Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

PSDB apóia PT na presidência do Senado !

Alguns sites e blogs avaliaram como surpreendente a decisão do PSDB apoiar a candidatura de Tião Viana (PT-AC) para a presidência do Senado. Aproveitei e lí os comentários dos leitores, em grande parte endossando o caráter da novidade da notícia e da possível ligação desse movimento tucano com um acordo de interesses inconfessáveis. Longe disso! Também encontrei posts cumprimentando o comportamento altruísta do partido dos tucanos, enfatizando que a indicação mostra o reconhecimento do partido pela necessidade da direção do Senado ficar em mãos que representam mudanças, justamente porque José Sarney é mais identificado com a linha do PMDB fisiológico e reacionário.

Nessa disputa, tanto da presidência da Câmara dos Deputados como do Senado Federal, sempre emergem considerações sobre a correlação de forças na composição de alianças partidárias para a disputa presidencial de 2010. Já interpretei assim, quando prevalecia o imediatismo nas minhas reflexões. Mas, com o espírito de corpo que sobressai no Congresso Nacional está cada vez mais claro que uma coisa é uma coisa e outra é simplesmente outra.

Os votos dos parlamentares preocupam numa agenda de governabilidade. Entendo que a direção dessas mesas de congressistas passam longe do foco definidor do melhor caminho a seguir para a presidência da República. Vale, a meu ver, a história e os compromissos políticos dos protagonistas envolvidos nessa disputa. Conheci Tião Viana, quando seu irmão, Jorge Viana. elegeu-se governador do Acre numa coligação que unia PT e PSDB e se relacionava com o governo Fernando Henrique Cardoso em 1999. Não posso deixar de citar que sabia do respeito que Ruth Cardoso nutria pelo seu trabalho naquele governo e pela capacidade de priorizar o que era essencial para os seus conterrâneos.

O presidente Fernando Henrique, a exemplo da conduta do PSDB onde governa, atendia o Acre por intermédio de Jorge Viana, sem a discriminação que na maioria das vezes caracteriza os gestos e ações de governantes que tentam passar para a sociedade a justificativa que erros de comportamento político são justificados por causa de preferências partidárias.

Nessas horas, quando você tem o poder de decisão, é fundamenal considerar qual a melhor opção para ocupar e desempenhar a função. Faço política elegendo o interesse público acima das contradições partidárias. Muitas vezes não sou compreendido por isso, até porque minhas posições são transparentes e conhecidas. O PSDB, conforme o seu líder Arthur Virgílio, justificou que Tião Viana é a opção mais adequada para presidir o Legislativo.

Sobrarão posições favoráveis e contra. Isso é da democracia. Faz parte do jogo. No entanto é fundamental entender que algumas contradições aparentes terão consequência quando o Poder Legislativo for realmente valorizado e respeitado pela sociedade. Estamos distantes do momento dos votos desse colégio eleitoral, mas é evidente que a escolha de Tião Viana mantem o equilíbrio de forças necessárias para a consagração da democracia no país.

Por esse equilíbrio e para não emperrar mais as decisões que dependem do Congresso, se fosse habilitado a votar em Brasília, neste final de semana, minha escolha recairia em Michel Temer (PMDB-SP) para a presidência da Câmara e em Tião Viana (PT-AC) para a direção do Senado.

Respeito, antecipadamente, a sua posição sobre este tema !

Compartilhe

36 comentários em “PSDB apóia PT na presidência do Senado !”

  1. Não fico sdupreeso com a atitude tucana…
    Vai me supreender, sim, se voce, Raul, puder afirmar, de pe junto, que não teve um Quanto Levamos Nisso, nesta atitude Tucana!
    Agora, se teve, nada me supreende neste país mais, meu amigo!

  2. Paulão/Jabaquara

    Caro Raul,

    Eu me lembro quando o Brasil conheceu a profissão de fiscal do sarney, o plano cruzado, o cruzado novo, nós ficamos encruzilhados, o boi sumiu do pastos, os prudutos de primeira nescessidades sumiram das parteleiras dos supermercados, o agil se tornou rotina para se comprar qualquer coisa, a sociedade brasileira ja deu um basta a isso a muito tempo, um senador que precisou mudar de estado para continuar se reelegendo em um colegio eleitoral que esta longe de haver disputas a onde quem manda é essa oligarquia sarney. Eu sou favoravel a esta decisão da bancada do PSDB no senado

  3. Eduardo Marinho

    Caro Raul,

    Espero realmente que o PSDB apoie Tião Viana, pois é uma das únicas pessoas do PT pela qual creio haver decência e espírito público. Bom lembrar que respondeu ao contento as 13 exigências feitas pelos tucanos , tendo respondido a todas , agradando ao partido.

    Quanto a Sarney…não deixa de ser um grave problema, pois querendo ou não , faz parte do futuro governo , pois é , como grande parte do partido PMDB , daqueles que desde o fim da ditadura militar partícipe do governo Federal.

    Eu honestamente apoio Viana , mas poderemos ter problemas no futuro (2010) com o PMDB , que como eu disse acima, fará sim parte do futuro governo, mas de qual lado estará na campanha??????

    Cordialmente

    Eduardo Marinho

  4. Eduardo Marinho

    Complementando,,,

    O PMDB possui várias facções, o PSDB já declarou apoio à Temer na câmara, Serra fez acordos em sampa com Quércia (argh), Será preciso mesmo agora agradar também a ala de José Sarney?????

    Saudações tucanas

    Eduardo Marinho

  5. Parabéns pela decisão difícil, mas sensata.
    Como afirmou o digno senador Jarbas Vasconcelos, a candidatura do Sarney é uma invenção do Renan [Calheiros] que está de volta após ser alvo de denúncias e quer ter um retorno triunfal, com o apoio do companheiro Lula.

  6. Peço licença para apresentar uma sugestão.
    Eu entendo que vocês tem pouco espaço na mídia porque a maior parte do tempo do noticiário nacional já tem dono, mas vocês deveriam dar um jeito de explicar essa decisão em cadeia nacional, nem que tenham que pagar, pois a grande parte da população que jamais vota no PT está indignada, basta dar uma olhada nos comentários de outros blogs.
    Essa mesma parcela da população que já está engajada na campanha do Serra, jamais votará em outro candidato, principalmente naqueles que fazem alianças com petistas, que tanto mal fizeram ao governo FHC, e por conseguinte, ao Brasil, ofendendo, caluniando e votando contra tudo o que beneficiava o nosso povo, como foi o caso do programa Bolsa-Escola que eles usurparam.

  7. Raul,

    Tambem tive a oportunidade de conviver com membros do governo do Acre, naquela ocasião e endosso completamente a tua opinião.
    Aos que estranham a posição do PSDB lembro que Sarney é a representação viva dos ultimos “coronéis” do Nordeste e que o Maranhão, por esta e outras razões,ostenta os piores índices socioeconomicos deste País.
    Lembro ainda que o PSDB sempre foi capaz de tomar as melhores decisões, superando a raiva e os rancores, tão comum nesse nosso mundo político

  8. Carlos Scandiuzzi

    Em silêncio torcia por esse desfecho, agora espero que todos os senadores do PSDB votem unidos e ajudem dentro de suas possibilidades, na base do convencimento a elegerem Tião Viana. Maranhão está fazendo a sua parte o Brasil precisa fazer a sua .
    Abraços

  9. Eu li algo assim sobre uma declaração do Sarney:
    “Eu não queria, eu resisti, mas diante de uma crise tão grave, eu fui obrigado a aceitar”.
    Se o Brasil fosse um país sério, uma vez presidente do país, nada mais correto do que fazer o que fazem os presidentes das grandes nações, como fez o Fernando Henrique, cuidar da sua vida pessoal e não concorrer a mais nenhum cargo eletivo.
    Pior ainda, concorrer a um “terceiro” mandato.

    O que isso pode significar?

    Além do mais, se ele é tão fundamental no combate a crise, isso só se justificaria se o Maranhão ou o Amapá que ele representa fossem o grande modelo de sucesso e desenvolvimento socioeconomico, que é o caso de São Paulo.

  10. alvaro gonzalez

    Como o amigo lembrou acima ( Serra fez “acordos” em Sampa com Quercia )Alkimin foi tráido pelos tucanos p/ apoiar o “Demo” Kassab. Apoiar o PT na presidência do Senado é fichinha. Cada vez mais sinto nojo da classe política.

  11. Lula Terras

    Caro Raul

    Decidi, pela primeira vez,comentar um dos seus textos, que recebo e leio regularmente. O que motivou essa decisão foi o tema que merece reflexão. Estaremos nós brasileiros subindo um patamar nas questões políticas. Será que estamos deixando de lado os ranços de divergências idealistas e passamos a ver o contexto pelo seu todo. Parabéns pelo texto e pela posição, que não difere da minha. E concluo afirmando que totalmente favorável à presença do PT na base de apoio do futuro governo tucano. Abraços.

  12. Os senadores do PSDB, conversaram com os dois candidatos. A escolha por Tião Viana do PT é pragmática. Por duas razões: È mais confiável e concede mais espaço aos senadores do PSDB.A escolha me agrada por que o Sarney, representa o que tem de pior, na política Brasileira. Fisiologismo puro. A escolha não tem nada a ver com aliança partidária, 2010, sucessão presidencial, etc, etc. O PT continua o Partido que se acha o dono da verdade. Creio ser difícil, quase impossível, aliança com o PSDB, por uma razão elementar. Ambos tem projetos distintos para o Brasil.

  13. Mauro Haddad

    Raul,
    “PMDB fisiológico e reacionário”??? E o que me dizes do PSDB de São Paulo que tenta, a todo custo, ressucitar Orestes Quercia?

    não sei os motivos que levaram a bandaca por apoiar um e não outro, mas a decisão mais republicana do PSDB seria lançar candidatos póprios tanto no Senado como na Câmara, exatamente como sempre fez o PT.
    O partido que melhor fez oposição na história desse país foi o PT. E nós, ao contrário do que sempre é ensinado, não aprendemos com as lições do passado…

    PS – ainda te amo sim, ao contrário do que vc falou lá na inauguração do emissário. Vc que está fugindo de mim…

    abraços

  14. Edson Paixão

    Primeiramente gostaria de saudar além do companheiro Raul, ao amigo Lula Terras (creio que seja o de Cubatão) – bom saber de voce bem e participativo. Com relação ao apoio do PSDB na eleições do senado ao PT, acho natural e nada me surpreenderia se, como já foi dito acima, em 2010 estivermos juntos – PSDB e PT na base do próximo governo federal. Aliás alguns “insite” já vem se pronunciando, exemplo, a aproximação do Governador de Minas Gerais, Aécio Neves, com o PT da capital mineira (prefeitura). Acredito ser sinal de amadurecimento e grande elevação da política nacional. O primeiro passo foi e tem sido dado pelo PSDB, resta saber se seremos imitado com humildade e participação pelo partido dos trabalhadores.
    Bem, mas não adianta ficar fazendo conjecturas do amanhã, temos sim é que trabalhar e construir a aliança nacional que ao meu ver, poderia trazer um salto de qualidade nas relações política de Brasil, porque de um lado teremos um partido que tem em sua essencia militância de projetos e idéias e do outro militância de rua, de processamento (“é juntar a fome com a vontade de comer”) e levar um progresso inestimável ao país e nosso povo.

    Um abraço e felicidade,

    PAIXÃO.

  15. Eu não tenho nenhum envolvimento com política, nem entendo disso e só me manifesto para que vocês tenham a noção do que pensa uma dona Maria do povo.
    Eu gostaria de comentar sobre o fator fundamental que faz com que a população mal informada sinta confiança ou não num político – a credibilidade.
    Nós sentimos isso quando há coerência e constância, pois quando o político ou o partido fica pulando de galho em galho transmite uma informação negativa, de que está negociando favores pessoais.
    No caso da CPMF o povo manifestou intensamente seu apoio ao DEM, pelo menos naquele momento, porque o partido não titubeou e o governo ficou com menos dinheiro para “……….”.
    Nisso o PT ganha de lavada, porque ninguém se preocupa em saber o que realmente eles querem, contanto que ofereçam “Pão e Circo”, nem há preocupação se o país está parado ou andando sozinho, sendo que temos condições de ser potência mundial, e isso somente o Serra tem condições e interesse de alcançar.
    O que agrada o povo é a atenção, mesmo que seja teatrinho, e a firmeza no discurso, mesmo que seja abobrinha.

  16. Enguaguassu

    Caro Cristiano,parabéns pelo artigo.Já que vc citou os “posts” gostaria de comentar o do Mauro Haddad, que eu não sei se é jovem ou velho. Digo isso porque se for velho desconsidere o que vou dizer, não que eu não respeite os mais velhos mais no caso do Mauro não teria solução, “burro velho não pega marcha”,diz o ditado popular.
    Mas se for jovem ajude este rapaz.

  17. Enguaguassu

    Em um “posts” anterior Mauro Haddad manifestando indignação com nomeações nas subprefeituras da Capital, disse que não adianta estudar, pesquisar, fazer mestrado , para depois haver loteamento politico.Cristiano fale para st rapaz que o regime não é a sofogracia.
    Em relação o PT lançar chapa a presidente nos parlamentos, leve o Mauro para conhecer a Assembleia Legislativa de S Paulo para ver como o PT se tem comportado nas eleição das mesas diretoras.

  18. alvaro gonzalez

    MAURO HADDAD parabéns pela sua opinião. Tenho absoluta certeza que o Dr Ulisses, Mario Covas, Montoro, Serjão e outros ilustres fundadores do PSDB, tem a mesma opinião que a sua. Ignore as ofensas, vc demonstra ser um autêntico TUCANO. Infelizmente hoje o PSDB é isso que acabamos de ler acima. Gostaria apenas de saber a opinião de Bruno Covas, p/ mim a única esperança de reerger o PSDB em SP. Sr Raul, não vi nenhum comentário seu sobre a última atitude ditatorial do Serra ao destruir mais uma obra de MARIO COVAS. Demitir o genial John Necheling de um grande orgulho nacional a OSESP.

  19. Ao MAURO HADDAD parabens por usar o Blog do Raul e fazer comentários corajosos. Lamentável, uso do Blog para agressões descabidas, como a escrita acima. Enfim…

  20. Raul, gostaria de comentar sobre o assunto, mas o comentário do MAURO HADAD, para mim é o bastante.
    Só mais uma coisinha, o PSDB apoia o PT e o DEM o PMDB. pergunto: ONde esta a oposição ao governo LULA?
    Ou a oposição caiu na real e agora vem a público demonstrar interesses pessoas, com esse tipo de comportamento.
    Alguem disse acima que esta enojado com os políticos e eu estou caminhando para esse ponto de pensamento.
    Lamentável, o PSDB não se candidata mais a cargo nenhum, e qdo. o faz, os própios tucanos desmontam os projetos e destroem seus candidatos.
    Já falei e continuo, do jeito que vai o melhor é o PSDB pedir prá… e sair de fininho.
    Desculpe amigo Raul, mais na atual circunstância só me restou essa colocação.
    Sei muito bem o quanto voce esta sofrendo com essa situação e algumas atitudes do Serra , como exemplo citado acima com a destruição de uma excelente obra do saudoso Mário Covas, a OSESP, mais sabemos que ao assumir uma indicação para exercer qualquer cargo público, em certos momentos o melhor é manter a boca fechada.
    Segue a retórica que quem pode manda e quem tem juizo obedece!

  21. Mauro Haddad

    Raul, devo admitir que como não sou burro velho, tive que ir buscar no pai dos burros o significado da palavra “sofocracia”. Não encontrei. Minha edição de 1994 do Aurelho não tem esse verbete. Porém, tem um outro, bem próximo: sofomania, que seria a mania de passar por sábio.
    Nunc ame achei sabichão. Nem dono da verdade. Mas aprendi a lutar pelo meus ideais e por aquilo que penso. Sem vergonha e sem vacilação.
    Na política, sou fã de Mário Covas. Não pelo responsabilidade físcal, pelos mutirões ou pela OSESP. Mas pq defendia seus pontes de vista sem titubear.
    Se ele não acreditasse no maestro, tbm o demitiria. Ponto. Era questão encerrada. Ele apanhou em praça pública, ou melhor, na Praça da República, pq achava q tinha que entrar e sair pela porta da frente. Ponto.
    Aprendi com o mesmo Mário Covas que opiniões, divergentes ou não devem ser respeitadas, emitidas por burros novos ou burros velhos.
    Conheço relativamente bem a política tupiniquim. Ao menos aquilo que os jornais publicam, visto que grande parte da política é decidida a portas fechadas, nas cúpulas, e os jornais não publicam os verdadeiros motivos.
    Acompanhei relativamente bem as recentes eleições das mesas diretoras da ALESP. Você sabe bem disso.
    Quando disse que o PT sabe fazer oposição era disso que falava. Eles fazem tudo para atrapalhar espezinhar a vida do governo.
    Nós do PSDB, com nossa sofomania(mania de passar por sábio), queremos ensinar ao país o modo tucano de ser oposição com uma tal oposição responsável, que é~, na prática, não fazer oposição nenhuma.

    E tenho dito!

    Forte abraço e obrigado pelo espaço.

  22. Edson Paixão.

    Alô! Garoto! ou Srº Haddad!

    Não importa, isto vem a ser detalhes.
    Confesso que não li o(s) comntário(s) anterior(es) que causou tanta comoção ou convulsão ou sei lá o quê se pode dizer; mas pelo comentário resposta que voce trouxe acima, encontro material suficiente para entender que vc está no mesmo caminho daqueles que acreditavam em um modo diferente de agir e governar melhor, para o Brasil e por isto se tronaram dissidents do tal pmdb e retornaram as origens do MDB e assim fundaram o nosso PSDB.
    Parabéns garoto cidadão.

    PAIXÃO.

  23. Os participantes de outros blogs sempre manifestam sua decepção com essa tal oposição responsável. Isso é coisa para povo esclarecido e bem informado.
    O PT só conseguiu chegar aonde chegou no grito e na violência, derrubando tudo que estivesse no seu caminho, até que só restassem eles.
    Destruiram completamente a força dos militares e, como consequência, a população sofre com uma terrível onda de violência, porque ninguém respeita a autoridade policial.
    Renderam a imprensa, que se transformou em mera garota de recados do presidente.
    Confundiram as igrejas com a ilusão de um discurso a favor dos miseráveis, artimanha que nem o demônio seria tão eficiente.
    Enfraqueceram os empresários, os grandes responsáveis pela construção de um país, carimbando um rótulo de “elite” naqueles que conquistam o sucesso por conta própria, como se somente o “sucesso” (duvidoso) e o enriquecimento na vida pública, como é o caso dos petistas, tivesse valor. Esse estímulo ao ódio contra os patrões inviabiliza muitos esforços de acordos, como acontece no mundo inteiro, para enfrentar crises, como a atual.
    Além disso, e eu considero pior do que o aspecto econômico, assistimos frequentemente reportagens de funcionários sequestrando ou assassinando seus patrões, por inveja ou vingança, mas eu credito a origem dessas ações nesse tipo de discurso que incita o sentimento de rancor.
    Caluniaram os políticos de outros partidos, nem todos mereciam, mas conseguiram colocá-los em suas mãos, tanto os cooptados e corrompidos, quanto os hipócritas que teimam em fazer o ridículo papel de bonzinhos (politicamente correto).
    O lema de um partido que realmente resolvesse enfrentar o bom combate, sem violência, mas com firmeza, contra a corrupção, a mentira, a impunidade, a incompetência, etc., deveria ser a mensagen de Mário Covas.
    Como exemplo, a sua coragem de dialogar com mães de internos da antiga FEBEM durante uma rebelião:
    _ Por que seu filho está aqui?
    _ (tipos de respostas) – Roubou, matou, sequestrou, estuprou, traficou.
    _ E eu é que sou o malvado?
    Nesse dia a maldade se calou porque alguém teve coragem de enfrentá-la.

  24. Eu acho que os verdadeiros tucanos deveriam tomar cuidado com algumas críticas, especialmente sobre os acertos do governador Serra com outros partidos.
    Eu concordo que é um absurdo promover acordos entre partidos radicalmente opostos. Isso confunde e decepciona o eleitor.
    Porém, algum vínculo é necessário quando a estratégia exige, sem os exageros de passar cheque em branco ou defender trambiqueiro em palanque.
    “Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.”

  25. Pois é na politica …nem tudo vale a pena, como disse o o poeta portugues Fernando Pessoa. Dignidade e questão de principio são inegociáveis.

  26. alvaro gonzalez

    Deus é justo. Com a vitória do Sarney, não precisarei ver a bancada tucana aplaudindo a posse do petista Tião Viana. Já estava imaginando a cena, os deputados tucanos dando tapinha nas costas e desejando felicidades ao ilustre petista.

  27. Estou de pleno acordo com o comentário do Alvaro Gonzalez.
    Seria cômico, se o PSDB conseguisse extrear no picadeiro.
    Menos mal!
    Isso é que dá, um partido que recentemente chegou a Presidencia da República, que se diz ter quadros para desputar prefeituras, Estados e Nação, e não ter em seus quadros, parlamentares a altura de reivindicar o direito democratico de disputar a Presidência do Senado e muito menos a Presidência da Câmara dos Deputados1
    Pelomenos é o que me faz acreditar!
    E na hora de optar por um lado ainda erram!
    Só posso lamentar mais essa atitude desastrada.Ainda tem pessoas que em vez de dar sua opinião ópessoal,critica a posição de outros, como se fossem os dono da verdade.Fala sério!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  28. Sem querer se um sofomaníaco (existe ??), devemos lembrar de que o que está norteando todo esse jogo é 2010. O resto é só detalhe . “

  29. Vocês aliviam tanto para o Lula e batem tanto no Serra, que o governador está caindo na pesquisa para 2010.
    Isso faz parte da mesma estratégia burra que livrou a cara do podedoso chefão no comando do mensalão e no crime de “caixa dois” que ele mesmo confessou ou faz parte do esquema das “esquerdas”?

  30. Assim fica difícil opnar.
    O melhor é me omtir,
    Se fosse uma votação eu daria um voto de abstenção, pela defesa que nossos parlamentares estão conseguindo através do seu Link.Mas que fizeram bobagem fizeram!
    BAY!

  31. Raul,

    Com eleição ou sem eleição no Congresso, com crise ou sem crise, o Lula tem aprovação recorde de 84%. Mas a oposição não precisa se desesperar, a crise só começou e todos sabemos que crise não é bom para governo nenhum. Até ai tudo bem. A missão da oposição é conquistar o poder. O problema são os pescadores em águas turvas, os fascistas mais ou menos enrustidos que odeiam qualquer politica mais ou menos progressistas. Os grandes capitalistas provocam as crises e quem paga é o povo trabalhador. Foi através de uma crise profunda na economia mundial que Hiter e Mussolini se instalaram no poder. O lider comunista Antonio Gramsci disse que o mal das politicas reformistas é que os trabalhadores perdem na crise o quê ganham no crescimento econômico.

    continua…

  32. Não quero ser alarmista. Não acho que o Reich dos Mil Anos será instalado no Brasil. Mas os senhores do capital e a direita que os apoiam já ficariam contentes em acbar com a Bolsa Família, o Prouni, o Luz para Todos, os programas de segurança alimentar, os programas de habitação, o progama de reforma agrária com a criminalização do MST e outros movimentos populares.

    Gostariam de ampliar ainda mais os lucros dos rentistas colocando no próximo governo não um, mas vários Meireles, decretar o fim do PAC e repassar dinheiro para as empresas sem vinculação com emprego. Uma politica de alinhamento com os EUA e Europa, pois eles são "modernos" e não geraram esta crise. Também parar com os concursos públicos pois incham o Estado.

    Acho que esse programa mínimo atenderia os leitores da revista Veja e de outras publicações.

    Senhores, este é um cenário que agradaria a direita, mas a história não acabou. O povo pode ter energia para resistir. A luta continua companheiros!

  33. Uma revista norte-americana traz 10 páginas de anúncio sobre o Brasil nos quais o princípio constitucional que veta a aparição de autoridades em publicidade oficial foi totalmente esquecido.
    Financiado pelo BNDES, Petrobras, Embratur e um grupo de entidades e empresas privadas, a propaganda traz fotos do presidente e de Henrique Meirelles e apresenta a ministra Dilma (Wanda ou Estela) como provável candidata as eleições presidenciais de 2010.

    A Constituição de 1988 instituiu o princípio da impessoalidade na administração pública e é claríssima em relação aos limites da propaganda feita com dinheiro do contribuinte. Seu artigo 37, parágrafo 1º, diz o seguinte:
    A publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos.

    Um detalhe, assim como Obama respeita a população de seu país e se comunica de maneira transparente porque sabe que seu povo é inteligente e bem informado, ao contrário do Brasil, onde o povo é tratado como palhaço porque é fácil de enganar, a propaganda do presidente com dinheiro público não pode esconder a verdade como faz no nosso país.
    Por isso, a matéria traz a informação que o brasileiro desconhece, isto é, que a política econômica de Fernando Henrique é que está, na verdade, salvando o Brasil da atual crise internacional.

    “Os bancos brasileiros são sólidos e lucrativos graças à estabilidade criada pelo antecessor de Lula, Fernando Henrique Cardoso. De maio de 1993 a abril de 1994, FHC (como ele é conhecido) foi ministro da Fazenda do Brasil e introduziu o Plano Real para acabar com a hiperinflação. Embalado pelo sucesso de seu plano, ele foi eleito presidente em 1994 e reeleito quatro anos mais tarde.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *