Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

“Lula tudo bem. O problema é o PT.” ?

Juro que evitei, até agora, comentar sobre a nova frase da campanha do Geraldo Alckmin – "Lula tudo bem. O problema é o PT." – que a meu ver pode ser interpretada como oportunista, uma rendição, que não se coaduna com a origem do PSDB, orgulhosa em se afirmar longe das benesses oficiais, mas perto do pulsar das ruas. Mesmo considerando que atualmente o "pulsar das ruas" indica o recorde histórico de popularidade do presidente da República. Isso não pertence ao PSDB, que deve buscar alternativas mais inteligentes para comparar e acentuar as suas diferenças com o lulopetismo e com o jeito gafanhoto do PT governar. Ao PSDB pertencem Fernando Henrique Cardoso, José Serra, Aécio Neves, Sérgio Guerra, Arthur Virgilio, José Aníbal, Paulo Renato, Tasso Jereissati, Beto Richa, Gustavo Fruet e o próprio Geraldo, apenas para citar alguns exemplos.

Tivemos oportunidades históricas de uma aliança comum, na Constituinte e no pós-impeachment de Fernando Collor. Porque o PT e o PSDB foram construídos com índole democrática, na luta lado a lado com a sociedade, resultando em bases fortes e muito bem definidas. Porém, cada um a seu modo, optou por exibir estratégias  transformadoras da sociedade bem diferentes. O PSDB, querendo a vitória nas urnas para mobilizar a sociedade e realizar as mudanças necessárias. E o PT, com o mesmo objetivo de vitória, mas querendo ocupar a vanguarda do trabalhador e, como partido, ocupar o Estado e daí promover as mudanças.

A eleição para a Prefeitura de São Paulo reacende esse debate diferencial. E não se trata de nacionalizar o discurso político, porque o paulistano quer um governo identificado com a solução dos problemas locais, no sistema de saúde, nos transportes públicos e no verdadeiro caos viário. Ao mesmo tempo, é possível resgatar na memória o estado da Prefeitura quando José Serra assumiu em janeiro de 2005 e foi obrigado a realizar ajustes vitais, que evitaram a falência da maior cidade da América do Sul.

Deixando de lado, um pouco, o cenário da disputa e das últimas pesquisas, nada justifica a negação de posições recentes do próprio Geraldo Alckmin, quando concedeu entrevista ao jornal "O Estado de São Paulo" (26/03/2007), para contestar uma proposta de trégua ao PSDB por parte do presidente Lula: "Ele não entende a lógica democrática… É tão patriótico ser governo quanto ser oposição. O que a oposição tem de fazer é criticar, fiscalizar, cobrar…"

Incomoda ver na imprensa os comentários de que o comando do PSDB faz vista grossa ao esforço de seus candidatos, por todo o país, para se associarem ainda que "de lado" à imagem de Lula. Há um preço para cada eleição. As contingências desfavoráveis de hoje, em alguns municípios, não podem levar ao desespero de causa, porque o marketing político, a criatividade publicitária e as avaliações por meio de pesquisas não substituem a coerência do discurso e da sua prática.

Compartilhe

48 comentários em ““Lula tudo bem. O problema é o PT.” ?”

  1. Julio Penin

    Raul,

    Alguns erros estratégicos de campanha estão provocando uma curva descendente para Alckmin e essa é mais uma, já que propõe “dormir com o inimigo”.
    Mais erros desse tipo conduzirão a vitória do Kassab no primeiro turno. A empedernida, prepotente e “burguesinha”
    Marta dificilmente chegará ao segundo turno.
    A implacabilidade da curva descendente dela está a nosso favor.
    Assim seja !!!!
    Saudações tucanas
    Julio Penin

  2. Claudio Alves de Amorim

    Menos grave do que um adesivo (sem pai e mãe) circulando na cidade de São Paulo, cor azul, com o logotipo do PSDB(o tucano) com os dizeres “Sou tucano voto Kassab”. Sera que o PSDB paulistano entrará na justiça, para apurar a procedência, Raul.

  3. José Manoel de Aguirre Neto

    Não vejo nada de errado. Só quem faz campanha na rua, de verdade, é que pode avaliar esta frase, no contexto em que foi colocada. Pior a covardia do adesivo.

  4. Pois é a diferença nas campanhas é gritante!
    na corrida dos marqueteiros o do Geraldo chegaria em quarto lugar perdendo até do Maluf.
    Será que teríamos como rever isto?Teriamos tempo?
    Acompanhando a vida politica do Geraldo desde a sua vereança em Pindamonhangaba em 1972 (nos seus 18 anos)tenho convicção de uma virada neste quadro nos próximos dias.Vamos a luta!

  5. Luciana Canuto

    Enfim o que todos comentavam nos bastidores veio à tona. Artigo corajoso.

  6. Só conheci o político tanto quanto o homem Geraldo Alckmin há alguns anos atrás em Registro. Ele estava em um palanque e quem me apresentou rapidamente o Governador na época, foi o falecido Lara.
    Foi paixão à primeira vista: eu voto nele em todas os cargos em que ele se candidatar. Até para síndico do prédio dele.
    Agora quanto à frase, não meditei profundamente ainda sobre ela. Prometo pensar, apesar de à primeira leitura, odiei a dita cuja porque não sou Lula, nunca! E não serei PT, jamais. Quanto ao fato da popularidade do sapo barbudo, fácil pacas: esmola em forma de Bolsa-sei-lá-o-quê-família e o linguajar chulo do povão. Os idiotas da base da pirâmida pensam que chegaram lá só porque um ex-torneiro mecânico chegou. E detalhe: eu suspeito do tal acidente para aposentadoria precoce!Quem chegou lá foram os amiguinhos do rei e o filho dele. O resto da patuléia, ficou com a esmola.
    Quanto ao adesivo: esses caras que estão circulando com esse adesivo deveriam mudar a frase: nunca foram tucanos. Esses canalhas são aproveitadores. Tucanos somos nós que voamos em céus mesmo que não sejam no momento de brigadeiro e temos orgulho da nossa plumagem.
    Eu quero crer que Geraldo Alckmin irá entrar na Prefeitura de São Paulo porque merece, é o mais preparado. E o seu caráter nunca permitiria um ato marketeiro nojento como o tal do Kassab fez ao expulsar um trabalhador aos gritos que beirava à histeria de “vagabundo, vagabundo!”. Nem pensou: aconselhado que deve ter sido por umas antas que se dizem homens de marketing, mandou bala. Não pensou na alma do pobre trabalhador. Foi um macaquinho de repetição só para aumentar o seu espaço nos jornais e justificar uma lei “Cidada Limpa” muito mal explicada. É isso. Tenhamos esperanças. Geraldo Alckmin na cabeça!
    TONINHO GARCIA

  7. Toninho Oliveira

    Meus Caros,

    É lamentável o que ocorre com o PSDB em São Paulo.
    Enquanto brigamos entre nós, a Dona Martaxa…Relaxa e Goza..
    Quem precisa de adversário com “uns amigos” desses ??

    Toninho

  8. Pedro da Silveira

    Mário Covas constumava dizer que o povo não erra quando vota.
    As eleições são uma fonte imensa de análises. Respeitemos a vontade popular. Precisamos entender o porque estamos atrás.
    LULA TUDO BEM, NÃO.
    Estar em terceiro significa que não estamos sendo capazes de responder as ansiedades da população. O Marqueteiro tentará sempre vender o “seu produto”, naquele momento.
    Cabe a nós que somos o PSDB, não permitir que nos vendam por aquilo que não somos.
    LULA TUDO BEM, NÃO.

  9. jose rubens domingues filho

    Grande Raul,

    Parabéns pelo post.

    É triste assistir o programa de TV e ouvir que “o Lula tudo bem”…o ruim é o pt.
    Veja, o PT é o LULA e o LULA é o PT. Alckmin foi opositor na campanha Presidencial e agora mudou de lado?

    O PSDB não pode mudar de rumo apenas por um comodismo ou casuísmo eleitoral como temos visto.

    Falta coerência e respeito mútuo.

    Alckmin ataca Kassab e diz que “a gestão do PSDB foi interrompida” com a saída de Serra.

    Sinceramente…parece que a campanha Alckmista desdenha da inteligência do paulistano.

    JOSE RUBENS
    http://www.tucanojovem.wordpress.com

  10. JORGE GONÇALVES

    Raul,

    Perder uma disputa eleitoral é ruim, mas se não sofrermos uma derrota política avassaladora, poderemos sair fortalecidos. A frase do Geraldo, não vou nem me ater ao contexto, é muito infeliz. É o reconhecimento de uma derrota política! Dizer que Lula tudo bem, como assim? Lula nada mais é do que o PT, e o PT nada mais faz do que transformar em atos aquilo que o Lula não consegue expressar, pois entraria numa grande confusão se o fizesse. Essa gente, o PT e Lula, estão acabando com todas as conquistas – principalmente aquelas que definem uma nação – dos anos PSDB-FHC. Acaba com a idéia de progresso pelo mérito – ao definir políticas públicas centradas em raça, cor, segmento, e sei lá mais o que; acaba com todo o esfoço para melhorar a educação – ao ampliar as Federais, sem melho qualificar as já existentes, abandonando o ensino fundamental; acaba com a possibilidade da população “andar com as próprias pernas”, ao instituir o esmolário perpétuo; acaba com marcos regulatórios, ao estimular que empresas sejam compradas com recursos públicos, violando a lei que rege esse mercado; vou ficar por aqui.

    O Lula poderia ter 99% de aceitação popular, todas as nossas lideranças deveriam – e foram eleitas (ou não o foram) para isto – fazer-lhe oposição, indicar as contradições, os erros e as bobagens que são ditas e feitas.

    Não vou discutir estratégia eleitorais – por me faltar disposição para tanto – mas me parece um erro não se colocar, o Geraldo, como o anti-Marta, anti-PT e anti-Lula. Escolher o Kassab como adversário está se mostrando pouco produtivo.

    Espero que ainda nos reste massa crítica para retornar o PSDB para o seu dever histórico, e a candidatura do Geraldo para o segundo-turno.

    Abraços,

    Jorge

  11. Claudio Alves de Amorim

    Pedro Tobias e Bruno Covas são realmente TUCANOS

    Deputado pede expulsão de Feldman do PSDB
    SILVIO NAVARRO
    da Folha

    No auge do confronto entre alckmistas e kassabistas, o deputado estadual Pedro Tobias redigiu ofício pedindo a expulsão do secretário municipal de Esporte, Walter Feldman, do PSDB.

    Feldman é um dos tucanos mais engajados na campanha à reeleição de Gilberto Kassab, do DEM.

    O documento será enviado hoje à direção nacional do PSDB e também deverá levar a assinatura do deputado Bruno Covas (PSDB).

    Na instância federal, o caso passará as mãos do presidente da Comissão de Ética da sigla, deputado Affonso Camargo (PR).

    Apesar do grupo de kassabistas ser amplo, Tobias centrou fogo em Feldman, a quem aponta como o capitão do “time do holerite”.

    “Quero providências contra o traidor. Se não houver punição, acaba o partido”, disse. “Está faltando é um macho como Mario Covas que não deixava eles saírem da linha.”

  12. PAULO MATOS

    Acho que o colega Júlio Penin está precisando se atualizar ou estudar lógica. Por menos que ele queira, Marta tem a soma de Kassab e Alckimin juntos. Acho que ele deveria tentar fazer uma reflexão, se fosse possível.
    Saudações ao ex-companheiro da Comissão de Transportes da campanha Lara.Outros recados meio equivocados: esse negócio de financiar coma de empresas com dinheiro público – o que é uma besteira – não foi Lula que inventou, né? Vem de antes…Há, a frase do Alckimin. Do Alckimin? Ora, não se podia esperar muito mesmo do picolé de Xuxú, principalmente definições políticas.

  13. Raul, é uma pena que a campanha do Geraldo tenha de chegar a essa visão. Há 30 anos atrás, quando terminava o curso na “casa amarela”, ouvia conclusões de que “a direita não tem idéias, mas faz propaganda muito bem; a esquerda tem idéias, mas não sabe divulgar”; hoje vejo que o LULA aproveitou-se de tudo o que foi feito e preparado pelo FHC e consegue divulgar muito bem os resultados, dando a entender que somente o seu governo fez esse sucesso! Enfim, a superou-se! O PSDB, enfim, não consegue emplacar essas explicações e, infelizmente, tem de dizer que o “Lula tudo bem” (como se isso fosse verdade). Afinal, tudo bem por quê? O Presidente pode nem saber dessa aproximação (pois nunca sabe de nada). ê preciso reorganização. abraços

  14. RAUL, A PROPOSITO VEJA QUE VOCE PULOU QUALQUER COMENTÁRIO OU NOTÍCIA DO DIA 10 DE SETEMBRO! Parabéns amigão.

  15. francisco de assis vieira filho

    Raul, o seu blog realmente está um show de bola, o próprio
    Ricardo Montoro, como gostaríamos de vê-lo na Assembléia Legislativa, na Tribuna defendendo os interesses dos municipios, na administração do Kassab só fez fortalecer o DEM, no Vale do Paraiba. Mas vamos ao que interessa, questionar uma frase do Geraldo quanto ao Lula e ao PT, éintempestivo, vamos sim lutar por um PSDB padrão Franco Montoro, Mário Covas. È incrível como os tucanos agridem os próprios tucanos. O PFL envergonhado mudou de nome,agora DEM, soma com o PMDB do QUÉRCIA, ninguém fala nada. Vamos respeitar o candidato Geraldo Alckmin, se não for para ajudar que não atrapalhe. Posso testemunhar a candidatura do Geraldo em São Paulo motivou as lideranças do PSDB, principalmente no interior do Estado, vamos vencer e aumentar o numero de Prefeitos. Quem defende as obras do Serra nos municípios é o PSDB, os partidos aliados que receberam as obras, ignoram na campanha. Pessoal, quem foi vereador,prefeito,dep.estadual,dep.fede-
    ral,Vice-Governador,Governador e candidato a Presidente será Prefeito de São Paulo, vamos a luta. Quem tiver um melhor curriculum que se apresente.
    Chesco

  16. Claudio Alves de Amorim

    INFELIZMENTE, O PSDB GOSTA MAIS DAS PESQUISAS DE INSTITUTOS, DO QUE O POVO NAS RUAS. UM FOTÓGRAFO VIRIA A CALHAR.

  17. alvaro gonzalez

    Claudio Alves, brilhante sua colocação com referência ao Feldman, isso não vale nada é uma vergonha ter esse cara no partido. Parabéns ao Pedro e ao Bruno Covas( esse era p/ ser o nosso candidato à Prefeitura de Santos, se não tuvesse sido traído pelo PSDB Santista). Como vc diz, não temos um Mario Covas p/ colocar a turma nos trilhos, temos José Serra, por isso o PSDB de São Paulo está onde está.

  18. Sebastião castro

    Caro Raul,
    É facil sintir o não entendimento e dessintonia com tal discurso em que se alija o Lula é como, por mero exemplo, e lhe explico, o que se faz sentado no poder e distante do pulsar das Ruas, aplicado a São Paulo……

  19. Sinceramente, eu tenho muita dificuldade de acreditar em pesquisa. Ao contrário, eu creio que esses resultados arranjados é que influenciam na decisão da população.
    Por i$$o, o pre$idente coca-cola faz suce$$o, é puro marketing que deveria ser ignorado.
    Afinal, a porcentagem da tal popularidade coincide com aquela que considera a educação no Brasil excelente. Aliás, eu acho que ambos estão no mesmo nível, a educação e o pre$idente.
    Não dá prá levar a sério.
    Por favor, reage PSDB, não dá mais para aguentar tamanha esculhambação com o consentimento de vocês.

    Eu só tenho mais uma consideração a fazer. De nada adianta o maior político do país, o governador José Serra, trabalhar exaustivamente e com extrema competência, profissionalmente falando, se ele não investir no ser humano.
    Observa-se que bons serviços prestados (saúde, educação, segurança, et.) nunca serão suficientes se o trabalhador não for valorizado.
    I$$o é o maior fator de popularidade, a$$istência aos mais carentes e bons $alários.

  20. Ernesto Vivona

    Parabéns Cláudio!

    Vc está sempre atento ao que é importante e foi providencial ao relatar o pedido de expulsão do Deputado Walter Feldman.

    Parabéns dobrado aos deputados Bruno Covas (que diferente de outros “tucanos” honra o sobrenome que carrega) e Pedro Tobias. Alguém precisava tomar uma atitude séria contra os infiéis (só pra ser minimamente polido).
    Não dava mais pra ler e ouvir o WF dizer tudo que lhe vem à cabeça. Que o Diretório Nacional dê uma resposta rápida aos tucanos que não querem mais essa gente vestindo a nossa camisa. Sou PSDB, sou Alckmin, e não compactuo com a candidatura neo-malufista e oportunista. Kassab atua como Maluf atuava quando foi governador (indicado pela ditatura militar) aliciando deputados eleitos pelo antigo MDB.
    Não é essa política nefasta que quero pra SP.

  21. Claudio Alves de Amorim

    Pois é Raul! Poder é poder!
    Kassab elogia Lula, mas não poupa críticas à rival petista
    28/08 – 15:28

    Filipe Ferrato

    Gilberto Kassab (DEM), afirmou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva “tem sido muito justo” com ele e que Lula só foi citado em sua propaganda eleitoral na TV, ontem, porque a prefeitura conseguiu triplicar o orçamento da habitação com o apoio do governo federal

    Fonte: Último Segundo

  22. Eu confesso que estou confuso. Será que todos os candidatos resolveram bajular a grande “celebridade” nacional ou temem que aconteça o que se divulga descaradamente, tudo para os seus e nada para os adversários, que são tratados como inimigos. Quem acompanha o pouco que resta de jornalismo sério sabe que é assim mesmo.
    Quanto à falta de capacidade de comunicação dos tucanos, eu não entendo o marasmo de vocês. Trata-se de falta de competência ou de interesse?
    Aliás, é irônico, mas o maior garoto propaganda dos tucanos, que faz questão de aclamar as grandes obras de José Serra, é o prefeito Kassab.
    Além disso, eu tenho informações de pessoas que utilizam o serviço público em São Paulo que aprenderam a gostar do Kassab porque ele é um prefeito “presente”.
    E é isso que a população espera de um governante: bons serviços, benefício$$$$$$$$$$ materiais (afinal, temos um governo extremamente “capitalista” que despertou essa mentalidade na população, e agora só o que importa é o dinheiro) e o fundamental para conquistar o respeito do povo, “atenção”.

  23. Não dá para comparar os políticos do PMDB e PP de Santos, com Maluf, Renan Calheiros, Severino Cavalcanti, Romero Jucá, Inocêncio de Oliveira, entre outros companheiros do presidente.

  24. Acredito que o PSDB precisa rever conceitos básicos sobre fidelidade, pois 2.010 vai chegar…
    Tenho um bom professor para indicar: Dep. Bruno Covas.

    Abraços…

  25. Paulão/Jabaquara

    Raul.

    Meu comentario é uma mensagem ao Senador Sergio Guerra,

    Exmo. Sr. Senador e Presidente Nacional PSDB, Sergio Guerra,

    Encaminho parao Sr. opinião de um militante partidario que acredita neste partido, PSDB, sobre a campanha na capital paulista, com alegria e ao mesmo tempo com certa tristeza, mas se faz necessaria esta mensagem.

    Quando me filiei a este partido PSDB, foi com convicção e orgulho das propostas apresentadas para a sociedade, com respeito aos nossos lideres, e orgulho de nossa história, só que hoje estamos vivendo um momento politico delicado, que foi criado por nós mesmo.

    Tivemos uma pré campanha, ouvindo os filiados e parte da sociedade, que pediam Geraldo Alckmin para prefeito, a executiva do diretório municipal, representada por José Henrique Reis Lobo com toda ética e transparencia democritaca que só tucanos autentico tem, atendeu o apelo dos fiados e lançou o nome de Geraldo Alckmin candidato a prefeitura de São Paulo, que oficialisou em convenção historica o nome de Geraldo Alckmin.

    Só que os tucanos que ocupam cargos na prefeitura de uma aliança que foi eleita em 2004 com José Serra, e terá seu tempo de validade vencida em 31/12/2008, e que é uma minoria dos filiados da capital, desrrespeitam o resultado da convenção,

    Sr. presidente, eu já aceitei muitas decisões do partido que eu não concordava, mas foram decisões democraticas e transparentes, como podemos aceitar essa rebilião de uma ala do partido que desde o inicio apoiava uma aliança com o Dem ?, se em nossa convenção decidimos e temos candidato proprio, esta havendo um massacre e um linchamento publico sobre nós e nosso candidato Geraldo Alckmin por uuma minoria que se mostra ser grande com o uso da maquina publica.

    Defender a gestão dos tucanos que estão no governo municipal, não significa apoiar candidato de outro partido,

    Nós sabemos e estamos trabalhando com vontade no caração e na alma que dia 05 de outubro vai dar 45 nas urnas aqui em São Paulo, só que sabemos, neste 1° turno havera so dois vencedores, e se por alguma eventualidade da disputa o candidato do PSDB não conseguir chegar ao 2° turno, do mesmo jeito que nós delegados do partido na capital oficalizamos o nome de Geraldo Alckmin, tambem estaremos reividicando em sermos ouvidos, se vamos apoiar um proximo governo que não seja do PSDB, ou seremos oposição que é a obrigação de quem não ganha eleição.

    Uma coisa nós sabemos o PSDB não será mais o mesmo depois dessas eleições, mas nós paulistas dizemos que a raiz politica do PSDB esta São Paulo, depois dessas eleições, temos a obrigação de rever os valores deste partido, e fazer um tratamento que cure o mal pela raiz.

    Parabens ao Deputado Pedro Tobias, 100% tucano

    Parabens ao Deputado Bruno Covas, 100% tucano

    Parabens ao Vereador Tião Farias, 100% tucano.

    Sem mais

    Paulão/Jabaquara

    Membro do Diretorio Municipal PSDB-SP

  26. Artur Domingues Pinto Filho

    Perfeito Ernesto. PARABENS!

    Coerência, coesão e boa gestão levam ao sucesso. Erros todos cometem em suas várias campanhas.

    Ainda dá tempo de virar o jogo e o PSDB sair vencedor. Espero que o Bruno consiga fazer ver aos Serristas e ao próprio Serra de que chegou a hora de lutar pelo PSDB e pelo Alckmin, certamente o melhor para todos nós.

    Abraços.

  27. O que eu acho impressionante é a guerra fatricida. Esse tipo de matéria só contribui para o adversário. Respeito o seu pensamento e a liberdade de publicar, mas basta observar o tanto de traidores que se aproveitaram e escreveram aqui a fim de promover a cisão.
    Confesso que essa de liberar o Lula não é legal, mas quem bate no infeliz? Que tipo de oposição fazemos? Será que fazemos? Agora querer que o candidato ataque o Presidente que muito pouco foi atacado por nossas bancadas é de acreditar em Saci.
    Oportuistas são esses cara que herdaram o poder sem se eleger e ainda que meio comportados por enquanto, sabemos muito bem o uso que farão da máquina na hora que tiverem a legitimidade do voto. Oportunistas são os que tiveram lá, depois aqui e agora estão na terceira coluna. Esses sim se aliam ao Prefeito no intuito de fazerem a farra na máquina num próximo mandato, que oxalá, não irá ocorrer.
    Parabéns ao Bruno e ao Pedro. Traidores que saiam, que fiquem por lá. Ou será que não ficam na pretensão de voltar esperando sempre a bondade do vitorioso.
    abraço

  28. GERALDO SOBE NO DATAFOLHA

    A semana inteira os blogs “kassabistas” divulgaram números de “pesquisas” internas do DEM e do PT mostrando mais uma queda do Geraldo e a subida do Kassab, querendo fazer supor q o rumo da campanha estava errada ao comparar o Geraldo com o atual prefeito.

    O Datafolha desmente todos. Embora as variações tenham ficado dentro da margem de erro, a maior subida foi a do Geraldo.

    Portanto, fica claro que a população precisava mesmo enxergar as diferenças entre os candidatos para diferenciar a história política de cada um que, convenhamos, não dá pra comparar.

    Geraldo segue firme na melhor direção!!!!!!!!!!!!!!

  29. Leonardo Corrêa

    Excelente artigo, Raul. Parabéns!

    Desassociar a imagem do Lula do seu partido é o que o PT mais quer. Lula tornou-se maior do que o próprio PT. A frase “Lula tudo bem” só contribui para o fortalecimento dessa imagem. Os prejuízos a médio e longo prazos de uma afirmação como essa podem ser grandes demais para o próprio PSDB.

  30. Prezado Raul,

    Pena que o Ricardo Montoro não siga o ensinamento do nosso querido Montoro: “longe das benesses do poder e próximo do pulsar das ruas”.

    Ale Ferraz

  31. Julio C. Gurgueira

    Caros correligionários,
    É com muita tristeza que vejo tudo o que acontece no nosso glorioso PSDB de tantas Histórias e exemplos a serem seguidos, como não se curvar a atitudes de nossos parlamentares (PEDRO TOBIAS E BRUNO COVAS que honra o sobrenome que carrega com total desenvoltura), e quando a gente pensa que certos elementos estão isolados e limitados a sua réles ignorncia, eles aparecem no seu blog querendo usufruir da credibilidade que seu próprio blog não tem, pois como já citei anteriormente virou um continho solo de lamúrias e choradeiras de um derrotado que se diz injustiçado por não ter sido ouvido na comissão de ética do partido, mas nos cerceia a palavra sem nenhuma justificativa simplesmente corta nossos comentários,(não é mesmo José Rubens)com relação a frase do dr. Geraldo, temos que concordar que foi muito infeliz, mas quem nunca cometeu erro algum que jogue a primeira pedra.Pior do que uma frase solta e ser Judas Scariot e achar que passada eleição tudo se acerta, dessa vez não porque no nosso partidos temos BRUNOS,PEDROS RAULS e outros tucanos de verdade que acima de tudo têm vergonha na cara e nos representam da melhor forma de ser,TUCANOS.

    JULIO GURGUEIRA – JABAQUARA.

  32. Perdoem-me a intromissão, afinal eu sou uma estranha no “ninho”. Realmente é imprudente para um candidato criticar o Dom Inácio. Quem tem que fazer isso somos nós, o povo. Porém, não precisa elogiar, afinal, o que é ruim deve ser ignorado.
    Coloca-se num pedestal um personagem que brinca de ser presidente (quem tem o mínimo de informação sabe em que circunstâncias) e, de repente, esse “escolhido” para a realização de projetos “desconhecidos” torna-se o padrão do povo brasileiro, com consequências indiscutivelmente catastróficas e deprimentes.
    Os prejuízos não serão grandes somente para o PSDB, mas pode significar a decadência da nossa sociedade e a ruína do nosso país.
    Por favor, não brinquem mais com isso.

  33. Enguaguassu

    Caro Cristiano,o possivel segundo turno em São Paulo será Alckmin X Kassab?
    Em que planeta vive o “maoista” Julio Penin ?

  34. 20/09/2008 – 08h08
    Serra reage aos ataques de Alckmin e defende Kassab
    ANA FLOR
    CATIA SEABRA
    da Folha de S.Paulo
    Chamado para a arena da desgastante briga do PSDB/ DEM, o governador José Serra contestou ontem Geraldo Alckmin, candidato de seu próprio partido, e saiu em defesa do prefeito e candidato à reeleição Gilberto Kassab (DEM). Pela manhã, Alckmin afirmou que a indicação de Kassab para a vice de Serra em 2004 fora produto de um golpe.
    Irritado com a menção de seu nome, Serra reagiu só Ã noite e por intermédio da assessoria:
    “Lamento que a febre da disputa eleitoral acabe me envolvendo em ataques de campanha. A afirmação não é correta. Não houve golpe na indicação do nome, que foi feita pelo PFL, até porque quem me conhece sabe que pressão comigo não funciona. Por outro lado, como já afirmei em outras ocasiões, o Gilberto Kassab foi um vice leal e solidário. E, à frente da prefeitura, seguiu à risca nosso programa de governo”.
    No Palácio dos Bandeirantes, a avaliação é que Alckmin obrigou uma manifestação de Serra.
    Pela manhã, Alckmin afirmou que Serra não queria Kassab como vice e ameaçou desistir de concorrer quando o nome foi escolhido. “O Serra queria como candidato o Lars Grael [hoje no PPS, na época no PFL]. Depois se acertou, e já estava escolhido praticamente o Alexandre [de] Moraes [secretário municipal dos Transportes]. Houve um golpe na véspera da convenção, o Serra quase desistiu de ser candidato. Não é a forma adequada de fazer as coisas”, acusou.
    Alckmin também citou uma ferida antiga: a aliança entre DEM (PFL) e o PT pela eleição de Rodrigo Garcia para presidente da Assembléia Legislativa, em 2005.
    “Deram [o DEM] um golpe junto com o PT na véspera da convenção, o sr. Rodrigo Garcia, que hoje está na prefeitura também. Nos derrotou unido com o PT.”
    Contido pelo coordenador de comunicação da campanha, Luiz Gonzalez, Kassab limitou-se a lembrar que Alckmin participara do processo de escolha de seu nome para a vice de Serra.
    “Na época, ele [Alckmin] compunha a aliança, que foi muito importante para eleger o José Serra, eleger o Kassab, e ele estava também participando desse processo.”
    Em suas conversas, Kassab acusa Alckmin de comportamento “indigno”. O presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ), alfinetou: “O eleitor não espera uma atitude tão agressiva de um homem de Deus, que dizem ser ligado à Opus Dei”.

  35. Ernesto Vivona

    Na Mesmo Folha:

    “O candidato tucano à prefeitura, Geraldo Alckmin, não erra ao afirmar que o hoje governador José Serra resistiu à indicação de Gilberto Kassab (DEM) para vice de sua chapa em 2004.
    Alckmin só se esqueceu de contar que ele próprio fora o avalista do nome de Kassab.
    Serra estava em Brasília quando foi costurada a escolha. Animado com a idéia de ter Lars Grael na chapa, Serra ficou contrariado ao saber pelos jornais da indicação de Kassab. “Não é pelos jornais que vou conhecer meu vice”, protestou à época.
    Serra apelou para Alckmin, pedindo que interviesse junto ao DEM (então PFL) para que Kassab fosse substituído por Grael ou pelo hoje secretário municipal Alexandre Moraes. Para acalmar o PFL, cogitou-se até a entrega de duas secretarias ao partido.
    Então governador, Alckmin afirmou que não poderia interferir em outro partido e alegou que a reação de Serra poderia implodir a aliança PSDB/PFL.
    Por duas vezes, Serra ameaçou desistir da candidatura. Mas acabou se rendendo após uma reunião com Kassab e o coordenador político da campanha, Aloysio Nunes Ferreira.”

  36. Paulão/Jabaquara

    Quem tem o Serra como aliado, não precisa de adversario, porque não assumi logo o apoio ao inimigo, mentir escalabremente de fatos que até os jornais noticiaram.

    Agora eu acredito que essa aliança nunca existiu.

  37. Claudio Alves de Amorim

    Alô, Raul! Avisa o Serra que síndrome de segundo marido, é coisa de côrno. E os únicos côrnos desta história é a militância e a base do PSDB. Abraços!

  38. Claudio Alves de Amorim

    Raul! Não aproveitando de sua paciência, avisa Serra, Feldmam, Natalini e cia, que os democratas para serem citados em campanha paulistana são: Guilherme Afif, Claudio Lembo, etc. E os liberais estão em baixa, pelo menos nos Estados Unidos. Abraços..

  39. Carlos de Brito

    Olá Raul!

    “Lula tudo bem. O problema é o PT.”

    Raul, confesso que essa frase me aborreceu muito.Trouxe desânimo. Mesmo sendo fundador, quase desisto do partido.
    Esse foi o primeiro impacto que me causou a repugnante frase.
    Mas, como diz o poéta, sempre tem um mas…, parei para pensar melhor.
    Isto Raul, deve ser coisa de marqueteiro que já nas próximas eleições poderá estar com outros candidatos(vide Duda Mendonça), são profissionais e portanto não colocam ideologias em seus trabalhos.
    Para eles tanto faz como tanto fez. Agora, para nós dòi. principalmente vendo velhos companheiros de tantas lutas se bandeando e abandorando a campanha do seu Partido, passando de velhos companheiros a simples traidores.
    Voltando para a frase. Para mim foi um soco no fígado, para não dizer um pontapé no …., pois nunca gostei do Lula nem me sinto governado por elle.
    Votei no Lula uma vez, foi quando houve um acordo em que o PT apoiaria o Covas em SP e nós o LuLa contra Color. Confesso que se soubesse que o PT/Lula daria nisso aí, eu teria desobedecido o Partido naquela época.
    Quanto aos que abandonaram o Partido e se bandearam, eu perguntei, aqui no teu blog,logo no início das indicações para candidatos, “eles ainda são companheiros”?
    Os Deputados Tobias e Bruno demoraram muito, mas mesmo assim estão de parabéns da mesma forma também o Vereador Tiãozinho.
    Só uma perguntinha para terminar. Onde estão os outros deputados e vereadores?

    Um abraço Raul.
    São Paulo.
    BRITO

  40. Claudio Alves de Amorim

    Raul, conte um pouco para nós sobre a lista da AMB, no proximo “Opinião do Raul”.

  41. Claudio Alves de Amorim

    A democracia não é monumento de pedra, mas uma construção do espírito humano. Assim como há quem ajuda a erguê-la, sempre existirá quem atue para corrompê-la ou diminuí-la em troca de pequenas vantagens ou a pretexto de grandes causas. O PSDB não pactuará jamais com isso!

    http://www.itv.org.br/site/home/index.asp

  42. Claudio Alves de Amorim

    Alice no país da maravilha!
    22/09/2008 – 22h18

    STF obriga município de SP a atender criança em creche e pré-escola

    Colaboração para a Folha Online

    O STF (Supremo Tribunal Federal) negou recurso ao município de São Paulo contra decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo que determinou que a cidade tem obrigação de prover educação para crianças de até cinco anos em creches e pré-escolas.

    Na decisão, o ministro Celso de Mello lembrou que o artigo 211 da Constituição Federal, que trata da organização dos sistemas de ensino da União, Estados e municípios, estabelece que os “os municípios atuarão prioritariamente no ensino fundamental e na educação infantil.”

    Segundo o magistrado, os municípios “não poderão demitir-se do mandato constitucional, juridicamente vinculante, que lhes foi outorgado”.

  43. AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros

    Candidatos que respondem a processos na justiça em São Paulo – SP

    A Chamada “LISTA SUJA”

    SP / SÃO PAULO
    ALINE CORREA DE OLIVEIRA ANDRADE VICE-PREFEITA PP
    Processos
    AÇÃO PENAL Nº 473, SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA/QUADRILHA OU BANDO/CRIMES CONTRA A FÉ PÚBLICA/FALSIFICAÇÃO DE DOCUMENTO/ CRIMES DE OCULTAÇÃO DE BENS, DIREITOS OU VALORES

    GILBERTO KASSAB PREFEITO DEM
    Processos
    AÇÃO CIVIL PÚBLICA (IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA) Nº 583.53.1997.423352-7 – 10ª VARA DE FAZENDA PÚBLICA DE SÃO PAULO / APELAÇÃO COM REVISÃO Nº 102.626-5/9-00 – TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO.
    OBS: AÇÃO JULGADA PROCEDENTE EM 1º GRAU. OS RÉUS INGRESSARAM COM RECURSO NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO, QUE REFORMOU A DECISÃO, ABSOLVENDO-OS. O MINISTÉRIO PÚBLICO INTERPÔS RECURSO EXTRAORDINÁRIO QUE TEVE SEU SEGUIMENTO NEGADO PELO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. AGUARDA TRÂNSITO EM JULGADO.
    O NOME DO CANDIDATO NÃO CONSTOU, EM UM PRIMEIRO MOMENTO, DO LEVANTAMENTO REALIZADO PELA AMB EM VIRTUDE DE O SITE DO TJ-SP NÃO TER DISPONIBILIZADO INFORMAÇÕES REFERENTES À NATUREZA DO PROCESSO. NO CASO DESTA AÇÃO, CONSTA DA PÁGINA NA INTERNET APENAS A SEGUINTE INFORMAÇÃO: AÇÃO CIVIL PÚBLICA.
    (O SISTEMA DE BUSCA PROCESSUAL DA PÁGINA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO NA INTERNET NÃO OFERECE A POSSIBILIDADE DE FAZER LINKS PARA AS AÇÕES. PARA CONSULTÁ-LAS, ACESSE http://WWW.TJ.SP.GOV.BR)

    MARTA SUPLICY PREFEITA PT
    Processos
    AÇÃO PENAL 050.05.029363-0/00 – FÓRUM CENTRAL DA BARRA FUNDA (SP) – 10ª VARA CRIMINAL/ AÇÃO PENAL 455 – SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIMES DA LEI DE LICITAÇÕES
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA N. 583.53.2004.023317-5 – FÓRUM DA FAZENDA PÚBLICA – 14ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA.
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA N. 583.53.2004.024208-5 – FÓRUM DA FAZENDA PÚBLICA – 13ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA.
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA N. 583.53.2004.033717-0 – FÓRUM DA FAZENDA PÚBLICA – 9ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA.
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA N. 583.53.2005.009284-6 – FÓRUM DA FAZENDA PÚBLICA – 4ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA.
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA N. 583.53.2005.024162-4 -FÓRUM DA FAZENDA PÚBLICA – 3ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA.
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA N. 583.53.2007.106256-8 -FÓRUM DA FAZENDA PÚBLICA – 1ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA.
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA N. 583.53.2001.026257-7- FÓRUM DA FAZENDA PÚBLICA – 3ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA.

    PAULO SALIM MALUF

    PREFEITO

    PP
    Processos
    AÇÃO PENAL Nº 458 – SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIME DE RESPONSABILIDADE
    AÇÃO PENAL Nº 461 – SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA/QUADRILHA OU BANDO/CRIMES CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL/ CRIMES DE OCULTAÇÃO DE BENS, DIREITOS OU VALORES
    AÇÃO PENAL Nº 477 – SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIMES CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL
    AÇÃO PENAL Nº 483 – SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIMES CONTRA O SITEMA FINANCEIRO NACIONAL
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Nº 583532002023719, FÓRUM FAZENDA PÚBLICA (TJ-SP) (SEGREDO DE JUSTIÇA)
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Nº 5835320010119506 – 14ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DE SÃO PAULO (SP)
    AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Nº 583532000178798 – 6ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DE SÃO PAULO (SP)
    OBS: O SISTEMA DE BUSCA PROCESSUAL DA PÁGINA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO NA INTERNET NÃO OFERECE A POSSIBILIDADE DE FAZER LINKS PARA AS AÇÕES. PARA CONSULTÁ-LAS, ACESSE http://WWW.TJ.SP.GOV.BR

    Fonte: http://www.amb.com.br/?secao=todoscan

    PRONTO CLÁUDIO: ESTÁ AÍ A LISTA A Q VC SE REFERIU. PROCUREI O NOME DO GERALDO E NÃO ACHEI… O DO KASSAB TÁ LÁ. O DA MARTA E DO MALUF TAMBÉM. ATÉ A VICE DO MALUF APARECE.

    É A VIDA, NÉ, CLÁUDIO… A COERENCIA FAZ A DIFERENÇA. ME DIGA COM QUEM ANDAS E TE DIREI QUEM ÉS.

    ABRAÇO A TODOS

  44. sérgio santos de castro

    Passadas as eleições, com a definição, dos futuros prefeitos, tive poucas satisfações, dentre elas, a derrota de Marta Suplicy em SP, o que demonstra que a “popularidade” do Lula não é tão elevada assim. Aliás essa popularidade é devido ao Bolsa Familia, ao discurso demagógico e populista, mas, especialmente, a absurda proteção da mídia que é recebida por este individuo. Vou citar algumas mentiras da mídia sobre esse governo, que ajudam a iludir a população.
    1 O governo Lula está promovendo o crescimento econômico e a geração de empregos.
    Essa é a primeira mentira, pois um governo, que eleva a carga tributária a quase 40% do PIB, e que possui a mais elevada taxa de juros do planeta, não ajuda em nada a geração de empregos, pois, essa politica, dificulta a vida dos empresários, especialmente os micros empresários, que não conseguem arcar com essa carga tributária e tem dificuldades para obter o capital de giro para promover o aumento da produção das empresas e contratar mais funcionários, isso sem falar das péssimas condições de nossas rodovias, portos, aeroportos(apagão aéreo) que encarecem os nossos produtos e tiram mercados no exterior, o que reduz as oportunidades de trabalho nos setores dedicados a exportação.
    2 O governo Lula pratica uma politica econômica responsável.
    Segunda mentira, esse governo, faz uma administração voltada ao interesse do capital financeiro, em que a ação que mantem elevada a taxa de juros beneficia apenas os banqueiros nacionais e internacionais e especuladores, o que inibe os investimentos produtivos e aumenta a divida pública, pois, taxas de juros elevadas aumenta a divida interna do governo, o que o obriga a manter ou aumentar a carga tributária, sem que isso represente qualquer melhoria nos setores essenciais para a maioria da população como saúde, transporte, educação,segurança pública e habitação, para provar o que afirmo, basta acompanhar os casos que a imprensa divulga a contra-gotas, dos caos da rede pública de saúde no Brasil e na segurança pública.
    O governo Lula promove distribuição de renda.
    Terceira mentira, o que esse governo promove com o dinheiro público é uma ação assistencialista em que ao invés de promover ações de qualificação educacional e profissional, para que o cidadão consiga um emprego e assim tenha realmente uma renda, que possa dizer como sua, prefere entregar uma migalha em média 90 reais por mês, dando pouco ou nenhum auxilio para que essas pessoas entrem no mercado de trabalho, sendo que muitas pessoas recebem esse dinheiro sem precisar, pois, possuem emprego e renda suficiente, sem contar que pode ser criadas gerações de pessoas dependentes do Bolsa Familia e sem perspectivas de mudanças nesse quadro a pequeno prazo.
    Para concluir, mais uma mentira da midia a crise econômica é internancional.
    Vamos ao raciocinio lógico, até recentemente a economia mundial segundo os números da imprensa estava em franco crescimento, com países emergentes como a China crescendo mais de 10% ao ano e outros países emergentes com taxas de
    8% ao ano, e apesar do Brasil apresentar taxas de crescimento bem menores em torno de 5% ao ano, a mídia afirmava isso como sendo um grande feito, com o Brasil vivendo um momento de “prosperidade” no governo Lula.
    Neste momento, diante da perspectiva de crise e do agravamento dos problemas que o Brasil já enfrenta na saúde, na educação etc; temos a expectativa de retração na atividade econômica, com o aumento do desemprego e a redução da renda dos trabalhadores e a midia mais uma vez vai em socorro desse governo tão incompetente e mediocre quanto os anteriores, afirmando que esses problemas são de culpa exclusiva, da crise internacional surgida nos EUA.
    Para terminar, eu poderia citar outros exemplos, mas termino por aqui. Isso é um protesto de um cidadão, que um dia acreditou em Lula e no PT, mas que nunca mais irá votar neste partido novamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *