Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Foi-se o “superporto” de Peruíbe !

Quando o presidente Lula culpou o cassino global pela crise nos mercados, qualquer cidadão antenado com as últimas notícias dos Estados Unidos e o terremoto das bolsas de valores ficaria curioso com a insistência no maior movimento especulatório do litoral paulista: o Porto Brasil de Peruíbe. Produto virtual, como o second life, o grande empreendimento de R$ 4 bilhões, que criaria mais de 12 mil empregos, foi tragado pela crise mundial, embora a sua gestação fosse das mais polêmicas. A LLX decretou a suspensão da idéia, porque a confiabilidade no seu lastro de ações, que vinha caindo sucessivamente, despencou 25,92% na sexta-feira (3 de outubro) e não justificou a sua marcha-ré culpando a impugnação do candidato a prefeito do PSB, Gilson Bargieri, muito menos as dificuldades até agora insuperáveis em torno da propriedade da terra com a Funai e as necessárias autorizações ambientais com o Ibama.

A partir de agora, imagino que os debates regionais e virtuais cairão na real, porque o superporto Porcina (história que se assemelha aquela personagem que foi sem nunca ter sido), não deve provocar o lamento por não ter acontecido, mas porque uma parte significativa de pessoas e de suas lideranças acreditou muito nessa história de redenção econômica de Peruíbe e das demais cidades do Litoral Sul, com esse salto de investimentos como nunca antes na história deste país.

O recuo estratégico da LLX foi divulgado na coluna "Direto da Fonte" de Sônia Racy, no jornal "O Estado de São Paulo" (sexta-feira, 3 de outubro) e pelo jornal "A Tribuna de Santos", nessa mesma data, ao revelar que a empresa do mega-rico Eike Batista havia interrompido os trabalhos para a implantação do Porto Brasil, enfatizando que as obras do seu showroom estavam paralisadas e abandonadas há quatro meses.

Pois é, como no meu primeiro comentário, ano passado, real mesmo apenas um showroom inacabado ou uma construção no condomínio second life com avatares de brinquedo. Não há motivo para chorar o leite derramado, porque esse leite jamais existiu de verdade. Nem sobrará razões para identificar o turma do não, como se valesse comparar essa iniciativa com o Park da Xuxa, em Itanhaém, há poucos anos. Não deu certo porque essa história se resumia, como estamos confirmando, a um novo surto especulatório.

Desta vez, Lula fez um discurso para uma coisa e sem querer, talvez, tocou fundo no comportamento da ganância de alguns fundos brasileiros de investimentos que jogam com títulos de risco e começam a acumular prejuízos. Ou seja, atirou no que viu e acertou no que não viu. "E nós não aceitaremos que joguem nas nossas costas os prejuízos de um jogo [do qual] não participamos”, reflete o atual presidente da República.

O superporto Brasil existiu até agora, como a petroleira OGX, do mesmo empresário, com quase 10% do valor de mercado da Petrobrás sem nunca ter produzido sequer um barril de petróleo.  No ano passado, a OGX foi destaque no leilão da Agência Nacional de Petróleo – ANP, arrematando 12 blocos por R$ 1,4 bilhão e logo depois vendeu parte da companhia para o fundo canadense Ontario Teachers. Não é evidente a compreensão de que esse porto em Peruíbe poderia ter sido em Mongaguá, Cananéia, Caraguatatuba, no orkut, num sítio qualquer da Internet ? Despertar é preciso, porque esse sonho foi-se !

Compartilhe

8 comentários em “Foi-se o “superporto” de Peruíbe !”

  1. Solange Pimentel

    Querido Raul, não sobrou nada para eu postar pois que você já disse tudo, tudo e mais alguma coisa. Para dinheiro virtual, um super porto virtual. Ainda bem que não deu tempo de uma depredação ambiental,abandono da obra e prejuízo em nossos bolsos, esses sim bem reais. Enfim, “Deus é Pai, amém”. Bom final de domingo.

  2. Caro Raul: O saldo que nos restou, foi uma expectativa gerada nos incautos, que criou grande frustração entre os jovens que acreditaram nessa história, ou seria estória? Sem querer ser da turma do "eu já sabia" depois do acontecido, eu alertei para a falta de consistência nas informações, na primeira vez que opinei no seu blog sobre o porto "second life". Faltava explicar como seria a "outorga" da União para a concessão do Porto, sobre o licenciamento ambiental, sobre a propriedade do retro Porto, etc… Mas é isso aí.. Não adianta dizer que não deu certo, pois o Porto jamais existiu… só um Plano de Intenções sequer iniciadas..

  3. Caro amigo Raul.
    Nao possuo bola de cristal, mas quando a notícia veio a mim através do seu blog, e voce pode pesquisar, que eu não querendo ser pessimista, muito pelo contrário, pois não pertenço ao grupo do “NÃO”, disse mais ou menos que não passaria de mais uma falácia do Presidente Lula, orquestrada pelos seus correlegionários de plantão ( os puxa-sacos).
    Portanto não fiquei surpreso, só o fiquei no sentido de que dessa vez não esperaram o término das eleições, como é de praxe.
    Vamos torcer para que o tal bum do gás e petróleo da Bacias de Santos, não seje mais uma previsão de cabeça nas nuvens, desse presidente falastrão e seus p.s. de plantão!
    Abs.

  4. Se há algum tempo teríamos a Petrobras. Depois, o Porto Brasil. Mais recentemente… As ZPEs.
    Que venha a NASA com a maior Base de lançamento de foguetes do Mundo.

  5. ???…
    ué… pra quem queria ser o mais RICO do mundo, diz ter uma fortuna de “BILHÕES de dolares”, tá c/ DESCULPAS contraditórias não acham???…

  6. PERGUNTO… e o lá do Rio, o Porto-Açú, será que irá parar as obras ou irá tb vender, quem sabe… até ao governo???…

  7. O Sérgio Guerreiro, que apesar de sua pouca idade, é o cara mais experiente e qualificado nessas “histórias” de nossa Peruíbe, disse tudo. Agora resta-nos saber como ficam os devaneios e “viagens” de nossos dirigentes e de entidades que embarcaram (sem trocadilho)nessa brincadeira e se esquecem de governar e estruturar a cidade para um crescimento real e sustentável.

  8. AOS DEFENSORES DO “PROGRESSO” DESTRUIDOR A QQ PREÇO:
    Eike diz ter cansado e desiste do “PORTO BRASIL” em Peruibe…, pensaram que iriam encontrar a mesma MOLEZINHA que encontrou lá no Rio(Minc), onde cujas maiores preocupações dos Cariocas, em sua MAIORIA(não totalidade!), estão voltadas à sua Escola de Samba e seu Clube de Futebol, incluindo tb nesta fatia da maioria, os que são voltadas ao crime, prostituição, drogas…, o restante não opinam e somente deixam a cargo das “Autoridades Políticas”!…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *