Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

De repente, quase a PEC da re-reeleição.

Num exercício dialético escrevi que o debate do quarto mandato logo, logo, seria pautado e não esperava que cinco deputados do PSDB e oito do DEM quisessem mais Lula-lá ! Acho que realmente eles não queriam a tramitação da PEC (proposta de emenda constitucional) do terceiro mandato proposta pelo deputado Jackson Barreto (PMDB-SE). Pressionados pelos seus partidos – Rogério Marinho (PSDB-RN), Antonio Feijão (PSDB-AP), Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO), Eduardo Barbosa (PSDB-MG), Silvio Torres (PSDB-SP), Francisco Rodrigues (DEM-RR), Jorge Khoury (DEM-BA), José Carlos Vieira (DEM-SC), José Maia Filho (DEM-PI), Walter Ihoshi (DEM-SP), Clóvis Fecury (DEM-MA), Fernando de Fabinho (DEM-BA) e Félix Mendonça (DEM-BA) – retiraram as assinaturas dessa proposta e foram responsáveis pela suspensão da sua tramitação. Por pouco estaríamos discutindo o quarto mandato…

Não sei o que passa pela cabeça de um deputado ou senador lá em Brasília. Imaginava que sabia antes de testemunhar que muitos deles assinam as mais variadas propostas exibidas nos corredores do Congresso Nacional sem ao menos ler o conteúdo. O próprio senador José Sarney admitiu que recebia irregularmente o auxílio-moradia (ele mora em Brasília em imóvel próprio) e que não percebia o valor de R$ 3.800,00 no seu contra-cheque desde o ano passado…

O Parlamento precisa sair logo da berlinda. Todo dia há um motivo diferente para questionar o seu comportamento político. Se os desavisados assinaram sem ler, sobra um alerta para que tenham mais atenção da próxima vez. Se estavam convencidos de que o apoio a PEC determinaria punições e a expulsão das suas atuais legendas, com certeza mostraria a desconfiança de que pode haver uma janela de infidelidade para o troca-troca partidário, buscando siglas mais fáceis de conseguir uma reeleição no ano que vem.

Se foram seduzidos pela máquina no governo, em busca de verbas orçamentárias para as suas paróquias, bom para as paróquias e ruim para a dignidade do Congresso. Se querem Lula-lá outra vez estariam em partidos errados, justamente porque PSDB e DEM constroem a unidade nacional em torno de um nome do PSDB. Mas, se assinaram logo no início a proposta de PEC do deputado Jackson Barreto, para desmobilizá-lo de conquistar mais assinaturas além das 171 necessárias, agora os 13 podem ser cumprimentados como heróis da oposição: pois, com a retirada dos seus autógrafos polêmicos, eles barraram momentaneamente a tese da re-reeleição de Lula, governadores e prefeitos.

Pronto, estão a salvo !?

Compartilhe

28 comentários em “De repente, quase a PEC da re-reeleição.”

  1. Amigo Raul.
    Ufa, não passou essa PEC, mas existem outros meios com os mesmos fins, rolando nas mídias…o plebicito para o sim ou não da Reforma Política(O que será que será…que andam
    murmurando pelas alcovas…talvez mais versos e trovas de agrado da massa apaixonada pelo caudilhismo?) que talvez seja a (póóóde?) arma e a “alma-preço” de uma nova lei eleitoral de mandatos prorrogáveis…Remember os cinco anos de Sarney…um ano a mais, deu estações de TV para a
    “oposiçõa” da época…Triste passsado não aprendido…e, talvez revisitado com mais contundência e mais grana.
    Abraços do amigo.
    Ivan Alvim – PSDB – Guarujá

  2. Ricardo Muza

    Raul, podemos não saber o que se passa pela cabeça de muitos senadores, mas, pelos bolsos, carteiras e contas bancárias, nós sabemos.
    E não existe outra ecplicação para o apoio à re-eleição de Lulla.
    Pode ser que o que vou escrever arrepie pessoas como você, mas, começo a considerar, sinceramente, minha adesão à campanha para não se votar em ninguém com madato.
    Ao menos, vamos socializar e distribuir mais a grana que os parlamentares recebem.
    Talvez até me candidate, afinal, hoje em dia, no Brsil, não há emprego melhor

  3. Felipe Oliveira

    Caro Raul

    Acho legal o terceiro mandato, pq não continuar se esta fazendo uma boa gestão seja na prefeitura ou governo do estado.

    Lula-LA

  4. Ricardo Zanoni

    Alguém comenta que sabe o que se passa nos bolsos ca rteira de congressistas quanto a terceiro mandato. Deve saber o que diz, afinal FHC, quebrou em benefício próprio a tradição republicana brasileira de um só período para os cargos executivos a custa da compra de vários votos a 200 mil por cabeça. Lá do meu estado, o Acre, veja-se o que dizia na época o ex-deputado Ronivon Santiago >

    O deputado Ronivon Santiago (PFL-AC) vendeu o seu voto a favor da emenda da reeleição por R$ 200 mil, segundo relatou a um amigo. A conversa foi gravada e a Folha teve acesso à fita.

    Ronivon afirma que recebeu R$ 100 mil em dinheiro. O restante, outros R$ 100 mil, seriam pagos por uma empreiteira _a CM, que tinha pagamentos para receber do governo do Acre.

    Os compradores do voto de Ronivon, segundo ele próprio, foram dois governadores: Orleir Cameli (sem partido), do Acre, e Amazonino Mendes (PFL), do Amazonas.

    Todas essas informações constam de gravações de conversas entre o deputado Ronivon Santiago e uma pessoa que mantém contatos regulares com ele. As fitas originais estão em poder da Folha.

    O interlocutor do deputado não quer que o seu nome seja revelado.

    Essas conversas gravadas com Ronivon aconteceram ao longo dos últimos meses, em diversas oportunidades.

    Outros venderam
    Nas gravações a que a Folha teve acesso, o deputado acreano diz não ser o único parlamentar que se vendeu na votação da reeleição, no último dia 28 de janeiro, quando a emenda foi aprovada, em primeiro turno, com 336 votos favoráveis na Câmara.

    “O Amazonino marcou dinheiro para dar (R$) 200 (mil) para mim, 200 pro João Maia, 200 pra Zila e 200 pro Osmir”, diz Ronivon na gravação.

    Os personagens citados são os deputados federais João Maia, Zila Bezerra e Osmir Lima, todos do Acre e filiados ao PFL. Outro parlamentar também recebeu dinheiro para votar a favor da reeleição, conforme explicação de Ronivon.

    Eis como Ronivon menciona esse fato em suas conversas: “Ele (Amazonino) foi e passou (o dinheiro) pro Orleir (…) Mas no dia anterior ele (Orleir) parece que precisou dar 100, parece que foi pro Chicão, e só deu 100 pra mim.”

    Na gravação, Ronivon fazia referência a deputados do Acre. O único deputado do Acre conhecido como Chicão é Chicão Brígido (PMDB), que, sempre segundo as conversas de Ronivon, entrou no negócio na última hora. Por isso, Orleir Cameli precisou de mais dinheiro e teve de dividir uma das cotas de R$ 200 mil.

    Há mais de uma versão sobre quanto cada deputado recebeu de fato para votar a favor da reeleição. Ronivon diz ser o único a ter embolsado R$ 100 mil. Todos os outros, diz ele, levaram R$ 200 mil à vista, em dinheiro.

    Em alguns momentos, entretanto, o deputado sugere que Chicão Brígido e João Maia também receberam apenas R$ 100 mil.

    Dos 8 parlamentares acreanos na Câmara, 6 votaram a favor da emenda da reeleição e 2 contra.

    Venda corriqueira
    Ronivon tem comentado a sua venda de voto a favor da reeleição como se fosse algo corriqueiro. Fala com vários colegas deputados. Algumas dessas conversas casuais é que foram gravadas.

    Nessas gravações, o deputado revela detalhes de toda a operação.

    Primeiro, Ronivon diz que foi contatado pelo governador do Acre, Orleir Cameli. Em troca do voto a favor da emenda da reeleição, cada deputado recebeu R$ 200 mil. O pagamento foi por meio de um cheque pré-datado _deveria ser depositado só depois de a votação ter sido concluída favoravelmente ao governo.

    As fitas apontam que, nos dias que antecederam a votação, cheques nesse valor foram entregues para, pelo menos, quatro deputados acreanos: Ronivon Santiago, João Maia, Osmir Lima e Zila Bezerra.

    Na gravação, Ronivon afirma que os cheques eram do Banco do Amazonas, em nome de uma empresa de Eládio Cameli, irmão de Orleir Cameli.

    Apesar de tudo acertado, a operação acabou não agradando aos deputados nem ao governador acreano. O arrependimento se deu na véspera da votação da reeleição. Era uma segunda-feira, dia 27 de janeiro passado.

    “Você é infantil”
    De acordo com Ronivon, em conversas posteriores à venda de seus votos, os parlamentares começaram a avaliar que poderiam ser logrados depois da votação. Nada impediria, pensaram, que os cheques fossem sustados.

    Já aos ouvidos de Orleir Cameli chegou um alerta importante do seu colega do Amazonas, o governador Amazonino Mendes.

    Segundo Ronivon relata a seu amigo, Amazonino foi precavido e disse o seguinte a Cameli: “Você é tão infantil, rapaz. Vai dar esse cheque para esse pessoal? Pega um dinheiro e leva”.

    Depois dessa sugestão de Amazonino Mendes, conta Ronivon Santiago, o governador do Acre “pegou todo mundo e deu a todo mundo em dinheiro”.

    O dinheiro, emprestado a Orleir por Amazonino Mendes, só foi entregue aos parlamentares na manhã do dia da votação do primeiro turno da emenda da reeleição, 28 de janeiro, uma terça-feira, conforme a gravação.

    A entrega dos R$ 200 mil, em dinheiro, para cada deputado, foi feita mediante a devolução dos cheques pré-datados _que foram rasgados na frente de Orleir, segundo relato de Ronivon.

    A troca dos cheques por dinheiro ocorreu em um local combinado em Brasília. Cada deputado se apresentou, rasgou seu cheque na hora e recebeu o pagamento em dinheiro dentro de uma sacola.

    “Aí chegou o Osmir, estava lá com a sacola assim… (risos). João Maia com a outra”, relata Ronivon, de bom humor, a cena da manhã que antecedeu a votação.

  5. Ricardo Zanoni

    Bom, diante do arrazoado no comentário anterior sobre a compra de votos para a reelição de FHC, lá nos tempos “idos e vividos” de 1996 não entendo a hipocrisia de tucanos e DEMoníacos de hoje. Essa gente mudou bastante de ideia, né não ? Pois não me consta que naquela época tenha havido algum faniquito, algum chilique, tampouco algum ataque histérico sobre uma mudança da Constituição obtida através de tão grossa corrupção.

    Embora eu seja em princípio contra o terceiro mandato faço minha a argumentação do Eduardo Azevedo no seu blog:

    “Uma eventual emenda de reeleição evidentemente não muda a lei para manter um governante. Ela apenas permite que ele se recandidate. Entre a candidatura e a renovação do mandato estará sempre o democrático e o inquestionável veredicto das urnas.”

    Então porque esse vexame e essa comédia mentirosa ?

  6. Sergio Rangel

    Caro amigo Raul,

    Acho que temos eleições demais. Quero dizer, precisamos melhorar a qualidade dos mandatos outorgados aos nossos representantes. Nada de mandatos de quatro anos com direito à reeleição ou reeleições. Penso que, pelo menos para o executivo, a ideia de mandato de quatro anos com prorrogação por mais quatro após referendo popular simples no terceiro ano seria o mais apropriado. Da tempo de pensar o país a médio prazo. Tá bom, continua mais quatro, não tá, troca.

    Abraços

    Sergio Rangel

  7. Meus Caros,
    A essa altura ainda ver gente querendo justificar a sua sujeira com a sujeira dos outros (se é que existiram), é demais.
    Fora qualquer tipo de sujeira … compra de voto, traição, mensalão, prorrogação de mandato, etc…etcc…VENHA DE ONDE VIER ….. B A S T A !!

  8. Segundo alertava Mahatma Gandhi, a mentira não irá triunfar em nosso País.

  9. Na realidade o que os deputados querem é a prorrogação do mandato. Vergonhoso. Agora os demais que falam em terceiro mandato para o Lula estão inspirados na vergonhosa negociata feita por FHC. Querem repetir a sacanagem.

  10. Temos que substituir a grande maioria dos nossos parlamentares, fora um pequeno grupo de bem intencionados, a grande maioria estão apenas querendo se dar bem, sem se preocupar com o povo brasileiro.

  11. Roberta Buongermino

    Sou a favor de Lula para presidente.
    Lula para presidente da Argentina!!!!

  12. luciana leal

    Caro amigo. Concordo com vc em seu artigo e em vários outros. Sou sua fã!
    Mas devo lembrá-lo que a moralização com responsabilidade e transparência precisa vir do PSDB e DEM também. Leio tantas denúncias sobre nossos representantes. Uma delas foi sobre a filha do Ex presidente Fernando Henrique Cardoso, Luciana Cardoso, que desde 2003 era assessora de um senador (não me lembro o nome no momento) do DEM e ganhava 7.600,00 sem aparecer no Senado. É claro que depois da denúncia ela pediu demissão do cargo, porque ficou feio…Abraços.

  13. fausto ivan

    Ric. Zanone, v. tem tido um trabalho enorme para espicaçar o FHC e o PSDB. Agora, esse texto que v. coloca acima em nehum momento fala de FHC. É que v., dentro de sua filosofia superficialista, esqueceu que a tese da reeleição também beneficiava os Governadores e Prefeitos. E no texto é bem claro o envolvimento do governador do seu Estado, o Acre. Como v. vê FHC não precisava como não precisou, mecher uma palha para aprovar a emenda. Se seu governador era venal v. deve reclamar com ele.

  14. Raul, o Lula bate novo recorde de popularidade 69%.Como? Não estamos em crise? ou st crise é uma “marolinha” e o cara st certo, por isso creceu na pesquisa ou vivemos numa #### crise e mesmo assim o cara creceu.Como? Aja livro de neurociência(ver “Estadão” de domingo-31/05)para a oposição entender o Brasil.Abraço.

  15. Raul

    A nossa população precisa ter acesso aos documentários apresentados na TV Câmara, pois é preciso preservar e divulgar os fatos reais, com o depoimento das verdadeiras personalidades ilustres dessa nação, que realmente agiram em benefício da população brasileira,e não ídolos de barro construídos por marqueteiros, sem nenhum registro hisórico que aponte uma ação sequer que não tenha sido fruto de artimanhas.
    Um desses documentários mostra, por exemplo, os verdadeiros líderes da constituinte, que atendeu o cidadão trabalhador, o excluído, os movimentos sociais, e mostra, também, o Lula se justificando porque orientou seu partido a ser contra a constituinte e, depois, assiná-la para não ficar mal na história.
    Do mesmo modo que revela publicamente que não queria o José Alencar como vice, mas pensou bem no que iria “ganhar com isso” e, seguindo a regra do malandro que quer levar vantagem em tudo, resolveu atender os apelos de alguns companheiros.
    Eu peço a Deus que ilumine os nossos mestres para que sejam verdadeiros e justos, principalmente aqueles responsáveis pelos registros históricos, para que não alterem a verdade em função da propaganda enganosa e das mentiras dos marqueteiros.
    Alguns acontecimentos importantes não podem cair no esquecimento, por exemplo:
    http://www.dcomercio.com.br/especiais/2009/museu/index.htm

  16. Lula, o dono do PT e, talvez, o dono do Brasil, já escolheu a candidata a sua sucessão e a está construindo dia a dia.
    A oposição vai na contramão: desconstruir o que já está construído.

    Vejam um comentário inteligente de um blogueiro que orienta seus leitores, que estão angustiados com a falta de atitude dos tucanos:
    Coronel disse…
    Ei, não estou pregando que o Serra deve ir para o pau. É exatamente o contrário. Tem que fazer um discurso de presidente. Um discurso de diplomata. Um discurso ético. Exatamente o contrário do que está sendo posto pelo PT. Inclusive citar a estratégia petista em detalhes. Assumir uma postura de presidente, já que o nosso não a tem.
    http://www.coturnonoturno.blogspot.com

  17. Eu acompanhei as entrevistas do Serra na TV Justiça.
    Quando ele fala, encanta, principalmente as pessoas sensíveis e introspectivas, que gostam de refletir e pensar no que é melhor para o país, sem imediatismos, sem ilusões passageiras.
    É óbvio que as pessoas mais rudes, superficiais e interesseiras, preferem o discurso demagógico e fanfarrão, que diverte e estimula a prática da malandragem, sem peso na consciência, porque a arte de levar vantagem em tudo, a qualquer preço, virou regra.
    Se alguém nesse país se preocupa com a educação de nosso povo, sabe que isso não se limita ao ensino escolar e ao acesso à cultura (leitura, viagens, conhecimento).
    Muito mais importante é despertar a vontade e o interesse em aprender e valorizar o trabalho, porém, com uma orientação compreensível, mas que evolui e conduz ao crescimento pessoal, acima de tudo.
    O resto, ou seja, sucesso profissional, material, social, entre outros, é consequência daquilo que cultivamos.
    E com um nível de consciência mais elevado, melhora, também, a capacidade de votar bem.

  18. Ricardo Zanoni

    Por questão ética não cito o nome dos comentadores deste blog do Raul, ainda que divergindo deles, embora seja vez ou outra citado. Respondo agora ao Ivan Fausto.Claro que o nome de FHC não aparece nas falcatruas de instituir a reeleição de cargos executivos no no governo do Brasil. De fato ele precisou MEXER em outras instâncias, inclusive autorizando MEXER na Constituição. O serviço sujo explícito, ficou para os governadores do antigo PFL, hoje “demos” como os do Acre e do Amazonas, realmente corruptos e venais, e no entanto, tais como os deputados comprados, seus correligionários. As MEXIDAS de FHC, sempre veladas, salvo aquela em que foi flagrado em gravações dizendo ao presidente do BB que fosse em frente, ainda que este lhe avisasse que estavam no “limite da irresponsabilidade” durante as privatizações da teles. Mas isso pertence as outras histórias. Não estou com saco de expô-las aqui e agora. Virão à tona sempre que necessario em posts futuros e eu esteja paciência de continuar refrescando a memória dos tucanos em suas artimanhas no governo para que não posem hoje de falsas vestais. Este é meu único interesse. Sempre resgatar fatos de “tempos idos e vividos” como diria o Machado de Assis. E olha qua nada ainda se comentou sobre os livros de “Educação” do governo Serra e seu paladino Paulo Renato. Aqueles livros em que temos dois Paraguais na América do Sul e os demais em que crianças ao redor de nove, dez anos, devem aprender prematuramente sobre pornografia. Porem, nada de MEXER nisso por enquanto. Falou ?

  19. fausto ivan

    Ric. ZanonI, como v. só tem memória de médio prazo, quero avivar sua memória de curto prazo. Citando v. mesmo, pesquise quem fez o “serviço sujo explícito” do seu ídolo Lula ao longo destes últimos anos. Fora os escandalos que ainda não vieram à tona pense nos 40 delinquentes até hoje fora das cadeias e devidamente acobertados pelo seu líder.
    Quanto a questão da Educação, Paulo Renato substituiu a ex-secretária justamente porque Serra não acoberta, decide quando toma conhecimento de situações como essa.

  20. Eu li algo sobre a proposta indecente do PDT ao Aécio.
    Isso tem cheiro de enxofre.
    Mandar um ministro aliciar o Aécio para disputar com o adversário mais fraco é uma armadilha diabólica.
    Por isso a Bíblia adverte que o demônio fala aquilo que o povo quer ouvir, mas isso tem um preço muito alto.
    Todo cuidado é pouco.

  21. Ricardo Zanoni

    olado abaixo trecho do blog do Raul sobre Educação a respeito da secretária anterior dessa Secretaria Estadual. A moça realizava já realizava excelente trabalho, segundo o blogueiro. Logo, como Serra a substituiu para não encobrir nada ? O Hamlet de Shakespeare, pode explicar ? Oh, Céus !!! Bom, vamos ao que escreveu Raul >

    “Antes de Paulo Renato, a professora Maria Helena Guimarães Castro já realizava um excelente trabalho e experimentava reações adversas ao seu choque de gestão, principalmente quando verbalizou que o grande impacto no setor foi percebido ao reconhecer alta e claramente que os professores não são suficientemente preparados para lecionar, nem quanto ao rumo e método, nem quanto ao conteúdo”.

  22. Que vergonha ver o nome do nosso deputado Márcio França na lista golpista para o referendo “Ã moda antiga”, estilo Hitler, Saddam Hussein, entre outros líderes que alcançaram quase cem por cento de popularidade inútil, com muita mentira e muita propaganda.
    Quanto mais filmes e documentários sobre o “Nazismo” eu assisto, mais semelhanças nos métodos eu observo.
    Isso piora quando tudo está dominado e corrompido, a imprensa, as igrejas, as lideranças regionais, enfim, estamos no fundo do poço, sob o efeito de uma overdose que pode ser fatal.

  23. Eu entendo que os tucanos estão pisando em ovos ao tentar salvar a Petrobrás do arrastão dos companheiros dentro da empresa.
    Mas, “cá entre nós”, algumas notícias divulgadas pela imprensa merecem algum comentário.

    A Folha de S. Paulo viu um e-mail seu, com questionamentos enviados à Petrobras, publicado no novo blog da estatal.
    Diante das inúmeras perguntas que a Petrobras deve estar recebendo dos meios de comunicação – já que não param de aparecer escândalos envolvendo suas contratações e patrocínios – a empresa inovou e passou a publicar em seu blog as perguntas e respostas que alimentarão as futuras matérias jornalísticas.
    O Estadão questionou a Petrobras, conforme divulgado no novo blog, sobre a legalidade de divulgar os e-mails recebidos. O Globo, na mesma linha, questionou a existência do blog.

    Além do blog, conta o Painel da Folha de S. Paulo que uma trinca de diretores da Petrobras já está definida e escalada para atuar diretamente contra os ataques na CPI.

    Entre eles, está Wilson Santarosa, diretor de Comunicação.
    De acordo com o jornal, Santarora é famoso em razão do arsenal de dados que costuma reunir sobre seus desafetos. Ou seja, tem entre suas especialidades, pelo visto, o talento para construir dossiês.
    O ataque pode até ser a melhor defesa, mas será que o mesmo pode se dizer de dossiês?
    Esses métodos perversos que destroem os adversários, como fizeram com o caseiro Francenildo e com Ruth Cardoso, devem ser combatidos.

    Mais uma reflexão.
    O setor de comunicação da empresa está divulgando imagens que mostram as ações das ONGs, para tentar comover a população e demonstrar o quanto a oposição está sendo “cruel” em criticar os patrocínios da Petrobrás para essas ONGs.
    As cenas emotivas que a empresa está divulgando tentam provar que a fortuna que eles desviam para as ONGs é muito bem aproveitada.
    Pois bem, o que nós assistimos é um monte de humildes professores trabalhando com criancinhas carentes.
    Pergunto: (será que os companheiros que colocaram a mão grande na Petrobrás vão responder e publicar no blog “transparente”?)
    Para que os milhões? Para pagar os “altos” salários dessas professorinhas?
    É muita hipocrisia.

    A OPOSIÇÃO CONSEGUIU INSTALAR A CPI, MAS, COMO PODEMOS OBSERVAR, ELES ESTÃO ARMADOS ATÉ OS DENTES COM TODAS AS TÉCNICAS DE MALANDRAGEM PARA LIDAR COM AS ACUSAÇÕES.
    SERÁ QUE A OPOSIÇÃO TERÁ INTELIGENCIA E CORAGEM SUFICIENTES PARA ENFRENTAR ESSES MALANDROS EXPERIENTES?

  24. Divulgar as perguntas dos jornalistas no blog da empresa antes da reportagem é uma enorme sabotagem do trabalho jornalístico, típico de quem está se lixando para a opinião pública.
    Quem tem que selecionar o conteúdo que será publicado é o veículo interessado na matéria e não o entrevistado.
    Quem quiser se expor, que o faça por conta própria, jamais envolvendo terceiros sem autorização.
    Por isso, esclareço minha opinião, o que eu considero um erro grave é tornar público a indentidade dos autores das perguntas, sem consultá-los.

    Tanta artimanha diabólica para tentar abafar mais este escândalo nacional. E tudo isso para que nada atrapalhe a tentativa de golpe, isto é, o projeto para mais uma reeleição.
    É um desaforo.

  25. Como já disseram, os tucanos estão sempre pisando em ovos quando se trata de combater os “erros” do Lula, mesmo que esses “erros” (na verdade, crimes), prejudiquem a população.
    Porém, o cidadão consciente e honrado deve aproveitar cada espaço que encontrar para se manifestar.
    Esse escândalo da Petrobrás não é novidade, por mais que a propaganda inspirada em ditadores famosos diga o contrário.
    Por isso, eu considero vergonhosa a postura da oposição, pois seria muito mais digno defender “SEMPRE” os interesses e o patrimônio da população, mesmo que percam eleições.
    Do jeito que está, suas derrotas são certas, porque eles estão ocupando todos os espaços e conseguindo tudo o que querem, a qualquer preço.

    Os editoriais da semana, criticando a assombrosa quebra de sigilo contra grandes jornais, precisam ser divulgados diariamente em rede nacional até que a população entenda que ninguém pretende praticar ações contra a Petrobrás, muito pelo contrário, os crimes dos companheiros que a invadiram e que estão promovendo um arrastão no patrimônio da Nação, devem ser investigados e divulgados, sim, antes que quebrem uma das maiores empresas do mundo.
    O presidente Lula age diretamente na operação que pretende abafar o escândalo, intimidar a imprensa e enganar a população, pois, como ele mesmo declarou, pretende ser o presidente da Petrobrás, porque já se considera “dono” da empresa, que não pertence a uma autoridade ou a um partido.
    Todos sabem que a Petrobrás é NOSSA, do povo brasileiro, e não para servir a interesses particulares.
    Nem na época da “ditadura militar” tivemos um combate tão violento contra a liberdade de imprensa e contra a oposição ao governo.

    O Reinaldo Azevedo está promovendo a campanha mais inteligente para essa situação: “A PETROBRÁS É NOSSA, NÃO DO PT.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *