Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

2010 sem demagogia !

Houve uma recomposição do tabuleiro de xadrez político após o conhecimento geral dos resultados das eleições municipais deste ano. Mas toda vez que se fala sobre 2010 a preocupação menor é com a eleição de postes ou com o próprio PT. Resta saber qual a estratégia para superar o lulismo, porque apesar do sucesso público desse modelo não acredito que o povo brasileiro queira outro presidente da República popular, assistencialista e demagogo. Analistas de plantão acham que essa é uma opção de voto ideológico num momento em que, contrariamente a essa tendência, a confiança e a avaliação do desempenho político dos governantes foi mais considerada na disputa deste ano. Sem falar na crise econômica, que a meu ver vai balizar o cenário futuro.

Sempre fui adversário daqueles que defendiam e mantém o pensamento do quanto pior melhor. O presidente Lula e os seus lulopetistas insistem nessa idéia, criando um falso clima de otimismo e acusando a oposição de formar uma torcida favorável a que a gravidade da crise econômica chegue ao nosso País. Ninguém esquece das primeiras manifestações do presidente, quando jornalistas pediam a sua opinião sobre a crise e que ele mandava dirigir essa pergunta ao presidente dos EUA, George Bush.

Na avaliação do presidente FHC, em artigo publicado hoje no jornal "O Estado de São Paulo", ele diz que as oposições devem aumentar as suas esperanças com vistas a 2010, porque houve uma desconexão entre as eleições municipais e as perspectivas nacionais. Os resultados das últimas disputas, principalmente nas capitais e grandes cidades, mostraram que o governo Lula não foi derrotado, mas politicamente enfraquecido, porque na contramão dos seus discursos fáceis há uma "sensação ainda não muito nítida, mas presente, de que nem tudo vai tão bem no País".

Quem acompanha a disputa americana, entre Barack Obama e John McCain, percebe que a crise recheia os debates e pode definir o resultado, na medida em que há muita expectativa sobre a candidatura que ofereça as melhores alternativas para enfrentar e superar a crise instalada. No Brasil não é diferente. Por isso é fundamental conhecer e acompanhar o posicionamento dos possíveis presidenciáveis – Dilma Roussef, José Serra/Aécio Neves, Heloísa Helena e Ciro Gomes -, na forma da condução das suas experiências políticas e administrativas, no entendimento de governo e oposição, e das razões e saídas para uma crise que não é de Bush, porque numa economia globalizada afeta todos nós. Que tal ?

Compartilhe

11 comentários em “2010 sem demagogia !”

  1. Raul: realmente o quadro político está em mudança. Importante porém lembrarmos que as eleições foram a nível local, onde os governadores e prefeitos atuais possuem um poder muito maior que o do Presidente (apesar de seus 70% de aprovação). As questões para o futuro são: quanto de sua aprovação, o Presidente atual conseguirá transferir para o candidato da situação?; onde estará o PMDB (que se mantém como o fiel da balança)?; se os programas sociais do Governo manterão sua vitalidade até 2010, seja em valores individuais pagos, seja em expectativa de melhoria de vida (isto também frente a crise econômica mundial)?; se o candidato da situação terá uma condição de unanimidade (do Presidente e do principal partido de sua sustentação)?. No mais, resta aguardarmos (pois até Cuba e Venezuela estão com problemas).

  2. Raul,
    Eu não consigo enxergar ideologia nenhuma nas opções de voto de nossa população, nem dificuldade para derrotar o lulismo, é só mostrar a verdade e ter a “coragem” que teve o Kassab de desmistificar a propaganda mentirosa.
    Sinceramente, é isso que a população consciente quer, a não ser que vocês não se importem com a opinião da maioria da população que vota nulo, em branco ou contra o Lula.
    Aliás, o eterno derrotado só conseguiu ser eleito quando o marketing o transformou em “celebridade”, no estilo “big brother”, e esse movimento de culto ao vazio já está passando.
    Quem quer entregar metade de um ano de trabalho em troca de piadinhas de mau gosto?
    Temos que aprender a levar o país a sério.
    Como podemos confiar que alguém que nunca sabe de nada vai conseguir cuidar dessa crise?
    Por isso, precisamos de alguém que saiba o que fazer nos bons e maus momentos.

  3. Sinceramente, eu acho que a crise, se chegar ao Brasil, é problema do Luis Inácio, pois ele foi eleito para isso.
    Já que ele afirma que é só uma marolinha, então, que seja tratada assim, a responsabilidade é dele.
    Assim como ele reconhece que o Brasil poderá sentir os efeitos das crises dos outros, da qual não temos culpa, deveria também ser esclarecido que o Brasil também avançou alguma coisa por causa do sucesso dos outros até então.
    Eu peço licença para anexar uma matéria do “Estado de São Paulo”:

    Renda dos mais pobres cresce abaixo da média da população

    Pesquisa mostra reviravolta no êxito dos programas sociais do governo a partir de 2004
    De Fernando Dantas:
    No momento em que a crise internacional ameaça diversos avanços econômicos do governo Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente deve enfrentar também uma séria ameaça a umas das suas principais conquistas sociais: a queda acelerada da miséria, que ocorre desde o início da década.
    Recente pesquisa do economista Ricardo Paes de Barros, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mostra que a situação dos 5% mais pobres passou por uma reviravolta nos períodos de 2001 a 2004 e de 2004 a 2007. Esse grupo corresponde à metade inferior dos 10% dos brasileiros que são considerados extremamente pobres.
    Enquanto no primeiro período a fatia dos 5% mais pobres foi a que teve o maior aumento de renda, a partir de 2004 esse crescimento ficou abaixo da média da população. O pior, porém, é que a situação pode estar se agravando: em 2007, a renda daquele grupo caiu 13%, enquanto a da população como um todo subiu 3,7%.

  4. SERÁ QUE O LULA COLOCOU SUAS BARBAS DE MOLHO(FOTO)???
    HEHEHEHEHEH…

  5. Pessoal, me desculpem, mas não vejo nome que possa enfrentar a maquina do pt, para 2010! Muitas das alianças, que foram feitas nestes 8 anos, de mandato de Lula, prejudicaram os partidos aliados. Não vejo Serra, com poder de fogo, pra enfrentar o PT, e leva a presidencia. Desculpem, mas acho que não vejo. Aecio, teria maior chance do que Serra! E acho que o PSDB vai acabar fazendo isso mesmo: jogar Aecio na disputa. Não consigo visualizar Serra, como Presidente do Brasil.
    Alias, para sermos honesto, teriamos que aceitar o fato de que nacionalmente, não possuimos mais um nome a altura do cargo presidencial. As antigas estrelas politicas do Brasil, ou morreram, ou se alto apagaram!!! Pode ate acontecer de Lula não fazer seu sucessor, mas é um risco imenso disto vir a acontecer e por erros cometidos por todos. Sabe, a juventude de hoje, ou num se interessa como antigamente, ou esta amortecida! Não vejo o nascer de novas lideranças nacionais, como havia antigamente.
    A Une não fabrica mais lideres nacionais…. Alias, onde anda a União Nacional dos Estudantes? No antigamente, ela participava mais, num acham não? Cade suas lideranças?
    O Brasil de hoje, longe esta do nosso tempo!!!!
    Politica de hoje, não é mais como no nosso tempo….
    Mas uma coisa ainda continua a ser iqual: Sem liderança nacional, sem nome forte, nacionalmente, partido nenhum, ganha a presidencia.

  6. Raul,
    Com todos os partidos enfraquecidos, sem conteúdo e “donos- quem manda no partido sãos os que tem mandato” , não vejo voto ideológico no Brasil, há muito tempo.Hoje vale o pragmatismo, a conveniência. Com toda esta fragilidade, há o risco dos eleitores buscarem aventureiros. Alguns estão à espreita.Quanto a eleger poste, lembrem-se de que o Quercia, com muita competencia elegeu o Fleury. Portanto, não subestimem o LULA, nem a máquina do governo. Partidos enfraquecidos são caldo de cultura para aventuras.

  7. Raul, fala p o Wilsinho que se ele quer ser escritor ele tem q escrever!!! E bem…

    quanto a 2010, quem viver verá. E o PMDB, vai para qual lado?

    O prefeito do Aécio falou q a aliança dele é de centro esquerda e a aliança do Serra-Kassab seria de centro direita…

    vamos esperar…

  8. Ao ANACOLUTO CULTURAL:

    Quer saber por onde anda a UNE?

    Procure num dos bolsos do Lulla.

    É lá que está a UNE, os sindicatos e todas as outras entidades “sem fins lucrativos”.

  9. Raul, não podemos substimar nossos adversários políticos.
    Não podemos esquecer que quando do escândalo do mensalão, a oposição tentou derrotar o Lula em bamho-maria.
    Até o Fernando Henrique foi interpelado por ele e convenceu os partidos de oposição de não entrarem com o pedido impetchman e ai deu Lula lá outra vez.
    2010, tá se desenhando mais para o Aécio e o Serra que trate de resolver as questões pontuais de seu governo, como por exemplo, a greve da polícia civil.
    Sinceramente fico me perguntando o que pensam os políticos com mandato sobre Ideologia, acho que pensam que é o mesmo que dinheiro em seus bolsos.Pois o que mais assistimos na política é DEMAGOGIA, ~partidos que não dão oportunidades a criação de novas liderânças, pois são sempre os mesmos fundadores e criadores de partidos que estão sempre amparados, e quando alguns morrem o partido vai ficando sem fôrça política.
    Abaixo os proprietários de partidos.
    Abaixo a tanta demagogia!
    Abaixo o Senado .
    Abaixo os corruptos.
    Salvem o Brasil, para que seus filhos usufluem das riquesas do nosso País, e não só os políticos.
    Amém!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *