Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

São Paulo vence com Kassab !

Com 60,72% dos votos, Gilberto Kassab venceu uma das disputas mais importantes deste ano. Ele manteve a conquista da Prefeitura de São Paulo, que desde 2004 é gerida pela aliança PSDB-DEM sob o comando do governador José Serra. Ficou ainda mais clara a posição dos paulistanos contra o jeito de ser petista, independentemente da popularidade de Lula e do baixo nível imposto à campanha municipal pela candidatura de Marta. Esse resultado também pode ser interpretado como um indicador político de São Paulo para 2010, porque a vitória com Kassab é repartida entre PSDB, DEM, PMDB, PPS, PTB e PV, e isso significa bastante para a musculatura de um projeto nacional.

Os analistas de plantão vão simplificar o sucesso eleitoral de Kassab, obviamente  remetendo para possíveis disputas internas do PSDB, entre Serra e Aécio Neves, que também colecionou vitórias importantes em Minas Gerais. Por isso vou recorrer à opinião de Renato Lessa, cientista político do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (Iuperj), em entrevista ao jornal "Valor Econômico", de que o PSDB se consolida, a partir das eleições de 2008, como o principal partido de oposição, e que todos os esforços devem se concentrar na somatória de modelos de gestão bem sucedidos.

Paulistas e mineiros bem sabem o quê é isso. Imaginem, então, uma chapa presidencial-pura Serra-Aécio e composições Brasil afora para os governos estaduais, Congresso Nacional e assembléias legislativas. Lessa sustenta que o pragmatismo despolitiza as campanhas, mas neste momento é fundamental reagrupar lideranças políticas regionais, para um projeto de país. Dispersar, jamais…

Compartilhe

20 comentários em “São Paulo vence com Kassab !”

  1. Concordo!!! Marta seria pessima Prefeita, para a maior cidade do pais. E tem mais: na minha opinião, ela já teve a chance de se tornar estrela. Mandou todo mundo relachar e gozar… O povo não esquece… O politico esquece, o povo, nunca…

  2. Plínio Melo

    Opppssss! pensei que o Serra tinha sido derrotado no primeiro turno.

    Seguindo seu raciocínio podemos afirmar que o maior vencedor foi o impoluto Orestes Quércia que elegeu a vice-prefeita. Continuando, podemos afirmar que Serra ressuscitou Orestes?

  3. li algo sobre a possibilidade do PSDB(Serra) apoiar o Afif para governador…
    teria fundamento essa noticia?

  4. alvaro gonzalez

    Plínio Melo, o Serra, não só ressuscitou o Quércia, como foi ele o criador da cobra dos “Demo” em São Paulo (até então o Dem ex-PFL e Arena estava sepultado). O pior deu asas p/ cobra. O texto acima diz que “ficou ainda mais clara a posição dos paulistanos contra o jeito de ser petista”. Eles foram p/ o 2º turno, o PSDB nem isso conseguiu. Mais um detalhe, a foto acima me dá náuseas.

  5. O PSDB naceu por oposição ao governo Quercia, que ontem estava ao lado do Kassab festejando a sua vitória.Faço a mesma pergunta do Plinio Melo em seu comentario logo aí em cima…Será que Serra ressucitou Quercia? se fôr fato, Montoro e Covas e outros fundadores do PSDB já passados, deverão estar revirando no túmulo

  6. O problema não é ser petista e sim para população e prometer e cumprir a cidade está um caus no transito , as Ceis conveniadas que só visão dinheiro e não educação de qualidade , moradia nem falam mais sobre este assunto isto significa não tem prioridade,iluminação pública virou o apagão, vamos ver São Paulo como irá ficar? pois emprego não tem, a violência aumenta dia a dia e as autoridades bricam com a população.

  7. Difícil entender onde eles encontram tanta cara de pau. O Serra com o Kassab… o que diria Mario Covas?!?

  8. Gente: melhor Kassab que Marta. Pode parecer incrível, mas o Kassab não politizou áreas essenciais como saúde e educação, trabalhou com profissionais e equipe dos próprios quadros. Afirmo isso porque acompanhei de perto essa gestão. A Marta, ao contrário, redimindo o Governo da Erundina (onde o PT não permitiu acordos políticos), politizou ao extremo e cada vereador passou a controlar uma área específica totalmente: deu no que deu. Sobre o PMDB a pergunta é: Por que o partido não acabou ou acaba, se o Quércia estava morto? Por que a população continua a votar no partido que hoje é essencialmente feudal (cada estado tem um líder e todos os líderes não se acertam ou concordam)? Por certo que Montoro, Covas e outros, estão se virando no túmulo, mas como explicar a pergunta anterior? Novamente me vejo diante de governos parlamentaristas, ainda que num regime presidencialistas: no plano federal, PT, PMDB, PSB, PR etc; nos planos estaduais, ora é PSDB e PMDB, ora PSDB e PPS etc; no plano dos municípios a salada é muito maior… Parece que os nossos conceitos devem ser revistos. Quanto ao Kassab, vejam o Estadão de hoje e a demonstração de simplicidade do Prefeito reeleito ao visitar sua antiga escola e cumprimentar os seus funcionários…; a Marta fez ou faz isso? abraços Sérgio

  9. Luiz Mizukami

    “Derrotada pela segunda vez consecutiva na eleição para a Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy (PT) não voltará para o Ministério do Turismo, mas seu grupo político vai lutar para encaixá-la em outro cargo, já que ela não pode desaparecer da cena política até 2010. Motivo: ninguém no PT duvida de que Marta estará na lista dos que pretendem concorrer à sucessão do governador José Serra (PSDB), daqui a dois anos.” Estadão

    Alguém tem coragem de dizer que nosso país é sério?

  10. Sérgio Guerreiro

    O Serra mostrou sua força! Estamos com ele! Os petistas continuam no “pais das maravilhjas”. Quando a Marta teve o apoio do Quércia servia. Agora não pode. Pra Marta pode!?
    Quando o Maluf apoiou a Marta podia. Agora não pode!?

  11. Raul,

    A derrota do PT em São Paulo deve ser dividida com o presidente Lula. Sua popularidade não representou votos nas urnas, e Marta perdeu outra vez.

    Acredito que após este revés São Paulo se livrará de Marta e afastará o jeito petista de fazer política.

    Um forte abraço!

  12. A política dá voltas… O Serra apoiar o Kassab é uma das voltas positivas… Triste seria o Serra apoiar a Marta… O Serra merece o apoio dos paulistanos e, em breve, o apoio da Nação !
    Essa história da Marta dizer que sofre preconceito.. Ela sofre as reações de sua arrogância e, mais ainda, da forma pela qual ela afastou-se quando de seu último mandato como prefeita ! ABandonou a cidade, sem a menor cerimônia !

  13. MANOEL PERES ESTEVES

    RAUL

    NÃO É BEM ASSIM !!! O PT COM MARTA TEVE 37% DO ELEITORADO .

    FICOU CLARO O POSICIONAMENTO DA GRANDE MÍDIA PRÓ – KASSAB ( FOLHA , ESTADÃO E VEJA ) . A MARTA NÃO É AQUELA ” PÉROLA ” DE SIMPATIA E POPULARIDADE . É UMA MULHER ORIUNDA DA GEMA DA ELITE PAULISTANA . CONCEITUADOS ANALISTAS POLÍTICOS AFIRMAM , QUE UM DOS ERROS DELA FOI , QUANDO GOVERNOU , TER FEITO PARA OS MAIS RICOS E OS MAIS POBRES , E VIRADO AS COSTAS PARA A GRANDE E MACIÇA CLASSE MÉDIA ( DESDE A ALTA ATÉ A BAIXA ), E DAÍ VEIO A VOTAÇÃO DO CANDIDATO DEMOCRATA – PFL . ADEMAIS , KASSAB TOMOU ALGUMAS ATITUDES POSITIVAS NA SUA GESTÃO ,E OFERTOU BOM MARKETING DISTO , APENAS ESQUECEU DE COLAR OS FEITOS COM A SUA IMAGEM , E ISTO FOI PERCEBIDO NAS VÉSPERAS DA ELEIÇÃO , QUANDO TINHA 6% DO ELEITORADO . AÍ É QUE A COORDENAÇÃO D E CAMPANHA DELE FOI UM TREMENDO SUCESSO . TENHO QUE DAR PARABÉNS AO GUILHERME AFIF DOMINGOS ( EX – MALUFISTA , QUE LARGOU O PADRINHO EM BOA HORA , E AGORA SUPREENDE COM SUA MAESTRIA POLÍTICA , QUE JÁ DEMONSTROU QUANDO CANDIDATO À SENADOR ) . A MARTA E O PT NO SEGUNDO TURNO FIZERAM DESASTRES DE MARKETING , PRINCIPALMENTE NA TENTATIVA DE INSINUAÇÃO D E HOMOSSEXUALISMO DO KASSAB , NÃO VEJO QUE ESTA CONDIÇÃO SEXUAL POSSA INTERFERIR NO GOVERNO . FICOU CONTRADITÓRIA PARA ELA , QUE FOI A PIONEIRA NA MÍDIA , NA DEFESA DOS INTERESSES E ANESIOS DE INCLUSÃO SOCIAL DAS MINORIAS QUE POSSUEM UMA PREFERENCIA SEXUAL , QUE PENSO SER DUMA MINORIA . TALVEZ , RAUL , EM DETREMINADOS LUGARES SÃO MAIORIA ABSOLUTA , MAS FOI RIDÍCULO FAZER ALGO , QUE ELA FOI UMA DAS PRIMEIRAS VOZES A CRITICAR , COM CORAGEM E SOFRENDO TODO O TIPO DE PRECONCEITO . CONSIDERO , RAUL , QUE NO SEIO TUCANO , O AÉCIO NEVES É A MELHOR OPÇÃO , POIS SUA CANDIATURA POSSUIRIA UMA EXPRESSÃO E DILEUIÇÃO NACIONAL , E PELA MAIOR HABILIDADE MINEIRA, QUEM SABE , D E UNIR DE DDIREITO E DE FATO , GREGOS E TROIANOS . RAUL , GOSTARIA DE SER MINEIRO !!!

    MANOEL PERES ESTEVES

    CANANÉIA – SP

  14. Orlando Moreno

    Caros Tucanos

    Comemorar o quê? O PSDB ficou a margem da disputa com o Geraldo enquanto o outro “PSDB do B de SP” elegeu um ex-malufista que se não me engano foi secretario do Pita e com o apoio do Quércia e do Afif? E ainda por cima estamos pensando em um projeto nacional? Que caiam as bolsas antes que estes aí nos tomem de assalto as nossas…

  15. Raul,
    O PSDB não ganhou as eleições em São Paulo, somente o Serra e seu grupo podem comemorar a vitória do Kassab Maluf Pita.
    Critiquei, neste espaço, a forma do Aécio fazer política de aliança com o PT.
    Não consigo ver a diferença de fazer política entre o Serra e o Aécio, ambos jogam pra ganhar, não importa o acordo e com quem os faz.
    Portanto Raul, acho que ficaria menos ruim para a imagem dos Tucanos, se nas próximas eleições, os dois se lançassem com candidatura puro sangue.
    Não sei se reria uma bôa para o povo brasileiro, mais pelo menos elimiaria os chupins do poder pelo poder, os PMDM e DEM, e outros tantos que só servem para negociar cargos em troca de alianças fajutas
    É isso!

  16. fausto ivan

    Dadas as premissas do tabuleiro político Serra é um grande mestre do xadrês, mas é preciso reorganizar e promover um melhoramento em nossa política partidária. A situação ocorrida em SP, com a participação de Alckmin no primeiro turno deitou mais desencanto no seio dos militantes, que de há muito estão órfãos de entusiasmo político. Ora bolas, como querer a participação dos jovens que irão conduzir nossos destinos no futuro se só o pragmatismo da esdrúxula legislação é o que conta? A elaboração da reforma há de contemplar e atrelar ideologia e regras ou continuaremos num processo cupulista de luta pelo poder. A militância tem que sentir principios, valores e méritos na condução dos partidos. Sem me alongar pois o tema é extenso, peço caro Raul que você escreva sobre o assunto. Abraço a todos.

  17. Parabéns ao povo de São Paulo que soube ser grato ao trabalho formidável do governo Serra/Kassab. Até mesmo quem não é tucano reconheceu o seu sucesso.
    Espero, sinceramente, que idéias fixas, radicais e ultrapassadas, cegas pela falta de habilidade de lidar com as diferenças, não comprometam as eleições de 2010 e entreguem o governo novamente para o PT. Basta!
    Já chega o preconceito dos petistas contra o DEM, que julgam e condenam por ser partido de nordestinos (comentário da Marta no debate).
    Qual é o problema? Não é esse o discurso que eles usam para comover os trouxas? Eu também sou de família de nordestinos, mas não é por isso que eu vou aceitar o papel de vítima imprestável.
    É preciso ter cuidado com conceitos e preconceitos.
    Por outro lado, aliança com mensaleiros, aloprados, político “duas caras”, aí sim seria um golpe contra a população consciente.
    Aliás, até a candidata Marta confirmou a minha tese. “Somente os miseráveis gostam dos petistas” (esqueceu-se de citar os oportunistas), pois, quando o cidadão tem ou adquire o mínimo de esclarecimento, logo enxerga suas más intenções, principalmente quando se aproveita das desgraças dos outros para conquistar o poder.

  18. Peço licença para tecer alguns comentários sobre o que eu tenho assimilado das verdades e mentiras divulgadas pela imprensa.

    Tudo é questão de tempo.
    Essa é uma palavra mágica, pois o tempo de Deus é diferente dos humanos.
    Para quem não crê, por favor, analise minhas palavras antes de julgar.

    Se o atual presidente tivesse sido eleito antes do Fernando Henrique, a população brasileira passaria os anos de seu governo mergulhada na miséria e o país já estaria destruído, sem chance de se reerguer.
    Sim, porque se tivéssemos problemas de crise internacional e estagnação da economia mundial, como ocorreu na época de Fernando Henrique, com uma oposição violenta e determinada a “destruir os inimigos”, como diz o Luis Inácio, talvez o país não resistisse e já estaríamos arruinados.
    Fernando Henrique foi valente, reagiu, encontrou saídas e o povo só tomava conhecimento da existência de problemas mais sérios, não porque as crises atingissem diretamente a população, mas porque o Luis Inácio passou o tempo todo tentando destruir o Fernando Henrique, tornando-se um problema a mais, além dos já existentes. O Fernando Henrique se virou com sua equipe, apesar dos golpes violentos da oposição da época, isto é, Lula e PT.
    Deus teve piedade desse povo ignorante e desinformado, por isso estabeleceu-se no mundo uma onda de desenvolvimento que carrega o Brasil no colo.
    É algo parecido com aquele texto “Pegadas na areia”. Pois, no momento em que o país ficou abandonado à sorte, resultado de uma brincadeira nas urnas, quando o eleitor decide experimentar o sempre candidato, o eterno derrotado, “Coitado, vamos votar nele para ver o que acontece”, somente um milagre poderia justificar como que um país tem conseguido andar sozinho.
    Pois é, nesse momento em que alguém declara “não preciso fazer nada porque o povo me ama”, e apenas monta uma equipe para dar continuidade ao governo anterior, como Plano Real e Bolsa- Escola, e convida um tucano para presidir o Banco Central, Deus carrega a nossa população no colo para que sobreviva sem muito sofrimento, resultado de um governo que vive nos palanques, enquanto larga a nação no piloto automático.
    Será que chegou o momento do verdadeiro teste? Será que agora saberemos se uma pessoa sem cultura e que pouco trabalhou consegue resolver problemas concretos?
    Sozinho ele não está. Apesar de estar sempre aos berros, demonstrando desespero, todos os profissionais da área econômica e os políticos da oposição têm se apresentado para oferecer apoio e colaboração.
    Se aprendeu alguma coisa nesse tempo em que está no exercício do cargo mais importante do país, talvez consiga chegar ao final de seu mandato sem fazer muito estrago,afinal falta tão pouco. Até parece que Deus segurou o quanto pôde qualquer reviravolta na economia mundial para que seus filhos passassem por um período muito curto de atribulação, o suficiente para enxergar a verdade que pode ser “Vamos continuar como está porque só isso está bom” ou “Está tudo muito ruim, mas falta pouco para que possamos mudar tudo e eleger alguém que “sabe” o que faz”.
    Só o tempo dirá.

  19. Dorô,
    Parabéns pelo brilhante texto. No sentido cristão nos leva a refletir os designos de DEUS. A jovem democracia Brasileira, a despeito do crescimento do eleitorado enfrenta o enfraquecimento dos partidos políticos, o que abre espaço para a desqualificação do voto e consequentemente para aventuras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *