida e merece o melhor que os governos podem fazer, mas ao invés de dar o peixe que tal dar a vara e os ensinar a pescar, como já menciona o adágio popular?

    O motivo é simples, não há interesse nisto. Querem ao contrário manter o povo brasileiro, REFÉM do dinheiro que deveria estar sendo revertido em forma de planos e ações envolvendo: alimentação, trabalho, educação e saúde e que poderiam possibilitar um maior grau de autonomia e cidadania.

    Enquanto o Congresso Nacional e demais esferas políticas continuarem a desviar o DINHEIRO PÚBLICO para suas contas particulares, não haverá alteração deste paradigma, pois não há preocupação ou cuidado com o próximo.

    Usam o povo sofrido, com inúmeras dificuldades para justificar planos mirabolantes de vultuosas cifras, os quais sob a bandeira de servir “para atenuar a situação subumana de muitos” – na verdade somente possibilita campo fertil para a corrupção pandêmica na qual o Brasil está inserido.

    Acorda Povo Brasileiro!!!

    Ernesto Donizete da Silva
    PSDB/SANTOS

  3. RAIMUNDO ROSA , BRASIL

    PARABÉNS MEU AMIGO POR ESSA EXCELENTE EXPLICAÇÃO ,O QUE OS NOSSOS GOVERNANTES PRECISAM E TER UMA VISÃO MAIS HUMANA DAR CREDITO A QUEM TENHA RESTRIÇÕES , MUITAS VEZES VOCE TEM UMA OU DUAS RESTRIÇÕES E FICA TRAVADO NAS MÃOS DESSES BANQUEIROS , NESSE SISTEMA ECONOMICO CAPITALISTA QUE SUGA TODA A POPULAÇÃO , OS BANCOS PUBLICOS DEVERIAM COMEÇAR COMO EXEMPLO , TENHO CERTEZA RAUL QUE VOCÈ COMO DEPUTADO QUE SERA LUTARA SEMPRE PARA DAR CONDIÇÕES MELHORES A TODOS FILHOS DE DEUS , UM ABRAÇO MEU AMIGO .

  4. Sonia Castor

    Sonia: "Por favor, me poupem…" Atualizado e Publicado em 02 de agosto de 2009 às 16:39 Por favor, me poupem… Sonia Montenegro 1/7/2009 Sempre que eu argumento que a corrupção do PT, o chamado “mensalão” foi um caixa-2 para campanhas eleitorais, que aliás, diversos políticos já confessaram ter feito, como Arthur Virgílio (PSDB-AM), Roberto Brant (DEM-MG), Roberto Jefferson (PTB-RJ), etc. O último, o que denunciou o caixa-2 do PT, chamando de “mensalão”, já desafiou o plenário lotado, para que erguesse a mão aquele o parlamentar que nunca tivesse feito caixa-2 em campanha. Ninguém, absolutamente nenhum dos presentes a ergueu! A única diferença entre eles, é que quando é com o PT, a imprensa noticia com lente de aumento. Tudo fica mais grave e pior. Aí vem a contestação: “Mas logo o PT, que empunhava a bandeira da ética?” Só que ninguém questiona a razão que levou o partido a ser identificado pela “bandeira da ética”. Obviamente, não foi apenas pelo discurso, porque nunca se viu um partido ou político afirmar que quer ser eleito para roubar, portanto, a razão que levou o PT a ser considerado um partido ético foi exatamente a sua postura e propostas de uma maior transparência na política. Por exemplo: no dia 13 de março de 2003, no começo do governo Lula, foi derrotada a emenda constitucional do senador Tião Viana (PT), para acabar com o voto secreto, para que a população pudesse saber como votaram os seus representantes. Entre aqueles que votaram contra, estavam: Arthur Virgílio, Tasso Jereissati e Eduardo Azeredo (PSDB), Cesar Borges, Heráclito Fortes, Agripino Maia, e Marco Maciel (PFL/DEM), etc. Justiça se faça, o PT sempre foi um partido favorável ao financiamento público de campanha, e as “vestais” do PSDB e DEM contra, bem como a grande imprensa, que alega que “certos” políticos querem que a população “ainda” financie suas campanhas eleitorais, como se o dinheiro do caixa-2 nascesse em árvore. É querer abusar MUITO da nossa inteligência! Claro que a imprensa não quer baratear o custo das campanhas, porque é um tempo em que ela fatura ALTO! E o pior, consegue com os argumentos que atendem exclusivamente aos seus próprios interesses, convencer muita gente bem-intencionada, principalmente as do tipo que “detestam política”. Aí acontecem os chavões: “então você acha que um erro justifica outro?”, ou “você acha que os meios justificam os fins?”, como se dissessem: “então você é a favor da corrupção?”. Não, eu não sou definitivamente a favor da corrupção, mas acho que “certos” meios podem justificar certos “fins” SIM. Um bom exemplo disso foi o que fez o Betinho, que recebeu dinheiro de um bicheiro para aliviar a dor de seres humanos que haviam contraído a AIDS. Na época, foi vilmente atacado pela mesma imprensa hipócrita que o santificou após a morte (como se ela fosse algum exemplo de ética). Que falta o Betinho nos faz, e como deve ter sofrido naqueles dias… O PT chegou à presidência e melhorou o país em todos os aspectos, inclusive no combate à corrupção. Diferentemente do governo anterior, o Procurador Geral da República é escolhido por eleição direta entre os Procuradores, tem total independência, e já denunciou inclusive petistas. Se em toda família tem sempre uma "ovelha-negra", nos condomínios, nos círculos sociais, nas escolas, nas igrejas etc, como pretender que um partido político seja diferente? No governo FHC, o cargo foi ocupado por Geraldo Brindeiro, por escolha dele e reconduzido até o fim de seu mandato, cujo apelido era “engavetador geral da república”, porque não levou adiante nenhuma denúncia contra o governo e seus muitos aliados. A CGU – Controladoria Geral da União foi um órgão criado por FHC para evitar que fosse criada uma CPI para apurar uma superabundância de denúncias de corrupção contra o seu governo. Colocou lá a Dona Anadia, que não apurou nada, só aumentou nossas despesas. No atual governo, a CGU tem atuado com independência, e é responsável pela demissão de diversos prefeitos, cujos números assustam. Só para dar uma idéia, nos últimos 6 anos 2.179 servidores que foram flagrados em atos de corrupção, ou seja, 363 por ano, ou quase 1 por dia! A Polícia Federal deste governo mudou radicalmente a visão que os brasileiros tinham dela. Foi aparelhada e treinada, e anda aí desmascarando um monte de criminoso de colarinho branco. Aliás, as denúncias que a imprensa exibe são apurações feitas exatamente pela PF, pela CGU ou pela PGR. Como o Brasil é um país com mais de 500 anos de corrupção e essas instituições estão funcionando republicanamente, muita coisa está sendo denunciada, e a imprensa diz que “esse é o governo mais corrupto da história do Brasil”. Convenhamos! O que querem é que a PF se encarregue apenas dos ladrões de galinha, tanto que quando desbaratou o tráfico criminoso da Daslu, inaugurada pelo Alckmin (PSDB-SP) e onde sua filha trabalha, o ACM (DEM-BA) chorou… Que patético! Quando eu digo que não é verdade o que a imprensa pretende nos impor, e afirmo que a corrupção no governo FHC foi infinitamente maior, pela falta de argumento mais convincente, vem a ladainha: “Ladrão de tostão, ladrão de milhão”. Estou certa de que, quem inventou essa máxima foi um ladrão de milhão, porque é uma terrível hipocrisia! Mas gostaria de ir um pouco além, e ousar dizer que considero hoje, diante das regras eleitorais vigentes, o roubo para fazer caixa-2 infinitamente menos grave do que o roubo para botar dinheiro no bolso. Estes casos deveriam ter prioridade de julgamento, por juízes incorruptíveis, respondendo inclusive pelos danos que seus roubos causaram. Meu sonho utópico de pena não seria a prisão, mas a o confisco de todos os bens, e serem obrigados a viver com 1 salário-mínimo até o último de seus dias. E se alguém tentasse dar uma ajudinha, estaria condenado à mesma pena (rs). FHC foi o presidente contemporâneo campeão mundial no aumento da carga tributária, de 27,9% para 35,86% do PIB, privatizou 76% do patrimônio público, aumentou em 12 vezes a dívida interna e mais que dobrou a externa. Por 3 vezes obteve empréstimos junto ao FMI e Banco Mundial, congelou os salários dos funcionários públicos, pensionistas e militares e a tabela de imposto de renda, fazendo com que os trabalhadores tivessem que pagar mais imposto de renda a cada atualização do salário (ou seja, a correção pela inflação e não a progressão salarial), o salário-mínimo foi corrigido com valores abaixo da inflação. Com tudo isso, FHC não investiu em infra-estrutura: os portos, aeroportos e estradas que não privatizou, foram sucateados e não investiu nem em energia elétrica, que resultou no apagão. Segundo a Carta Capital de 22/7/09, no último dia 16, o TCU – Tribunal de Contas da União aprovou, por unanimidade, o relatório que valoriza o prejuízo do país por causa do apagão: R$ 45 bilhões (quarenta e cinco bilhões de reais), que daria para construir 6 hidrelétricas de grande porte. Já o governo Lula, sem privatizar absolutamente nada, mesmo perdendo a CPMF no 2º mandato, pagou a dívida externa e hoje somos credores internacionais, o que recupera a nossa soberania, porque o FMI dava o pão, e principalmente a “instrução”. Lula aumentou os servidores públicos, pensionistas e militares, corrigiu a tabela do imposto de renda e concedeu aumentos reais ao salário mínimo, sem contar os milhões de miseráveis que ele tirou da condição extrema pobreza, programa muito combatido pela FIESP e pela imprensa, mas elogiado mundialmente. Nunca se divulgou que o Delúbio tenha ficado milionário com o chamado “mensalão”. Denunciou-se compra de fazendas milionárias por um filho do Lula em 1ª página, e foram obrigados a desmentir em notinhas pequenas perdidas nas páginas internas dos jornais. Porém, infelizmente, não foram poucos os que enriqueceram no governo FHC, e nem dá para citar todos, até porque muitos casos não foram nem divulgados, mas exemplos como: os jovens Marcello e Daniel Mendonça de Barros, filhos do economista tucano Luiz Carlos Mendonça de Barros, cuja corretora, a Link, tornou-se, em apenas 4 meses, a 3ª maior do país, favorecida por informação privilegiada na privatização da Telebrás; o Daniel Dantas, dono do Banco Opportunity, que enriqueceu com a privataria; o Ricardo Sérgio de Oliveira, autor da famosa frase: “Estamos no limite da nossa irresponsabilidade”, o Secretário-geral do presidente, Eduardo Jorge, que liberava as verbas para enriquecer ilicitamente, “ao menos(?)” o juiz Lalau, a carta encontrada na casa do sócio, o economista Sérgio Bragança, que revela ter US$ 1,67 milhão depositados em uma conta bancária no exterior que pertenceria ao Chico Lopes, presidente do Banco Central de FHC, o economista André Lara Resende, denunciado pelo jornalista Luis Nassif em seu livro, Cabeças-de-planilha, etc e muito!!! Sem argumentos para as comparações, os demo-tucanos diziam que o Lula tinha sorte porque o FHC tinha tido que enfrentar crises externas, mas no governo FHC, crises em países pequenos como México ou Argentina, faliram o Brasil. O Lula está enfrentando a pior crise econômica mundial depois da Grande Depressão de 1929, notadamente nas maiores economias do mundo – EUA e Europa, e nós não falimos, pelo contrário, emprestamos dinheiro para o FMI.

  5. Raul

    O bolsa-família tornou-se um programa “eleitoreiro e assistencialista” sim, pois o povo fica a mercê das dessas migalhas, o governo não criou nada, tudo que ele vem fazendo é usar os programas implementados no Governo FHC, não usou de nenhuma criatividade. O governo Lula deveria, ao invés de dar pitaco nas ações do Legislativo e do Judiciário, fazer sua equipe trabalhar na geração de emprego e renda, reduzir as despesas públicas ele aparece protegendo o senador José Sarney, estar sempre na mídia, é uma estratégia dele.
    Na minha opinião, FICA A SUGESTÃO PARA O PRÓXIMO GOVERNO).Criação de um programa em que o valor seja de pelo menos meio salário mínimo, onde a(s) pessoa(s) desempregadas recebam por seis (6) meses com vacinas das crianças frequência escolar em dia encaminhando o (s) pai(s)para curso de qualificação profisional e após o término do curso fazer um acompanhamento e colocar a pessoa no mercado de trabalho, cortar o benefício e contemplar outros, FAZER GIRAR O PROGRAMA, (DAR O PEIXE ATÉ A PESSOA SE ESTABILIZAR E DEPOIS ENSINAR A PESCAR).O GOVERNO NÃO DEVE DEIXAR NINGUÉM NA CADEIRA CATIVA DO BOLSA FAMÍLIA.

  6. Raul,
    Me admira você ainda se surpreender – ou decepcionar-se – com as coisas que o Lula diz.
    Mas, acho ainda pior que, com tudo isso, ele ainda tenha os índices de popularidade que as pesquisas apontam.

  7. Meus DEUS !!!!!!!!!!!!
    Eu me tinha em melhor conceito. Não me sabia tão desonesta, imbecil e ignorante. Precisou vir “O CARA” para me mostrar quão reles é a minha condição. Eu, como milhões de brasileiros, levanto cedo para ir para o trabalho, cumpro com minhas obrigações profissionais, pessoais e sociais e nem por isso “GANHO” um aumento de 10% sobre meu salário. Realmente devo ser uma IMBECIL em ouvir todas essas ofensas de um….e não ter nenhuma reação.
    Recadinho para esse senhor que está presidente: Vá a uma escola e participe de uma reunião de pais – qdo eles aparecem – e veja como eles se comportam e como são tratados os professores e funcionários. Ah ! esqueci que o senhor não estudou e nem dá a minima importância para os estudos.Já entendi. Viu? Não sou tão IMBECIL assim.

  8. Eu conheço muita gente que recebe Bolsa-Família, alguns desde a época do Fernando Henrique. São pessoas da periferia de minha cidade, de favelas e da zona rural do meu estado.
    Por isso , eu afirmo que não adianta ofender o Lula, é claro que serve como desabafo, nem criticar seus crimes e seus abusos. Isso deve ser resolvido na justiça e divulgado, sim, mas não como peça fundamental para corrigir a maneira como ele está conduzindo a nação.
    Na verdade, ele criou a cultura de que a malandragem dá certo, e virou moda ser malandro.
    Isso somado à invenção de que pobre é inocente, não sabe de nada e, portanto, está liberado para aprontar o que bem entender que será perdoado. E quem tem algum peso na consciência, cai nessa conversa e aceita essa situação sem reclamar.
    Eu cito alguns exemplos:
    Ninguém se importa com os fatos divulgados pela imprensa, nem a respeito do Lula, Lulinha e companhia, nem sobre qualquer outro político envolvido em escândalo, desde que receba alguma coisa. Essa é a expressão do momento: “Pagando o meu, o resto não interessa.”
    Uma pessoa muito amiga minha tem todos os cartões de crédito possíveis, mesmo com o nome sujo. Isso jamais seria aceito se não tivéssemos um governo que adotou o capitalismo perverso, que incentiva a ganância pelo dinheiro e o consumo irresponsável.
    Pois bem, essa minha amiga, uma pessoa muito boa e que me ajuda muito, infelizmente está sendo corrompida pelo sistema, assim como a maioria da população. Ela costuma passar o número do meu telefone como referência, então, eu tenho recebido diversos telefonemas, diariamente, cobrando as dívidas dessa pessoa.
    Um detalhe que é fácil de comprovar, suas despesas não são com necessidades básicas, pois suas compras são efetuadas nas melhores lojas de roupas, calçados e jóias da cidade.
    Um dia eu reclamei porque ela sempre pede dinheiro emprestado para pagar o deve, pelo menos é o que afirma, mas o pessoal continua cobrando. A “coitada” ainda teve o atrevimento de esbravejar porque os cobradores estavam perturbando tanto e disse a seguinte pérola, inspirada no seu guia: “Quem disse que eu sou obrigada a pagar?”
    Esses casos de inadimplência nem sempre significam falta de condições financeiras. Aliás, eu vi as faturas que alguns inadimplentes estão recebendo para quitar suas dívidas. É uma vergonha e uma ofensa aos bons pagadores. Simplesmente, eles podem pagar apenas dez por cento do valor total e está tudo resolvido.
    A nossa humanidade precisa, urgentemente, de pessoas conscientes e que tenham coragem de enfrentar esse terrorismo emocional, semelhante à tentação do demônio, que oferece tudo, materialmente, mas cega a pessoa supostamente beneficiada e iludida, que pode estar sendo conduzida para o abismo e nem percebe.
    Eu não me atrevo a apresentar esse texto como uma profecia, mas apenas uma reflexão dolorosa de quem acompanha esses fatos de perto.
    RAUL, POR FAVOR E PELO AMOR QUE VOCE TEM AO POBRE POVO BRASILEIRO, AJUDE A DESMASCARAR ESSES MENTIROSOS.

  9. Tudo e para todos

    Assim vem a distribuição do lucro para todos, como a liberdade de expressão

    Mesmo tudo que ainda esta em segredo, guardada confidencialmente vem pro ar naturalmente, pelas novas tecnologias de ponta trazendo a arte final deixando a gente frente a frente para vivermos como se fosse um paraíso eternamente

    Tudo vem de encontro com a ficção para vida real os vírus desprezados estão se reforçando voltando para seus criadores aos poucos

    Isso vai forçar muita gente a começar a raciocinar, em cima das palavras do texto, a anos escrito na ficção e outros mais

    Se o Lula não fizer nada
    Já e um milagre
    Se não fizer
    Nem precisa de milagre

    Assim como a vida vai ser eterna, a morte também…
    Tudo vira por si próprio
    Ate a cura de todos os vícios
    Virando vírus
    A ciência esta ai para solucionar

    http://www.ficcaoglobalizada2015br.blogspot.com/

    Com tantos trilhões que vem com o petróleo e outros mais, se por a Educação em primeiro lugar o Brasil terá os futuros especialistas fazendo os trilhões ficar com lucro independente

    Em cima da transformação da matéria prima, fora o que vem de troco a favor de todos fora as surpresas agradáveis e as desnecessárias

    Assim como nos seremos sempre a maior matéria prima de toda tecnologia que existira

    Sem contar com o resumo do futuro no Projeto Felicidade para Todos, receber em vida um só único benefício em troca de todos os benefícios nasceu vai para o fundo da educação morrei acaba

    Nunca se sabia o dia de amanha, no presente se sabe que a tecnologia só vai por no mercado de trabalho gente com profissão direcionada somente com especialistas no nível de doutorado

    Deixando muita gente sem atividade recebendo esse único beneficio mesmo com formação de alto nível continuar se preparando, pronto para quando começar o rodízio no trabalho estar mais qualificando se qualificando

  10. Raul. sem entrar no mérito da questão., bolsa escola ou bolsa família, se ambas eram ou continuam sendo assistencialistas, na verdade o mais importante é de alguma forma, tentar reduzir os milhões de miseráveis, que sobrevivem abaixo da linha da miséria.
    E sobre o PT saber ser oposição é uma das extratégias que o PSDB, ao meu ver deveria se aperfeiçoar e não recuar, como acontesse constantemente, deixando a impressão que alguns parlamentares tem o rabo prezo, não sou inocente e muito menos imbecil para saber que políticos canalhas existem em todos os partidos, o que precisa é que os partidos políricos expurgem essas cobras.
    Não só nesse governo os banqueiros e os maus empresários se dão bem. Nos governos anteriores era da mesma forma, portanto caro amigo, o que precisamos é de deputados, senadores governadores, enfim políticos com dignidade e seriedade com a coisa pública.
    Prá contribuir com a necessária mudança,. eu começo apoiando voce, Raul seje prá Deputado Estadual ou Federal, pois lhe conheço e sei o quanto trata da coisa pública com honestidade.
    Digam ou penseem o que quiserem, mais em 2010
    Sou mais Raul Christiano Sanches.
    Abs.

  11. Lula-lá em 2010!

    4.Sonia Castor…que banho vc deu heim… e contra FATOS, não há argumentos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *