Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

SP faz lição de casa pela Educação

O governador José Serra e a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães Castro, lançaram 10 metas para a melhoria da qualidade da educação paulista. A exemplo do Brasil, São Paulo liderou o desafio da inclusão, com 98,6% das suas crianças de 7 a 14 anos em escola e 90% dos jovens de 15 a 17 anos estudando. O objetivo de ambos é melhorar o aprendizado oferecido. São Paulo dará mais esse exemplo ao país!

Confira as 10 metas de Serra e Maria Helena:

1 – Todos os alunos de 8 anos plenamente alfabetizados;

2 – Redução de 50% das taxas de reprovação da 8.ª série;

3 – Redução de 50% das taxas de reprovação do ensino médio;

4 – Implantação de programas de recuperação de aprendizagem nas séries finais de todos ciclos (2.ª, 4.ª e 8.ª séries do Ensino Fundamental e 3.ª série do Ensino Médio);

5 – Aumento de 10% nos índices de desempenho dos ensinos fundamental e médio nas avaliações nacionais e estaduais;

6 – Atendimento de 100% da demanda de jovens e adultos de Ensino Médio com oferta diversificada de currículo profissionalizante;

7 – Implantação do Ensino Fundamental de 9 anos, em colaboração com os municípios, com prioridade à municipalização das séries iniciais (1.ª a 4.ª séries);

8 – Utilização da estrutura de tecnologia da informação e Rede do Saber para programas de formação continuada de professores integrado em todas as 5.300 escolas com foco nos resultados das avaliações; estrutura de apoio à formação e ao trabalho de coordenadores pedagógicos e supervisores para reforçar o monitoramento das escolas e apoiar o trabalho do professor em sala de aula, em todas as DEs; programa de capacitação dos dirigentes de ensino e diretores de escolas com foco na eficiência da gestão administrativa e pedagógica do sistema;

9 – Descentralização e/ou municipalização do programa de alimentação escolar nos 30 municípios ainda centralizados; e

10 – Programa de obras e infraestrutura física das escolas: Garantia de condições de acessibilidade em 50% das escolas, para atender a demanda dos alunos com deficiência; construção de 74 novas unidades, reforma e ampliação de 77 escolas (417 salas de aula); extinção das salas com padrão Nakamura; recuperação e cobertura de quadras de esportes; implantação de circuito interno de TV para melhorar a segurança em escolas da Grande São Paulo; 100% das escolas com laboratórios de informática e de ciência; 100% das salas dos professores com computadores, impressoras e ambiente de multimídia; atualização e informatização do acervo de todas as bibliotecas das 5.300 escolas.

 

Compartilhe

1 comentário em “SP faz lição de casa pela Educação”

  1. Luciano Araujo

    O seminário Desafios e Propostas para a Construção de Cidades Sustentáveis foi encerrado no início da noite com a presença de algumas das principais lideranças do PSDB, entre elas o governador de São Paulo, José Serra, o ex-governador Geraldo Alckmin, além do líder do PSDB na Câmara, Antonio Carlos Pannunzio. Esse foi o quinto seminário preparatório para o III Congresso do partido, que deve ocorrer em novembro em data a ser definida.
    Inclusão Social com fim de núcleos (bolsões) e uma logistica voltada ao urbanismo. Capitalismo como diria Tarso ser a morte do BR.Portanto reciclar as construções mais altas ser o caminho de uma Praia Grande e bela que nosso país sempre tem muito. Nosso litoral ser um continente de oportunidades para a nação.LU.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *