Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Lições de um pequeno “deputado” !

No meio de tantos comportamentos decepcionantes na vida pública brasileira, péssimos exemplos para os nossos filhos, e de um apelo uníssono por mudanças e pela reação da sociedade, ouvi uma voz infantil impregnada de lucidez. Sábado ao meio dia, na fila de espera de um lava-rápido em Santos, Pedro Augusto de Carvalho, 10 anos de idade, potiguar, deputado-mirim participante do Projeto Plenarinho da Câmara dos Deputados, era o entrevistado do programa "Revista da CBN" e respondia com distinta sabedoria sobre a sua experiência no mandato de apenas um dia.

Reclamou de início, pelo fato de ter acordado muito cedo para se vestir com terno de criança e tomar posse na Câmara. Logo a apresentadora da CBN, Tânia Morales e alguns ouvintes por e-mails e telefonemas, comentaram que isso ocorre na vez das crianças, porque os deputados de verdade chegam mais tarde quando não se ausentam do plenário em momentos importantes.

O projeto Plenarinhowww.plenarinho.gov.br – é uma escola infantil para estimular a formação de novos cidadãos mais conscientes dos seus direitos e deveres. Crianças de todo o Brasil, estudantes como o Pedro Augusto, tem a oportunidade de viver o quê é o trabalho de um deputado. Em São Paulo, a experiência também obtém muito sucesso na Assembléia Legislativa e é conhecida por Parlamento Jovem.

Mas Pedro Augusto não teve censura para nos tocar com os seus comentários, sobre democracia, papel dos deputados, projetos úteis, gosto pela política. Confessou que pelos corredores do Congresso Nacional cruzou parlamentares envolvidos em escândalos e quis saber os porquês. Por essa razão disse que temia pelo fim da democracia em nosso país, porque com tantos maus exemplos o regime poderia mudar.

Durante a participação no Plenarinho, as deputadas-crianças apresentam projetos de leis, como se fosse um trabalho de final de curso; Pedro Augusto elaborou proposta para assegurar às crianças que vivem em orfanatos, prioridade de matrícula em escolas públicas. No seu caso, o projeto tomou forma para valer, porque o cantor-deputado Frank Aguiar (PTB-SP) se inspirou na idéia do deputado-mirim do Rio Grande do Norte e propôs o estabelecimento de prioridade da matrícula em escola pública de crianças e jovens na faixa etária de 0 (zero) a 17 anos, residentes em abrigos, orfanatos ou instituições assistenciais.

O menino elogiou a iniciativa do deputado, que no seu modo de ver melhorou a sua idéia. Para Pedro Augusto, os deputados apresentam muitos projetos inúteis e justificou sua opinião mais ou menos assim: "Se os deputados se colocassem um pouco no lugar da gente, quem sabe eles poderiam propor projetos que serviriam mais para as pessoas".

A máxima de Pedro Augusto, deixo para o fim: "Política do jeito que os políticos gostam de praticar eu não gosto; gosto mesmo da política do jeito que eles dizem que é possível fazer!" Criança sábia, realmente é uma pena que isso não acontece! 

 

Compartilhe

5 comentários em “Lições de um pequeno “deputado” !”

  1. Raul Christiano.
    (hoje é dia de São Judas;a Utopia democraática é possível)
    Edificante e promissora essa mensagem sobre esse fato em que transparece a *alter-sensibilidade* definitiva, de um menino potiguar, de consciência tribal-comunitária que ainda não foi contaminado pelo Individualismo cultural capitalista comportamental. Os monopólios da Informação e Comunicação subsidiados pela politicagem dos espertalhões políticos “investidos”,via populismo de lucros/resultados nos seus cargos,nos médios e grandes centros reforçam as atitudes que contradizem o nosso Pedro Augusto, o menino que você teve a felicidade de encontrar e o promover numa fala coerente, inclusive com a sua trajetória políca na senda do idealismo,em sua caminhada que conheço há tempos.
    O cantor deputado Frank Aguiar honrou seu mandato, ao se espelhar nesse garoto deputado mirim,que em apenas um dia fez um projeto imprescindível para a realidade do Brasil.
    Parabéns pelo aguçado senso do Jornalismo político, não- subornável, muito raro, hoje em dia, e você comprova que o idealismo na comunicação/informação/cultura é possível.
    Um fato como esse, nos dá esperanças no cultivar mudanças político-sociais, via ousadia, mesmo que por um dia na investidura de um mandato. O fato sério superará a longo prazo,versões veiculadas pela sagazes mídias capitalistas.
    Haverá um dia, em que as “Vitórias de Pirros” serão Operas
    e os jovens se espelharão no Pedro Augusto e ressonâncias
    reais como a de Frank Aguiar acontecerão nessa consciência
    política brasileira…e o Ser ou não ser…não se venderá ao Ter ou ter mais e mais…mais e mais…kkkkk…Utopia?

    Ivan Alvim

  2. Marcelo Pavão de Freitas

    Embora hoje seja dia de São Judas, o santo das causas impossíveis, espero sinceramente em um dia poder votar no vereador, prefeito, deputado,governador, senador e, quem sabe, presidente, Pedro Augusto de Carvalho. E mais. Que ele continue, por toda a sua vida, com o pensamento que hoje, aos 10 anos de idade, merece aplausos. Desejo que esse cidadão, com “C” maiúsculo, não seja seduzido por negociatas, favores e, sobretudo, pela hipocrisia que reina no Brasil, pois as coisas nem mais em pizza terminam. No máximo, em cachorro-quente. Quem sabe estamos diante de um novo alvorecer da sociedade brasileira. Que São Judas nos ajude!

  3. Luciano Araujo

    …Papai pede pizza ,Papai!
    Patricinha ,pega pipóca!
    Poxa papai ,pede pizza!…
    … pronto, pizzaria Pazianoto?
    Prepara pizza, parte palmito ,parte presunto.
    Positivo ,preparo!
    …Papai , papai , papai…

    Pelo presente pronunciamento,pedimos punição para peixes pequenos, poderosos pesos pesados, pedimos principalmente paixão pela pátria ,prostituida pelos “picaretas”(portugueses)… …”previnimos,posição parcial poderá provocar, protestos ,paralizações, piquetes , pressão popular, preocupados? Promovemos paseatas pácificas, palestras , panfletamos, passamos perseguições, perigos por praça, palcos… …protestavamos porque privatizaram portos,pedagios(presisamos produzir)… …proibido policiais petulantes, presionavam?pancadas ,pauladas ,pontapés , pangarés pisoteando, postulavam premios… …pura pilantragem, padres, pastores, promoveram procissões pedindo piedade,paciência para população, parábolas profecias ,prometiam petálas ,paraiso predominou predador.Paramos pensamos, profundamente, porque pobre pesa plástico, papelão, pelo pingado ,passagem, pelo pão;porque proliferam pragas,pestes pelo país, porque presidente? Para a pricesinha patricinha ,prestigio, patrocinio,progresso,patrimonios, propriedades,palacetes ,porcelanas,perfumes ,perolas,plasticas,plumas ,paete? Porque prossegue para plebeu predestinado,pranto ,perfurações ,pesames,puseira para pulso,pia,pueira ,pedrada, pagar prestação por prestação,parceiros paraliticos,paraplegicos,prostituição. Personalidades públicas poderiam presionar!; permanecem paralizadas, procedimento padrão?; parabéns.Peço permissão para perguntar,porque pele preta ,postura parda? Pô pensador pisou,pior, pousou. Para playboys ,para platéias, peço: postura ,personalidade;para parceiros para parceiras. Presidente ,palmares proclama : Primeiro, presença popular permanente. Proposta? Pente por pente ,pipoco por pipoco , paredão para os parasitas.
    Eata ser a letra de um grupo musical chamado “Facção Central” LU.

  4. ei kra aonde arrumo essa musica do facção ai
    ja procurei e naum axo
    c tiver como me ajudar

  5. Essa música não é do Facção e sim de GOG

    “GOG – Próxima Parte”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *