Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Eu quero um #NovoPSDB !

O conselho político proposto para “apaziguar” os ânimos entre as principais lideranças do PSDB, que a imprensa atribui ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, existe na prática desde a origem do partido em 1988. O PSDB nasceu como um partido de quadros políticos expressivos na política nacional, que acumulavam experiências executivas em governos estaduais e municipais, no senado e nos parlamentos federal e estadual. Costumeiramente aparecem notícias sobre conflitos internos, em todas as mídias, que não tenho dúvida fruto de fuxicos e opiniões nada relevantes de lideranças políticas tucanas, intermediárias, quase sempre disponíveis para repórteres e analistas políticos da imprensa.

Não escondo o sol com a peneira, em relação às notícias negativas que emergem do próprio PSDB, localizando insatisfações pessoais e partidárias, quando se imaginam excluídos de alguma discussão ou processo de decisão. Os atuais dirigentes do partido são responsáveis pela sensação permanente de crise, justamente porque faltam respostas mais rápidas tanto à conjuntura política nacional, quanto às movimentações dos projetos eleitorais pessoais, que não deixam de ter legitimidade.

Estou sempre me perguntando, antes de qualquer tomada de posição para definir quem conduzirá o PSDB, sobre o quê nos conduz a esse partido. O compartilhamento da militância política ao lado de Fernando Henrique Cardoso, José Serra, Geraldo Alckmin, Aécio Neves, Marcello Alencar, Marconi Perillo, Beto Richa, Tasso Jereissati, Teotônio Vilela, Arthur Virgilio, Álvaro Dias, Duarte Nogueira, Sérgio Guerra, Mendes Thame e tantos outros, ou a identidade com as suas ideias de fazer o Estado ser mais eficiente? As respostas são conciliáveis e mobilizadoras.

Mais que um conselho político inscrito na organização do PSDB, hoje há uma vontade generalizada de ouvir ideias e conselhos dos mais experientes, num mesmo sentido, que reafirme a nossa missão não cartorial e reconstrua as bases políticas para reconquistar a presidência da República, não importa, neste momento, sob a liderança de qual nome numa chapa em 2014. Temos tarefas mais urgentes e principais, com o fortalecimento do discurso de oposição no Congresso Nacional e a conquista das principais prefeituras e vagas de vereadores em todo o país.

O PSDB não é uma agremiação política de comportamento bipolar. Começamos a acreditar que existe uma crise interna, convencidos pela massificação da informação artificial de que não somos capazes de pensar e agir conjuntamente. Se as decisões mais agudas são mais complicadas e difíceis para a atual geração de conselheiros informais, o momento das convenções partidárias em todos os níveis é o mais adequado para tomar partido pela valorização dos núcleos de base e pelo processo democrático de ouvi-los a partir de agora e com freqüência.

Quem sou eu para discordar de FHC, em relação às “fórmulas” de paz que lhe atribuem, mas não posso deixar de sugerir que valeria a pena considerar a opção exitosa na fundação do PSDB, em 1988, quando estabeleceu que a presidência do partido fosse ocupada em rodízio e assim aconteceu, com Mário Covas, José Richa, Fernando Henrique e Franco Montoro. Que tal transpor essa alternativa para os nomes do presente e propagar como um mantra – “não vamos nos dispersar. Continuemos reunidos, como nas praças públicas, com a mesma emoção, a mesma dignidade e a mesma decisão” – palavras de Tancredo Neves?

Compartilhe

37 comentários em “Eu quero um #NovoPSDB !”

  1. Claudete Canada

    Sim, concordo com o rodízio. Não podemos nos dispersar e perdermos nossa aliança política. Temos grandes nomes no partido e todos devem entender a necessidade de mudança, pois o País necessita, os nossos militantes, o povo, enfim, devemos nos ater ao quadro político que a cada dia vem se mostrando enfraquecido, por conta de atitudes egoístas e sequer demonstram o interesse de todos.

  2. Allan K P Veloso - Itanhaém

    Já passou da hora de rediscutirmos o PSDB, suas metas, estratégias, ações etc. etc. O PSDB tem que deixar de ser o partido só dos “Caciques progressistas” do Brasil e voltar para suas bases, deixar de ser o partido CAMARÃO, ou seja, muita cabeça e pouco corpo. Caso contrário vai começar a definhar e perder eleições uma depois da outra, deixar de ser alternativa de poder para o povo brasileiro para servir as vaidades de algumas “estralas de primeira grandesa” e seus feudos impenetraveis. Apesar do que tenho visto, ainda acredito que que a mudança é possivel, mas lembrando sempre que “ENQUANTO O POVO NÃO PARTICIPAR DA POLÍTICA, ELA SERÁ FRUTO DO CONCHAVO DAS ELITES”.
    Parabéns Raul e um forte abraço Tucano>

  3. Daniel Teixeira de Lima

    Excelente artigo Raul!

    Também quero um #NovoPSDB!

  4. Precisamos voltar os olhos, ações e estar presente dentro das comunidades populares.

    Este distanciamento que tivemos muito mais nos discursos, do que nas práticas e ações efetivas, acabou dando ao Partido uma conotação indevida de partido das elites.

    Ter no discurso presente as ações planejadas e implantadas, dar voz aos setores populares de forma mais contundente.

    Rever práticas que irão nos reaproximar dos ideais originais do Partido

  5. Raul,

    Realmente, aparentemente estamos começando a acreditar que o PSDB é tão dividido quanto a imprensa – apoiada nas “lideranças disponíveis”, citadas por ti – descreve. Nós, que vivemos o dia-a-dia do partido, sabemos que nesse aspecto somos apenas um partido normal, que aglutina projetos individuais e linhas de pensamento nem sempre convergentes. Nada de anormal, nada de errado. Mas nos falta aquilo que os movimentos sociais e os partidos de massa chamam “unidade na luta”. É essa unidade que esperamos ver representada na próxima direção do partido.

    Se no “andar superior” é isso o que esperamos das lideranças nacionais, aqui na base, nos municípios, também sou ferrenho defensor do fortalecimento e empoderamento dos Núcleos de Base. Um partido não pode se apoiar somente nos detentores de cargo eletivo e num conjunto de burocratas que, na maioria das vezes, não sabe o que é disputar uma eleição em movimentos sociais, não sabe o que é disseminar idéias fora do período eleitoral e, o pior!, não conseguem aglutinar mais três votos.

    Estamos juntos.

  6. Élzio do Espírito Santo

    A favor do PSDB que cumpra o o programa partidário, e basta para ser um excelente partido. Vejamos basicamente: i) falam em aglutinação mas só os caciques se reunem para definir os rumos do partido; ii) falam em aglutinação mas ignoram a “célula fundamental da ação partidária no âmbito municipal”, os Núcleos de Base. O que é fundamental (art. 106) não merecia um ícone na página do partido? Vemos pouco sobre o incentivo, movimentação ou atenção dos caciques (tribo sem índio não funciona), para os movimentos para articulação citados no art. 16 do estatuto. Reitero: cumpra-se o estatuto atual e já haverá um grande avanço na recuperação do PSDB. Fará bem primeiro para o partido e muito para o país e a democracia que precisa de instituições atuantes e sensíveis às demandas do povo brasileiro.
    “Tudo que está no plano da realidade já foi sonho um dia”. Leonardo da Vinci

  7. Lucia Elisa M. Cunha

    Raul, “A Tribuna” de hoje está fazendo um balanço e uma homenagem aos dez anos de morte de Mário Covas.Qta saudade de ter um político com as qualidades dele,p/ seguirmos de exemplo,admirarmos e torcermos !
    Outro dia, em uma discussão polític…a aqui no FCK fui chamada de “viuvinha da tucanalha”, e tenho me sentido viúva mesmo deste partido, q nem oposição faz mais.Estou torcendo pelo PSDB se renovar.
    E, espero sinceramente, q nesta renovação vcs não precisem de Aécio Neves.Gostaria muito q ele decidisse ir de vez p/ o PT ou PMDB q tem mais a haver com ele.Diferentemente da Maria Concheta,penso q sem política não há chance de coletividade organizada.

  8. Julio Zilli

    Caro Raul,
    saiba que foi uma decepção muito grande ter políticos da baixada podendo representar a cidade e em vez disso preferiram declinar em troca de secretariados.
    Já está na hora mesmo de “defender um PSDB melhor posicionado….”
    Abraços,… acredito que um dia iremos melhorar na política.

  9. Evandro Losacco

    Boa reflexão Raul,

    O nosso PSDB precisa controlar os “egos” das nossas lideranças e contsruir um projeto coletivo, em que o nome a empunhar a bandeira seja o menos importante. O projeto de transformações é que deve ser o carro chefe dos tucanos, o nosso eleitorado espera isso, não aguenta mais ver briguinhas e ciuminhos pelos jornais. O novo PSDB deve pensar grande, pensar na sociedade e não nos projetos individuais. A luta continua !

  10. Andréa Capelato

    Saiu na Veja uma nota de que a Direção Nacional (leia-se Sergio Guerra) estava encomendando uma pesquisa com os 40% dos eleitores q não votaram na Dilma, para saber o que esperam da oposição (leia-se PSDB)… Não bastava ouvir a MILITÂNCIA só pra começar, inclusive pelas redes sociais ??
    Sei que o PSDB,nesta última eleição, investiu nas redes sociais, mas não lhe “botou muita fé”. Um desperdício! No Orkut, no Twitter e aqui a voz deste eleitorado gritava por mudanças na campanha. Mas nem o Serra, que inaugurou o Twitter “político” deu grande atenção. Uma comédia de erros que se transformou em tragédia.Espero q tenham aprendido com os erros!

  11. Lucia Elisa M. Cunha

    É inacreditável, Andréa ! 40 % do eleitorado não votou em Dilma, e mesmo assim, o PSDB ficou acovardado, é o q sinto e não consigo explicar.

  12. Allan K P Veloso - Itanhaém

    Raul

    Pelo que vejo, todos querem um NOVO PSDB pq esse distante das bases, que não valoriza os diretórios, que não realiza congressos municipais, regionais, estaduais e nacionais, só servem aos grandes caciques. Tenho saudades da época os PMDB, do Montoro, Ulisses (e até da Zulaê Cobra)… onde os delegados escolhiam até governadores, hoje só homologam o que a Tchurma do andar de cima já decidiu. Que tal começarmos por Congressos Municipais?

    Parabéns pelo forum

    Um forte abraço

  13. Vera lúcia Puga

    Meu querido Raul
    faço parte deste meu querido PSDB desde 1988, por isso me sinto à vontade por dar-te meus parabéns, vamos nos unir e como deixou para nós o nosso querido Tancredo Neves “não vamos nos dispersar. Continuemos reunidos, como nas praças públicas, com a mesma emoção, a mesma dignidade e a mesma decisão”. Parabéns meu amigo e concordo com vc vamos renovar nosso PSDB. Saudações Tucanas Profa Vera Puga São Joaquim da Barra/Ribeirão Preto

  14. Bolívar Lamounier

    Caro Raul:
    Excelente artigo, parabéns. Eu também acredito no rodízio, é uma boa possibilidade.E é importante sair o quanto antes dessa perplexidade que se abateu sobre o partido desde a eleição do ano passado. Eu acho também que o PSDB podia transformar esse limão de 2014 numa limonada: ir além da idéia de prévias ad hoc, improvisadas, e institucionalizar votações primárias entre os inscritos, como fizeram os partidos nos Estados Unidos. Dessa forma, mataríamos dois coelhos: afastaríamos o fantasma da divisão e transformaríamos o processo de escolha numa primeira etapa da campanha. Em vez de ser o começo, a convenção passaria a ser uma etapa intermediária, com a campanha já aquecida e a militância mobilizada. abraço.Bolívar

  15. Excelente artigo Raul, muito bem escrito, com idéias claras e objetivas, parabéns !!!!
    O rodízio é uma excelente idéia, a qual vem desde os tempos da fundação do PSDB ….
    Vamos nos mobilizar para que a idéia do rodízio seja resgatada no #NovoPSDB que está nascendo !!!!
    @BobWebBB

  16. Rosângela de Araújo Rosa

    Acho suas considerações muito oportunas Raul! Quando vi a reportagem na Revista Veja estava discutindo com alguns amigos tucanos a respeito da atual situação de nosso partido. Imagino que baseado na frase de Michael Jordan, podemos fazer uma comparação. Segundo ele, um jogador pode até ganhar o jogo, mas somente um time pode ganhar o campeonato. Podemos afirmar que na política também é assim! Penso que Aécio em Minas ganhou o jogo, Alckmin em São Paulo e Beto Richa no Paraná também ganharam o jogo e vão ganhar sempre! Com relação ao Campeonato, que é a Presidência da República, não existe outra forma de vencer se este time não tiver unido! Em qualquer time temos os jogadores principais, as grandes estrelas, mas sem os demais jogadores que dão base e estrutura ao time eles não são nada! Também convém salientar que um time deve ter um bom técnico e bons assistentes, penso que FHC seria esta figura! Todo jogador, mesmo o maior craque, deve aceitar a sua vez de estar no banco de reservas e deve saber que tem que continuar torcendo para o time que está em campo! Se o time vence ele também é um vencedor. Também não podemos deixar de falar da torcida, que é capaz de virar qualquer jogo! Temos que trabalhar essa torcida desde já, buscar o apreço pelo partido nos corações de cada tucano, reavivar a militância! Se tivermos um time organizado, unido, estruturado e regido pelo respeito onde cada um sabe respeitar a vez do outro cobrar o penalty, ninguém segura o PSDB! Vamos conquistar este Campeonato com muito mérito!!
    Estas são simples considerações de alguém que está iniciando na vida politica através da Juventude,mas que tem muito ânsia em participar e colaborar! Um grande abraço!

  17. oi,o psdb e algo tao maravilhoso,que se nao pensarem so em s.paulo,e no brasil como um todo,venceremos todas as eleiçoes,devemos dar oportundiades a candidatos de outros estados a presidencia da republica,veja bem,sou mineiro e nesta vida que evo em sao paulo,ja conheci muita gente que nao gosta de minas,do rio de sao apulo,e isso,pra pessoas mal esclarecidas,e perda de votos…quem garant que so sp,mg,rio,tem candidatos bons a presidencia…desculpe a minha sinceridade,voto e sempre votarei no psdb.raimundo

  18. fausto ivan

    Amigo Raul, o que v. e todos nós queremos, não é o novo PSDB e sim o velho, aquele do nascedouro, tanto que v. cita Covas e Montoro. Aquele mote que andou circulando de refundação é um absurdo, quem precisou ser refundado foi o Pt, que se enlameou nos mensalões. Nós precisamos é da participação das bases. Cadê até agora uma reuniãozinha só após as eleições??? Nem prá confraternizar??? E a bandeira do Parlamentarismo, por acaso vimos nos últimos anos alguma de nossas lideranças defende-la??? De qualquer forma, parabéns pelo artigo, ao menos você está tocando no assunto. abraço.

  19. Raul, se todo problema contém sua solução, acredito que você é capaz de colaborar para que a superação da suposta(?) crise do PSDB seja na consolidação de um partido progressista, leigo e democrático.Acredito que esta seja a vontade de seus fundadores.
    Abraço, Betão.

  20. Alexandre Ribeiro Mustafa

    Caro Raul, muito bom o artigo. E também precisamos fazer nossa parte – dia 13 vamos as convenções municipais, depois estaduais, nacional. É imprescindível que exista efetiva abertura e espaço por meio das executivas, bem como interesse, vontade e efetiva participação de todos nós. Abraços

  21. Allan K P Veloso - Itanhaém

    Raul.
    Que tal um Congresso Regional do PSDB a ser realizado na cidade de Santos para discutirmos a posição da Região da Baixada Santista e esse respeito?
    Assim poderimos fazer uma carta do PSDB da Baixada Santista a enderaçada a direção Nacional e Estadual do PSDB com as nossas posições.
    “A história pertence aos homens de coragem”
    (Miterrand)

  22. Marco Aurélio

    Nesse cenário de DIVISÕES mais que evidentes, que, aliás, remontam a 2002 (repetindo-se em 2006 e 2010, para felicidade do adversário) e são fundadas em interesses meramente pessoais, em detrimento do Partido, urge mudança absoluta de rumos. Não é possível tolerar-se batalhas fraticidas entre supostos grupos “do Aécio” contra “do Serra” contra “do Alckmin” contra do “Sérgio Guerra”. Só existe um nome com legitimidade indiscutivel e unanime, autoridade moral, grandeza, estatura de estadista, para assumir a presidência do PSDB nesse momento delicado, “colocar ordem na casa” e resgatar as realizações do PSDB: FERNANDO HENRIQUE CARDOSO.

  23. Leticia Maria de Campos

    Excelente artigo, Raul. Concordo com a maioria dos comentaristas quanto à absoluta necessidade de fortalecer os Núcleos de Base. Adorei também o comentário de meu querido ex-professor Bolivar Lamounier.

  24. Eu quero um NOVO PSDB que saia dos gabinetes, que organize a militância e que esteja todos os dias na mídia denunciando as ações desse governo corrupto.Eu quero um PSDB sem medo!

  25. Sergio Guerreiro

    Caro Raul concordo integralmente com o seu artigo e apenas acrescentaria que deveríamos ter instâncias de participação democrática fora da lógica de governo ou de oposição. Temos que afinar nosso discurso para cobrarmos atitudes coerentes do nosso governo e do governo dos “outros”.
    No mais estamos aqui à disposição para construir o NOVO PSDB!

  26. Carlos Campana

    Caro Raul, é com muito prazer dar este comentário ao seu blog, espero que você exponha este ao seu blog.
    Quanto a Adm. do Sr. Forssell,vai ser difícil mudar o quadro de rejeição, , tenho respeito por ale, quanto ao seu sucessor, o mais preparado, o mais popular e humilde, é o Sr. Rui Santos, homem competente, carismático e também comprometido com Cidade, a população gosta muito do sr. Ruy Santos, a população acredita nele, pela transparência que ele transmite , ao contrario do candidato do Forssell, sr Marco Aurélio, pouco amigável com a população, que só conseguiu os seus 3º lugar, com muito custo, através da máquina, um tanto desigual pelo Sr Forssell, pois tudo para o Marco e nada para o Rui Santos, quanto ao que o Sr Forssell, tem investido ao seu futuro sucessor Marco Aurelio que não será ele, não esta decolando, pois esta saindo caro para os cofres públicos do Município, acredito eu que em torno de R$ 250.000,00/més, incluindo os tributos, prejudicando a saúde financeira da prefeitura , são vários cargos para fazer a politicagem ao Sr. Marco Aurelio. mais de 40 em comisão, mais os Secretários, não esquecendo que esta semana assume mais um Secretário o Sr. Francisco Garson , incluindo os estagiários pois todos tem que passar por ele, que na minha opinião todos esses Secretários e Secretários Adjuntos que foram Promovidos, eles não agregam nada de voto, com tudo isso o candidato do Forssell, ele “É MUITO FRACO”, pois se haver divisão talvez estará favorecendo Marcelo Strama, tudo isso por Orgulho, Vaidade e Ganância pelo Poder, de ambas as partes, Sr. Forssell e Marco Aurélio, sem contar também que o presidente da Câmara Municipal ele Marco Aurélio diz aos quatros cantos da cidade que esta fazendo Câmara Custo Zero, vamos ver então, segue abaixo:
    1 cargo de assessor especial da presidência com salário de R$ 8 mil
    3 cargos de assessor administrativo com salário de R$ 3,2 mil
    8 cargos de direção com salário de R$ 4mil

    Com a nomeação dos respectivos cargos pelo presidente da Câmara Municipal Marco Aurélio, a Câmara Municipal de Itanhaém passará a custar mais R$ 600.000,00 por ano aos cofres públicos.
    Tem mais, não esquecendo da Liga de Futebol: Segue abaixo.

    Em 30 dias, Resolve ou Devolve!

    O presidente da Câmara de Itanhaém, que também presidiu a Liga Itanhaense de Futebol Amador(LIFA), vereador Marco Aurélio Gomes dos Santos(PTB), foi notificado para que, no prazo de trinta dias, esclareça as impugnações efetuadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) referentes ao repasse de R$52.000,00 no ano de 2009 feito pela Prefeitura de Itanhaém à LIFA, ou promova a restituição da importância recebida, devidamente atualizada.

    Ao final digo, quem é melhor: Ruy Santos ou Marco Aurélio, não tenha dúvida que é o Ruy Santos, é transparente e íntegra!!!Quanto ao Presidente da Câmara, sem comentários,

    Câmara “CUSTO ZERO” PURA DEMAGOGIA, sem contar a falta de vergonha!!!
    Abraços
    parabéns pelo site!!!

    [email protected]

    Obs: Bem que você poderia dar uma ajuda ao nosso amigo Ruy Santos, pois ele foi traido pelo Forssell e seu filho Henrique, bem como foi assumiu compromisso registrado em ata por eles que o candidato a Presidência do PSDB seria o Ruy Santos, e mais , quem trouxe o Forssell para o PSDB foi o próprio Ruy, olhe no Blog do Ruy. Abraços
    Ajude-o, no Twitter e em seu blog..
    Após Ler delete…

  27. Eu sou uma anônima insignificante no meio de militantes que se conhecem e mentes brilhantes, como é o caso de Bolívar Lamounier, mas eu ouso discordar.
    O PT passou um pouco dos quinze por cento na primeira tentativa do lula, mas eles tinham (e tem) um projeto de poder e, mesmo sendo crítica à obediência cega, como manada seguindo o dono do partido, tenho que louvar a militância que não ridiculariza nem esculhamba seus candidatos, ao contrário do que fizeram alguns apoiadores de José Serra.
    Dizer que apóia porque não tem outro, ouvi muito isso durante a campanha da TV, sinceramente, se fosse comigo eu dispensaria esse tipo de apoio, mesmo com a certeza da derrota.
    Mesmo assim foram 44% dos votos que o partido, pelo jeito, pretende jogar no lixo, começar do zero com alguma novidade que pode agradar as pessoas de uma determinada região, mas não se sabe se vai convencer o país.
    Podem estar certos, também, que a grande maioria dos 36% que viajaram ou anularam o voto escolheriam José Serra se a campanha tivesse um pouco melhor.

  28. SANDRA PINCK

    EU QUERO UM PSDB MAIS JUSTO E MAIS UNIDO, EU QUERO UM PSDB SEM O LOBO NO COMANDO.

  29. Marco Aurélio

    Por todo o exposto, só uma opção: FHC para presidente do PSDB.

  30. Raul.. voce acha justo um rodizio para o Presidente Nacional do PSDB.. democracia, alternancia e tal… e porque nao pode ter rodizio no PSDB Estadual e Municipal? nessas esferas tem que manter os caciques? nessas esferas nao pode ter alternancia,democracia? vamos combinar uma coisa! se é para ser democratico vamos ser em todo o momento, em todas as esferas beleza! assim a gente nao vive essa hipocrisia que o PT vive, de falar algo e nao viver esse algo! o seu texto ficou legal! abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *