Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Aécio vê o PT como amigo ?

Será que os diálogos e acordos de Minas Gerais do PSDB com o PT, encampados e defendidos pelo governador Aécio Neves, serão uma boa pedida nacional? Parece que ninguém ousa tocar nesse assunto, apenas porque é o Aécio quem está refletindo em voz alta. Essa questão ocupa periodicamente a imprensa nacional, sempre para cristalizar uma posição do governador mineiro, no momento em que se discute a defesa de candidaturas próprias a prefeito em todos os municípios do país. Em Minas, as regras devem ser flexíveis, porque a especialidade local é resolver tudo na base do diálogo (sic). Ou é porque o governador tucano já precipitou seu apoio à nova proposta de reforma tributária do governo Lula, e isso é apenas um sinal subliminar ? 

Pois é, fica a impressão que ninguém conversa do outro lado da ponte de Minas Gerais com o Brasil. Com isso, localmente, os acordos correm solto, antecipando e desenhando cenários de 2010. Essa história não é nova, porque a combinação do PSDB mineiro para garantir a reeleição de Fernando Pimentel, do PT, para a prefeitura de Belo Horizonte, em 2004, imobilizou candidaturas genuínas tucanas, nascidas apenas para perder e dar lugar à "construção coletiva" de um nome capaz de unificar o tucanato no futuro.

Pelas últimas notícias desta terça-feira (26), o quadro mineiro ficaria assim: o PSDB faz uma aliança municipal com o PT, compartilhando forças num dos maiores colégios eleitorais do país. Daí, "define" a escolha de Pimentel para suceder Aécio no governo do Estado e de Aécio para o lugar de Lula na presidência da República (falta apenas combinar essa manobra estratégica, com os "russos").

FHC entusiasmou vereadores do PSDB de todo o Brasil, quando afirmou que as escolhas de candidaturas não serão mais privilégio das cúpulas partidárias. Já testemunhei e já lí FHC sobre o quê pensa do PT; tucanos ecoaram essas impressões, mas até agora desconheço uma resolução partidária sobre a política de alianças do partido para as eleições deste ano.

Aécio diz que o Brasil precisa viver uma fase mais madura: "Precisamos buscar alianças onde existe identidade. Há figuras do PT com as quais tenho identidade". Eu também, Aécio. Velhos amigos do movimento estudantil, sindical e comunitário. Tempos de identidade comum, quando o alvo era a ditadura militar e os seus filhotes-governos autoritários. Quantas vezes buscamos estar juntos em torno de um projeto para as cidades, estados, país!? Vamos passar a régua sobre tudo e cumprimentar o "irmão" do lado, apenas porque ele está mais próximo?

Não somos amigos deles na concepção política, Aécio. Compartilhe o seu projeto local com as definições nacionais do projeto do PSDB, ou valerá na sua estratégia eleger Marta Suplicy em São Paulo e tantos outros lulopetistas no ABCDM, Ceará, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Paraíba… Esta a herança bendita do PT para o PSDB, que não vamos esperar para ver !

Compartilhe

8 comentários em “Aécio vê o PT como amigo ?”

  1. Luciano Araujo

    Raul,companheiro optei por colar este texto, quando diz não haverem resoluções partidárias, talvez não ajam tucanos nos quadros desta campanha 2008 e por isso necas de resolução,mas enfim o que fazer eu…

    Parece que estamos aprendendo, mas será que se ficarmos de fora do “bolo” iremos viver a criticar? Aqui na net só especulamos e damos apoio,mas buscar apoio muito pouco fazemos.Não estou sendo partidarista. Qual projeto originario daqui extraimos? Eu como Psdbista acreditava que muito daqui se obtiria mas na pratica só gatos pingados querendo leitinho. Fazemos todos o jogo político hodierno que tanto somos contra. Vi na PMS ,um caso interessante ,O tal do Conde (PSB) deixar o cargo por causa da Mariangela, será que ele como profissional deixou de ser a melhor escolha? Nossa democracia e seu sistema esta farto de profissionais? Que cultura terceiro mundista.Tratamos isso como normal, mas reclamamos dos políticos governistas, talvez assim consigamos espaço no poder,pelo simples poder. Marcia não tem chance de administrar esta cidade quer queiram ou não, ela pode até ter chance de se tornar prefeita se junto com o PSB e PDT mais outros partidos de menor expressão como o DEM compuserem sua legenda. Mas só isso, governar ela não consegue, precisa se preparar mais e aliar-se a um numero maior de profissionais. O sistema executivo ser complexo demais para que sua estrutura comporte, uma vitória sua implicaria num abandono geral à cidade um cada um por si, aja mala… Uma eleição de consenso, com respeito as diferenças e independente da composição, divergencias existirem quando se tratar de ingerencia ,um consenso profissional ético. Precisamos demarcar um inicio na União Cubatense, olho no olho, ainda temos tempo ,podemos reunir todos os partidos da cidade para um acordo de política limpa(campanha) , Quem quer que ganhe as eleições terá dificuldades desnecessárias pois a oposição estará fortalecida ,o povo como sempre “massa” ,ninguem sabe nada do que acontece. Se este caminho não der certo partamos nós povo para uma reviravolta nas urnas ,destas que surpreendem até os matematicos. Chega de descaso ,chega de desinformação ,seje 2008, 2009,2010… entremos nesta luta e que nosso voto seje secreto mas transformador…. LU

    Como ve Raul,política de aliança ,não falta, o que falta ser a cúpula local levantar a cabeça e esquecer seus umbigos, não falo em especifico de Cubatão, mas espaço ser necessário ao exito entende?(2010).Como outrora nos disse a comunicação ser um caos ,aéreo estamos mas diminuamos a burocracia. Vou falar(sic) uma cousa Raul, quem ser Aécio, com todo respeito a família Neves, mas ele colabora com que nacionalmente falando em termos de projetos?Ele herdou o PSDB?Me desculpem aos tucanos mas prefiro atea-lo fogo junto ao PT/LULA do que ser saudoso com sua pretensão. O Brasil merece mais um Martir desreconhecido.Basta olharmos para o povo que milhões o serão. Que nós voemos cada vez mais alto em busca do Primeiro Mundo Latino Americano, e que não haja Serra que impessa esta decolagem, basta a nós projetarmos como será o futuro apartir das execuções do presente. LU-JPSDB.CUB

  2. carlos laureano

    Neste início de segundo mandato de Lula, passado o “susto” de seu primeiro mandato, começa-se a vislumbrar a consolidação de uma república sindicalista. Mais do que isso, o Estado devidamente “aparelhado” pela máquina do PT, ONGS petistas fortalecidas, Fundações petistas de empregados robustecidas, Centrais Sindicais com mais privilégios e caixa , etc,etc. Somente agora parcela dos políticos, da classe média e do empresariado começa a enxergar a profundidade do Projeto político de permanência no poder do PT. O PSDB ainda não acordou. Talvez Aécio tenha enxergado uma via rápida pessoal para chegar lá: união com o PT. Serra, por outro lado, vê de forma mais partidária do que pessoal. As eleições municipais deste ano no Estado de São Paulo para o PSDB de Serra será muito mais importante do que se imagina. De novo, o PSDB ainda não acordou. Restringe-se à Capital. Bobagem.

  3. Raul, o Aécio prendeu com o vô dele e com Maquiavel, e tá de olho no próprio umbigo.

    As cartilhas de PT e PSDB já deixaram de ser a mesma faz tempo.

    E ao contrário do que o Carlos Laureano escreveu, o PSDB ainda não acordou para o perigo que PT representa para o paí.

    basta clicar “foro de são paulo” no google e dar uma lidinha.

    abraços

  4. Raul, o problema dessa sua colocação, não é o PT e sim o Aécio, que com essa maneira de agir, fatalmente minará o psdb, para depois se debandiar para o lado dos petistas, porque o mineirinho sabe que dificilmente conseguirá a legenda para desputar as eleições de 2010 a Presidência da República e que ao pt só resta o Lula, e como não teremos tri-eleição, obviamente que para os petistas seria um enorme ganho, a ida do Aécio para a legenda.
    O psdb, tem dificuldade de punir com expulção os que desreipeitam seu Estatuto Partidário, esse é o momento da grande cúpula, com todos os diretórios a nível nacional, fazerem reflexão sobre o assunto, o qual merece a participação de todos os Tucanos, que adianta ter nomes expressivos politicamente, se esses não os são moralmente.
    Sou favorável que o Governador de Minas ” peça prá sair”!
    É isso ai!

  5. Raul, assisti hoje no Jornal Nacional, que após tanta discursão e articulação para se conseguir a relatoria ou a Presidência da CPI ,para se apurar as irregularidades no uso dos cartões por parte do governo Lula e sua cúpula, o nosso partido saiu vitorioso, conseguindo presidir a tal CPI, e não entendi como que foi oferecido que um deputado do PMDB viesse a presidi-lá.
    Já não basta o Aécio querer se debandar para o lado dos petistas. E acham pouco e, querem agraciar o paretido que mais cargos tem nesse governo, o PMDB.
    Não podemos amarelar, temos que assumir que somos oposição de fato, e que o povo os elegeram para serem oposição a esse Governo. Precisamos de quadros com fibra e mais garra no nosso PSDB, por isso é que não aceito, uma pessoa igual a voce, com todos os requisitos necessários teima em ficar de fora dessa disputa eleitoral a de candidato a Prefeitura de Santos.
    Em 2008, Raul neles!
    Ainda d;a tempo

  6. Vejamos o que dizem as pesquisas e os especialistas “É indiscutível que o próximo governo federal seja de alguém de fora da legenda petista, Lula não conseguirá eleger um suscessor a não ser que “Esse sucessor seja de fora do pt” Por aqui Serra já se apresenta como o futuro, mas só até 2014, pois com Serra, Lula voltará ja no primeiro turno e ficará mais 8 anos” Ora se isso é quase que uma constatação do óbvio e um senso comum de todos os especialistas, prefiro apostar nessa tentativa do Aécio de conseguir, tirar a chupeta deles de forma consentida, pois pode ser a única alternativa viável para termos um bom administrador como presidente. Ou o PSDB e os psdebistas de plantão vão dizer que não? Melhor Aécio com competência e chances para que o povo esqueça Lula, do que amargar novamente essa turma de novo por mais não sei quanto tempo. É uma idéia e só o futuro nos revelará se foi ou não uma boa idéia.

  7. …Caro Raul,

    Não vejo nada demais numa aliança entre PT e PSDB. São partidos muitos próximos na sua forma de atuar, sendo os tucanos algo um tanto indefinido, ora tentando ser como a social-democracia européia, ora lembrando bem os velhos caudilhos e sua política de toma lá dá cá, como o Alan Garcia do Peru e os sociais-democratas que antecederam Hugo Chávez na Venezuela, onde privilégios de poucos imperavam sobre a maioria pobre. Aécio mostra que mineiro tem mais jogo de cintura que paulista, como sempre. Nunca me esqueço que Ciro Gomes afirmou em entrevista aqui no litoral, ser os tucanos muito parecidos com os petistas e citando que em várias localidades do País os dois são aliados em governos. Os tucanos deveriam aprender com Aécio Neves. É uma oportunidade de ouro que se apresenta. Quanto ao PT, este deveria voltar a prática mais popular de antes. Abs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *