Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

“Lula morreu”, agora é “Inácio da Silva” !

Juro que quando lí essa afirmação no título, logo pensei que se tratava de uma estratégia do PT para disfarçar o terceiro mandato do "nosso guia", como diz sempre o jornalista Élio Gaspari. Na verdade é a reação figadal do bispo dom Luiz Flávio Cappio, que encerrou na semana passada a sua greve de fome contra a transposição das águas do rio São Francisco, que confessa ter chorado de emoção quando achava que o Fome Zero seria um exemplo para o mundo, que ia dar dignidade e cidadania…

Virou rotina a Igreja Católica "virar as costas" para o presidente Lula Inácio da Silva. Curiosamente é que os religiosos que lhe retiram o apoio são aliados históricos, inclusive amigos (lembram o afastamento de Frei Beto?). Dom Luiz Flávio Cappio não fugiu à regra, apesar da carga assistencialista da Igreja em muitos rincões deste país, ao considerar que os programas sociais do atual governo não emancipam, porque se singularizam em esmolas para manter a dependência do povo.

Também é curioso ler a declaração de Dom Cappio, após cinco anos de governo, afirmando que os movimentos sociais foram abafados na gestão do petista e que a sua oposição agora é "por motivos éticos e morais". Interessante que ele, ao excluir Lula, preserva as suas crenças no presidente que ajudou a eleger, pelo seu voto de opção aos pobres. Agora, simplesmente, separa o apelido do nome do presidente, porque constatou que os "elevados índices de popularidade dele só existem porque "o povo pobre e miserável do Brasil corre atrás de um presidente que dá esmola".

Este texto pode deixar uma impressão contraditória, justamente porque vivemos uma contradição no caso do posicionamento de Dom Cappio, aliado do presidente até a decisão da transposição do São Francisco e que poderia continuar na sua primeira condição se não tivesse um de seus interesses contrariados. Não me recordo de Dom Cappio indisposto com o presidente Lula à época do mensalão e dos sanguessugas.

Enfim, apesar dos pesares, pela morte de Lula para Dom Cappio, o presidente continua o mesmo Luiz Inácio Lula da Silva, com sua história, promessas e defeitos, apenas desnudado, por ora.

Compartilhe

7 comentários em ““Lula morreu”, agora é “Inácio da Silva” !”

  1. Companheiro Raul.

    Quero expressar nese final de ano a você, meus parabéns por esse bolg pontual, uma iniciativa democrática muito positiva em que até tomas “paus” pra caramba, e como te conheço de outros caranavais te divertes e aceitas outras ponderações, quando arrazoadas em críticas fundamentadas, vindas de compadres e amigos de fé, irmãos, camaradas, nem preciso me estender…Um poeta, como tu, ainda tem outras fontes pra desopilar o fígado da nossa burocracia político-partidária…xiita, que recheia a “normalidade” das mídias. Parabéns, mano véio.

    Lula, Igrejas progressistas, petistas e “otras cositas mas” que racharam sindicatos ideológicos de fábricas e uniersidades nos anos sessenta, hoje prevalecem no poder e é fato consumado…que foram bem “craniadas” essas todas
    ocupações de espaços revolucionários,os quais,buscavam os justos direitos trabalhistas de fato (Ã época) e nas leis socializantes..logo..logo..rss..tudo continuou como dantes
    nos quaetéis capitalistas centralizados dos “Seu Abrantes”

    Vai daí,você é agente e testemunha vivencial, como a gente
    de “tudo mudou de fantasia, pra continuar igualzinho, rss”

    No mais, aos que aqui têm seus protestos e/ou elogios, bem
    merecidos, um abraço solsticial de verão, e principalmente
    a você, mano, um feliz Natal e ótimo 2008…*tâmo junto*

    Ivan Alvim

  2. Não entendo como a mídia da tanta atenção p/ esse bispo. Quem faz greve de fome, é pq tem o que comer. Quero ver alguem que tem que andar de 05 Ã 10 km com uma lata de 20L com água na cabeça p/ matar a sede fazer algo p/ comer ( qdo se tem algo) e higiene sua e de seus famíliares fazer greve de fome. Aliás eses pobre coitados fazem greve de fome não por opção e sim pq não tem o que comer e muitas vezes nem o que beber

  3. Alfredo de Souza

    Concordo com o Alvaro. Quem se dispõe a ser mártir deve ser até o fim. O mártir morre por seus ideais. O que este bispo fez foi manter por alguns dias um blefe à comunidade paupérrima daqueles rincões, de forma a tê-los como seu “grande pastor e defensor”. Não é nem uma coisa nem outra. Aliás,é isto o que Lulinha Paz e Amor vem fazendo desde que sentou seu bundão na cadeira de Presidente. Ele,igual ao seu companheiro, o louco Hugo Chávez, está pouco se lixando para o povo – “o povo que se exploda”, já dizia Chico Anísio em um de seus personagens -. Assim, só nos resta rir desta comédia, no circo que se armou lá por aquelas bandas.

  4. Pois é amigo Raul, aproveitando a deixa natalina.
    O povo ainda acredita em Papai Noel.

    Se os padres realmente se preocupassem de fato com os mais necessitados, o Vaticano não poderia ser tão rico, e dispensariam suas pratarias e cristais, e distribuiriam a riqueza para os excluidos, e a dotrina seria mais acertada, servir ao povo, e não se servir dele.
    Esta última colocação cabe bem aos políticos atuais, principalmente aos petistas e sindicalistas que discursam em benefício do povo de olho no seu própio umbigo.
    Feliz 2008!

  5. PAULO MATOS

    Um colunista social do passado, velho amigo dessa direita com que vos aliais – está certo? É o ato de se aliar – diria “Sorry, periferia!” . Ninguém quer discutir o projeto do SF em sí, só ser contra ou a favor, apesar de seu significado histórico para a própria reversâo do quadro ambiental do planeta e da população castigada pelas sêcas desde sempre. É como a Constituição do camarada Chávez, que foi até publicada mas nunca debatida quanto aos seus aspectos positivos de eliminação do latifúndio improdutivo. Mas sei, o artificialismo permeia as açôes dos que exercem a ação pública como privada e se distanciam dos coletivos.Mas estou acostumando com isso…
    Paulo Matos

  6. Marco Vinicius Ferreira

    Eu tambem fui enganado pelos meus olhos vi, mas nao li direito, quando cai na real, vi que nao tinha morrido, mas vai.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *