Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Santos avança no restauro do Teatro Guarany

A Prefeitura de Santos chamou a imprensa para mostrar que já começou a restaurar o Teatro Guarany. A boa surpresa é que fotos publicadas nos jornais regionais mostram que as obras já apresentam resultados. Dá para ver reconstruída uma parte dos balcões de camarotes e isso, para quem conheceu o prédio mesmo na sua fase decadente acelerada (no início dos anos 70), causou uma profunda emoção.

Para os leitores desavisados ou que desconhecem a sua localização (justifica-se, pois as paredes externas permaneceram muitos anos envelopadas por tapumes de madeira), o prédio fica no centro histórico, em frente à Praça dos Andradas, e foi uma das primeiras casas de espetáculos da cidade (1882). A construção teve o apoio, na época, dos empresários do café e o imóvel esteve em evidência no início da década de 1920, quando foi palco de atrações internacionais e dizem que cabiam 1200 pessoas nas suas dependências. No final do século 19, o Guarany sediou muitas manifestações do movimento abolicionista.

Essa ilustração é um bico-de-pena do artista Lauro Ribeiro da Silva, reproduzindo a imagem do Teatro Guarany, em 1911.

Uma boa parte dos leitores deste blog precisa conhecer o Centro Histórico de Santos, aliás, uma grande opção turística em fase crescente. Sugiro que conheçam a Bolsa Oficial do Café, o Teatro Coliseu, a rua XV, o passeio de bonde, a Estação do Valongo, as ruínas que serão restauradas para a implantação do Museu Pelé, os prédios da Prefeitura e da Sabesp, e o estágio atual da reforma do Guarany, dentre muitas outras atrações.

O projeto de restauro conta com o patrocínio da Telefônica, Petrobrás, Usiminas-Cosipa, Bunge e MRS Logística, além do co-patrocínio da Copersucar e Terminal de Granéis do Guarujá, por meio de recursos captados dos incentivos da Lei Rouanet, com previsão total de quase R$ 7 milhões.

Ao final da obra, o Guarany terá espaço para uma platéia de 280 lugares, café, camarins, ateliê, setor administrativo, salas de aula e laboratório de cenografia. O prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa (PMDB) anunciou que deverá instalar no local uma escola pública de artes cênicas.

Visite Santos e depois registre aqui as suas impressões!

Compartilhe

5 comentários em “Santos avança no restauro do Teatro Guarany”

  1. leopoldo pontes

    Grande exemplo a ser seguido! A restauração de um monumento histórico desse porte é algo a ser aplaudido de pé.
    Pessoalmente, conheço o centro histórico de Santos, e retorno sempre que posso. Mesmo não morando mais nessa magnífica cidade.

  2. David Menezes

    …Espera-se que as obras de restauração do Teatro Guarany não levem tanto tempo como no caso do Teatro Coliseu. É fundamental que realmente o teatro de tanta tradição, onde a fantástica atriz, Sarah Bernahdt esteve no palco deste veículo de cultura do século XIX, volte a funcionar o mais rápido possível.

  3. Raul,parabéns pela posse no Instituto Histórico e Geográfico de Santos.A história e memória de nossa cidade e região serão engrandecidas com a dedicação e competência,caracteristicas de sua atuação em outras áreas.Parabéns

  4. Ô meu amigo. Você tá ficando bom nesse negócio de blog. Até ilustração tá colocando!
    .
    Em relação ao artigo.
    Da mesma forma que dói no coração ver alguns de nossos patrimônios esquecidos, como a Hospedaria dos Imigrantes, é um bálsamo para a alma santista, como a minha, testemunhar o renascimento do importante Teatro Guarany, um dos grandes palcos da arte brasileira e também do movimento abolicionista, onde personalidades, como Antônio da Silva Jardim, faziam discursos acalorados sobre a questão. No Guarany também havia uma das mais belas obras de Calixto, que iniciou naquele espaço seus primeiros esboços. Mas esta, infelizmente se perdeu na década de 30.
    Santos merece este presente de volta!
    .
    Aproveitando este espaço, gostaria de novamente parabenizá-lo pela posse no Instituto Histórico e Geográfico de Santos. Com certeza será um membro ativo e que contribuirá, com muita substância, com idéias para fortalecer esta tão importante instituição da nossa cidade.

  5. Raul, acho muito bomo estado promover a restauração de pontos hitóricos, mas fica uma dúvida: pra que? qual a motivação? qual a destinação? por exemplo, o coliseu levou anos e anos (acho que 120 para ficar pronto. ficou lindíssimo, mas todo mundo sabe que a acustica do teatro é ruim para espetáculos de teatro, sendo muito melhor para música, no entanto, os espetáculos de teatro são levados para lá. assisti uma peça lá outro dia. e tinha que “afiar os ouvvidos” para ouvir tudo o que falavam.

    pensa comigo: o volume de recursos gastos, o tempo que leva e no final não tem uma destinação apropriada?

    o sergio falou da hospedaria dos imigrantes. pos bem, acho que antes de pensar em restaurar é preciso pensar no uso que ela vai ter após ficar pronta.

    a melhor idéia, até agora, no meu ver, foi a do beto mansur, de transformar num mueu da imigração, aos moldes daquele que existe em são paulo. afinal, os imigrantes, meu pai, por exemplo, chegaram na sua grande maioria por santos…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *