Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

“Alternativa verde ?”

José Dirceu utiliza malandramente a seção ‘Tendências e Debates’ da Folha, com o pretexto de falar sobre a eventual candidatura de Marina Silva, para tentar ressuscitar a pecha de privatista para o mal que o PT conseguiu colar no PSDB no segundo turno das eleições presidenciais de 2006. Não fossem algumas das privatizações e liquidações de empresas, serviços e bancos públicos, liquidação de bancos privados e a cobertura de rombos em estatais, durante o governo FHC, certamente o Plano Real não prosperaria e hoje veríamos o lulopetismo se lambuzando ainda mais com o aparelhamento da máquina pública por seus camaradas gafanhotos e aliados comprados. Dirceu tenta desconstruir a nova opção partidária da senadora, porque o PV é um dos aliados de Lula e também da aliança PSDB-DEM, mas em nenhum momento responde à afirmação de Marina, de que não poderia continuar no PT para "convencer que o meio ambiente tem de ser prioridade" e porque "este é um governo insensível às causas sociais."

Não consegui segurar uma risada ao ler a afirmação de Dirceu de que o "PSDB fez uma opção, há quase 15 anos, por ser o partido das elites financeiras, quando a transição conservadora entrou em colapso após o impeachment de Collor" e que a "velha direita, desgastada pela longa ditadura militar, não era mais capaz de protagonizar a engenharia do Estado neoliberal." Vindo de quem vem, como principal interlocutor político das reais intenções de Lula, já que a sua ministra-candidata Dilma Rousseff, também conhecida como "José Dirceu de saias", revelou-se mitômana, não deixa de ser curioso averiguar mais profundamente os interesses que o animam a reocupar espaços no centro do poder e nas cercanias do atual inquilino do Palácio do Planalto.

Os banqueiros privados brasileiros e estrangeiros nunca antes na história deste país foram tão felizes como agora. Na própria edição da Folha, há uma matéria destacando que o crédito privado é o que mais cresce sob Lula e que, somente durante a crise, frearam os financiamentos, enquanto os controlados pelo Estado agiram no sentido contrário. O pedágio dos juros altos que mantém a felicidade geral dos banqueiros não foi socializado na crise, sobrando para o Estado, a quem deveria competir apenas cuidar da saúde, educação e infra-estrutura de saneamento, habitação e transportes.

O mote para 2010 contra o PSDB, atribuindo-lhe a pecha de "velho programa privatista", está colocado claramente por Dirceu, com a intenção de mobilizar algumas corporações governamentais, mais sujeitas ao discurso das sereias lulopetistas. Esse modelo de Estado só interessa a governos ditadores, de esquerda ou direita. E ao PT, que obviamente se apresenta como reacionário às privatizações que sabidamente não estão em pauta ou na agenda dos próximos governos, de qualquer origem partidária, para seduzir demagógica e politicamente uma legião de companheiros.

Neste mês, para se ter uma idéia dos gastos do governo federal, apenas com pessoal, foram 21% a mais em comparação com o mesmo período do ano passado. O governo federal, sob os auspícios de José Dirceu, ideólogo e formulador de políticas de Lula, sinaliza que a sua governabilidade e manutenção no poder não tem preço, alertando a sua companheirada para o temor do crescimento do seu próprio desemprego da máquina do Estado.

Agora, se Marina Silva decidiu abandonar esse barco, ideal nas palavras do deputado federal do PT cassado, para tentar acender a chama das suas crenças em outro porto, com uma nova agenda de alerta para o Brasil, qual a razão de uma interrogação no título da sua "alternativa verde" ? Fecho, endossando uma reflexão de Élio Gaspari, que cabe também sobre o estratagema de Dirceu: "num regime democrático, com imprensa livre, os pequenos truques produzem grandes desastres."

Compartilhe

8 comentários em ““Alternativa verde ?””

  1. Minha preocupação é que, novamente, Dirceu & Cia começam a proferir um monte de bobagens as vésperas das eleições, sem que alguém do outro lado faça o mesmo.
    O Petismo conseguiu conquistar o poder exatamente dessa forma, “ganhando no grito”, falando alto e amedrontando a torcida. E o outro lado, sempre contido.
    Agora, como a Marina Silva, uma vez candidata, vai atrapalhar apenas a candidatura do PT, já que muita gente que votou no sapo barbudo está acordando, eles retomam a ladainha.
    Já existem muitos blogs divulgando bobagens que chegam a arrepiar, tamanho o absurdo.
    E o outro lado continua recluso…

  2. Amigo Raul.

    Essa candidatura da Marina Silva é bem planejada, e foi executada no momento certo nos termos de uma força real, internacional, de parte do capitalismo nacional engajado na economia global, e sem nenhuma dúvida trará um cenário novo para o embate presidencial de 2010.
    O pragmatismo desse lançamento é visível e de imediato já
    alijou as candidaturas dos partidos tatuados pelo PT, o PSOL e outros que se posicionam contra O PSDB e o DEM.
    Para variar rssss, o PMDB(phoenix talvez)será o fiel e o negociador da balança eleitoral.
    Na minha humilda analise – “a priori” – o PV será uma força verde (com dólares euros e etc…) respeitável, e as mídias unidas pela Industrialização Cultural mais uma vez decidirão essa futura e já no presente vemos todos os sinais dessa eleição.
    PT e PDT e todo fisiologismo aliado, terão que dar mais uma vez nó nessa fumaça que está a anunciar um incêndio devastador, que grassará desde a”nossa parte”na Amazonia Ecológica rsss.
    Um abraço
    Ivan Alvim

  3. Marina morena, doce Marina, frágil guerreira e meiga vencedora de grandes batalhas.
    Que orgulho saber que em nosso país existe alguém assim, que deveria representar o verdadeiro símbolo de afinidade com a enorme parcela da população menos favorecida.
    A senadora seria, sim, um belo exemplo a ser seguido, jamais aquele que representa o modelo da enganação e da malandragem.
    Porém, com todo o respeito à senadora Marina, eu tenho o candidato de minha preferência e a senadora seria apenas minha segunda opção, pois, se há algum projeto para o Brasil que signifique a melhoria na qualidade de vida, com serviços de qualidade e com avanços em áreas ainda defasadas no Brasil, principalmente no que se refere à tecnologia e ao conhecimento, sem agressão à natureza e ao meio ambiente em geral, essa pessoa é o governador José Serra.
    Mas, que bom seria se Marina fizesse parte de um governo que tem condições de mudar a cara do Brasil e que deve começar pela mudança de mentalidade e de prioridades.
    Essa idolatria ao Deus mercado, com o estímulo ao consumo irresponsável, especialmente com a individualização do uso do automóvel, tem causado imensos transtornos e prejuízos, talvez irrecuperáveis, pois o povo aderiu a esse ritmo alucinado e alienante, e nem se importa de viver atolado em dívidas.
    Vai ser difícil enfrentar a elite mercenária que comanda o país, principalmente quando há a tentação do dinheiro aparentemente fácil, mas que pode provocar danos irreparáveis no bolso e no comportamento das pessoas.
    Infelizmente, por enquanto, essa enganação ainda surte um efeito favorável aos poderosos de plantão.
    Está do jeito que o diabo gosta, e no Brasil tem um diabo que escreve e outro que fala demais.

  4. Degradamos-nos a natureza em qualquer lugar do planeta que não precisa de nos

    A natureza degrada-nos que precisamos dela sem cuidar queremos tudo, vamos ficar sem nada se o ar que respiramos precisa do verde da natureza

    A meio ambiente precisa do fundo mundial para garantir a nossa permanência através das empresas lucrativas que contribuíram com 20% do lucro em qualquer lugar do planeta terra mais uma contribuição tipo CMPF para ser o castigo da solução do clima

    Algo semelhante esta na ficção http://www.ficcaoglobalizada2015br.blogspot.com/

    Que poderia por como matéria obrigatória desde o jardim de infância ate o ultimo dia da vida de cada um de nos, assim os políticos do futuro serão do jeito que a população deseja que represente todos, sem obrigação de empregar por contrato engavetado

    Assim todos os cargos seriam somente por concursos, mesmo para os já concursados ficaria semelhante a iniciativa privada

    Para isso temos que estimular o lucro de todos os negócios existentes porque essa conta e de todos ser humano, principalmente da empresas lucrativas

    Não adianta no presente ficar arrumando culpados para enganar a opinião publica pelas situações presentes pior ainda as situações que vem em nossa direção, porque ninguém que já morrei vai ressuscitar para assumir a culpa

  5. Marcelo Prado

    Por coincidencia recebi hoje de um amigo o link p/ um trecho de filme em que José Dirceu dá cartas numa reunião c/ figurões do Governo. É de origem suspeita e registro impreciso, mas impressiona pelo que revela de intimidade com o poder.

    o-filme-vazou-imperdivel-0402336CE4B19346.html

  6. Telma Valença

    Raul, vc tem razão!

    José Dirceu tenta ressuscitar a pecha de privatista que o PT colou no PSDB na eleição anterior para a presidência da República. Não fossem as privatizações – Vale, Telecomunicações etc… – seriam hoje apenas mais um dos deficitários cabides de empregos desse atual governo.
    Ao Estado democrático cabe apenas cuidar de saúde, transporte e educação. Empresas só interessam a governos ditadores, de esquerda ou direita.
    O PT, obviamente, odeia privatizações por estar impedido de tomar essas empresas de assalto como faz com a coisa pública. Neste mês, para se ter uma idéia, gastos do governo federal com pessoal foram 21% a mais em comparação com o mesmo período do ano anterior. Se compararmos, então, o aumento do número de funcionários públicos federais entre os dois governos (FHC e Lula), aí sim entenderemos esse apego do PT aos empregos e empresas públicas.
    O PT, na verdade está se borrando de medo de perder o governo federal e com ele ver crescer assustadoramente o nível de desemprego no país, o que acontecerá sem dúvida, dado o número de “camaradas” na rua.
    No seu artigo para combater o caráter (legítimo) de mentirosa da sua candidata, que não foi inventado por ninguém, o PT tenta, na figura do Sr. José Dirceu (aquele cidadão totalmente confiável que todos nós conhecemos), ressuscitar o caráter privatista que o PT imprimiu no PSDB Ã custa de muita repetição e parcos argumentos!

  7. Os petistas estão desesperados porque estão num processo de autodestruição.
    O dono do partido, que é o dono de suas opiniões, de suas mentes e de suas almas é o grande responsável por isso.
    Quem perde o pescoço, ou o cargo, mas não perde o juízo, como é o caso da senadora Marina, está desembarcando dessa canoa furada.

  8. Confesso que tenho algumas dúvidas sobre Marina, apesar de admirar sua bandeira.
    Depois de tanto tempo lá dentro e de não ter se afastado, conhecendo tudo o que acontecia, não sei, não… Mesmo explicando as razões, essa saída suave me parece um tanto suspeita… Enfim, é uma desconfiança que só o tempo vai responder.

    No que diz respeito à pecha de privatistas, estão querendo usar velha tática vermelha, qual seja a de colar nos adversários coisas negativas e nem sempre verdadeiras. Penso que devemos dar o troco, com a vantagem de não termos de recorrer à mentiras.
    Basta buscar dados das privatizações e das tentativas de privatização do governo lula, como as estradas federais, com trechos leiloados e abertura de postos de… PEDÁGIO!!
    Mais caro ou menos caro, não importa. São tantos que, somando todos, não sai tão baratinho assim.
    O importante é lembrar que não existiam e foram criados por LULA, do PT.
    De quebra, precisamos mostrar que lula não deu conta das estradas, abandonando-as, então virou PRIVATISTA. Fazendo tudo aquilo que tanto criticava. Simples assim.
    Listando tudo, podemos perguntar objetivamente:
    Quem privatizou a BR tal? Lula, do PT!
    Quem tentou privatizar a Infraero? Lula,
    Quem colocou pedágio onde antes você passava de graça? Lula!
    Assim devolveremos a pecha em dose dupla.
    Complementando, precisamos dizer com todas as letras, o real motivo pelo qual o PT não queria a privatização de algumas empresas. Ele queria – e quer – a PETEtização. Ou seja, encher as empresas só com cumpanheros, e aliados, ditando as regras e podendo esconder e controlar as falcatruas (com tantos escândalos tem até imagens pra comprovar isso) Essa é a pecha deles!

    Infelizmente, nossos marqueteiros são muito bonzinhos para chutar na canela… Preferem falar que privatizando, as exportações subiram, aumentou a produtividade, houve valorização das cotas etc… Argumentos válidos para a classe média, mas que os militantes vermelhos espertamente desmontam dizendo: “Viram? Venderam a galinha dos ovos de ouro para os capitalistas!” ou “deram de mão beijada!”. Então, chute nas canelas (eu não falei em golpe mais abaixo). Só assim, tanto a classe média quanto o povo mais humilde vai entender e, o que é melhor, mostrar indignação por estar sendo ludibriada por esse partido que se dizia ético.
    A tática dos petistas (ou de quem está por trás do PT) agora mudou. Não querem apenas as estatais. Os sindicalistas, via Fundos de Pensão, estão se adonando de ações de grandes e estratégicas empresas brasileiras. Mas isso já é uma outra história…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *