Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Geraldo agora é Kassab !

 

O gesto de Geraldo Alckmin, que nesta terça-feira anunciou o seu apoio e empenho à eleição de Gilberto Kassab para a Prefeitura de São Paulo, não surpreendeu tucanos e muito menos aqueles que conhecem a sua trajetória política. Na sua manifestação pública ele também considerou natural que houvesse essa aliança para o segundo turno, uma vez que o adversário a ser derrotado é o PT: "Estou à disposição do prefeito e faço isso com satisfação. Tenho absoluta certeza que ele será bem sucedido."
 
Desse modo, Geraldo emudece uma torcida que apostava na divisão do PSDB, num momento importante para a história da maior Cidade do país, cujos eleitores vêm reagindo contra o retrocesso e a experiência problemática da gestão de Marta Favre na Prefeitura.
 
O primeiro turno das eleições municipais deste ano revelou um PSDB ainda mais forte no Estado de São Paulo. Em 2004 elegeu 195 prefeitos, em 2008 esses números saltaram para 201, podendo ampliar ainda mais no segundo turno. O PSDB está disputando as prefeituras de Baurú, Guarulhos e São Bernardo do Campo, além de apoiar a vitória de partidos aliados na Capital, em Santo André, Mauá e São José do Rio Preto.
 
Para o deputado federal Mendes Thame, presidente do PSDB-SP, esses resultados refletem os trabalhos executados entre 2005 e 2007, quando foi concluída a implantação de diretórios do PSDB na totalidade dos 645 municípios paulistas. Organizado em todo o Estado, o partido pôde disputar as eleições municipais deste ano com candidatos próprios a prefeito em 419 municípios, colecionando vitórias para as prefeituras de Piracicaba, Sorocaba, Franca, Jundiaí e São José dos Campos.
 
Como justificou Geraldo, no momento do seu engajamento à candidatura de Gilberto Kassab, "no primeiro turno o debate é político e administrativo. Todos os partidos têm direito de apresentar os seus nomes e as suas idéias. Mas na democracia se ganha e se perde. O que vale agora é que temos a melhor opção para São Paulo."
Compartilhe

18 comentários em “Geraldo agora é Kassab !”

  1. Dr. Carlão.Biomédico

    Prezado Raul…
    Como novato na politica, aprendi em os Ventos sopram repentinamente de vários lados, e a marola vai levando nosso barquinho…é lógico que queriamos muito ver Geraldo na prefeitura de São Paulo, como também gostariamos de ver outros PSDBISTAS ocupando outros cargos…mas viva a DEMOCRACIA.

    Abraços Sinceros.

    Dr. Carlão

  2. Raul,

    Como bem disse acima o nosso amigo Dr. Carlão, queriamos ver Geraldo Alckmin na prefeitura de São Paulo.

    Entretanto, após a eleição Geraldo demonstrou novamente ser um homem ético e de partido.

    Entendo que Geraldo Alckmin é motivo de orgulho para todos os tucanos.

    Um forte abraço,

    Fábio Lopez.

  3. Pedro Vidal Alvarenga

    Caro Raul,

    Absolutamente nenhuma novidade no caráter de Alckmin o que já não posso afirmar de uma certa “trupe” de pessoas de seu Partido que não agiram com ética desde o lançamento da candidatura do PSDB á prefeitura da capital paulista.
    Ao nosso Geraldo Alckmin só me resta aplaudi-lo como sempre o fiz.

    Abraços.

    Pedro Vidal Alvarenga

  4. jose carlos salles

    Na minha opinião, acho que Geraldo Alckmim se julga o dono do PSDB. Quis de qualquer forma ser candidato a Presidente, não era unanimidade, foi derrotado. Agora quis ser canditado a Prefeito, foi derrotado. Apesar de ser um politico correto, atuante e de grande experiencia, tem se queimado. Acho que poderá ter chances para governador, mas precisa ser mais humilde.

  5. Julio Penin

    Que diferença de postura entre os nossos candidatos Geraldo e agora Kassab, integros, respeitosos, fazendo da política uma arte de negociação, enquanto a “Dona Flor” formula ataques pessoais, esquecendo de olhar para o seu umbigo, e nisso leva desvantagem sobre a verdadeira, pois pelo que tudo indicava os dois maridos durante muito tempo foram reais e compartilhavam o mesmo lar, nenhum era fantasma.

  6. Comentando o leitor José Carlos Salles, quem se acha dono do partido são aqueles que não aceitam uma decisão partidaria, e agem como aquele garoto dono da bola que se o time não fôr escalado como ele quer… leva a bola a acaba com o jogo.Geraldo aceitou todas as decisões do partido e foi professor de humildade ao abraçar a campanha do Kassab, como foi determinado pelo partido.

  7. Evandro Losacco

    Raul,

    O Geraldo Alckmin mostrou que é um homem de Partido, que respeita as decisões partidárias, colocando-as acima dos interesses individuais. Os “dissidentes” devem estar “vermelhos” de vergonha com esse exemplo correto e digno. Aqueles que apostaram na divisão do PSDB mais uma vez perderam. Derrotas eleitorais, se bem assimiladas, serão as sementes de futuras vitórias, o que não se pode perder nunca é a coerência e a dignidade.

    Vamos à luta PSDB !

  8. Edgar Boturão

    Alo Raul. Forte abraço. Penso que Alckmin precisa rever determinados conceitos para não jogar fora a boa trajetória política que teve até renuciar ao governo do Estado para candidatar-se à presidência. Uma coisa é seguir a decisão do partido e comunicar isso publicamente. Outra coisa é abraçar Kassab e fazer campanha ao lado dele depois de agredí-lo duramente durante no primeiro turno. Saudades do “COVAS”.

  9. fausto ivan

    Como diz o Evandro, derrotas bem assimiladas são sementes para o futuro. O PSDB parece o Corintians, o PMDB acha que somos a costela ingrata e nos trata como o inimigo maior, sempre se aliando a nossos adversários, o PT nos elegeu como seu maior inimigo e não como adversário, e, como sempre, quer arrancar nosso pescoço. Por isso tudo, é preciso costurar a unidade partidária após as eleições para não ficar nenhuma sequela e podermos seguir com os objetivos da Social Democracia em benefício do Brasil.

  10. Carlos de Brito

    Olá Raul!
    Para não ocupar muito o teu Blog, faço das palavras do Rogério Magalhães, pedindo a sua permisão, as minhas palavras.
    Agora não temos candidato em São Paulo e devemos seguir as determinações do Partido.
    Continuo lastimando a debandada dos ( ex )companheiros do nosso Partido.
    Um abraço;
    BRITO.

  11. Leopoldo Pontes

    Caro Raul

    Vi uma pesquisa que mostrava Kassab bem na frente de Martha. O apoio de Alckmin, sem dúvida alguma, levará o prefeito à reeleição.

  12. Caro amigo Raul,

    sangue nos olhos, faca nos dentes e vamos q vamos!!!!!!!!

    ps, vc será candidato em 2010?

    abraços

  13. Sou um do que acreditam, que o Brasil, não necessita ter segundo torno pra nada. Acho um gasto desnecessario para a nação. Raramente alquem, que perde no primeiro turno, ganha no segundo. Um pais, com o indice de pobresa que este Brasil tem, gastar uma pequena fortuna, para um segundo turno, é ato governamental inrresponsavel! Falta pão, neste país… Ele quer pão, não circu! Estas alianças, de ultima hora, desgastam os partidos, fazem quem ganha se comprometer ainda mais e quem perde, é sempre o povo!

  14. Olá Raul!
    Bem, fico eu tentando imaginar o que se passa na cabeça do Geralaldo Alckimin , após tomada a decisão de apoiar o Kassab. Até porque não teve outra opção.
    Agora dizerem que o mesmo não estava preparado para sair candidato a Presidência da República é demais.Esses que pensam assim devem estar do lado direito do governador José Serra, que também quando saiu candidato a presidente da Republica, não teve o apoio do Fernando Henrique, pois alguns intelectuais de plantão também achavam o mesmo sem condição de disputar o maior cargo do País.
    Ambos disputaram a Presidência e não obtiveram sucesso, (0X0)!
    Parecido a isto , ficamos nós em 2004, que fomos apoiar o Papa no segundo turno, por falta de opição, pois voce Raul, também ficou esnucado.
    Amigo, me desculpe, mais não me ve3nha com essa de que o PSDB em São Paulõ não esta dividido. Bota dividido nisso, e nós em Santos, andamos na mesma cituação, sem tirar e sem por.
    Chamam isso de Democracia. DEMOCRACIA! eu chaMO ISSO DE OPORTUNISMO E CONCHAVO. Lamentavelmente essa é a situação que sabemos existir no PSDB.
    Se ainda sou filiado ao Partido, tenha certeza que é por sua pessoa, pois não acridito mais em que os partidos sejam ideológicos, se é que foram em algum tempo.
    Amigo Raul, desculpe pela colocação direta e reta.
    Um grande abraço, do irmão e sempre amigo, contará sempre com meu apoio, fora ou dentro do PSDB. eu ou voce ou até quem sabe ambos.
    Um grande abraço.

  15. Renato Cabelo

    Pois é, meu caro, o gesto do Geraldo cala áqueles que apostaram na divisão. Esse gesto só nos fortalece para 2010. E nós Tucanos, temos que aprender muito com ele.
    São Paulo sai fortalecido. Veja o que esta acontecendo em Minas.

    Renato Cabelo

  16. francisco de assis vieira filho

    Raul, precisamos reavaliar a resolução do PSDB, que determina candidaturas próprias em todos os municípios,
    pois temos obrigação de apoiar companheiros do 45.
    Muitos foram abandonados a própria sorte e ficamos felizes com a vitória de partidos aliados. Parece incrível vamos tirar lições dos erros cometidos em São Paulo e em muitos municípios do interior do Estado. Agora concentrar os esforços para eleger Kassab, o Geraldo deu demonstrações extraordinárias de companheirismo, ética, no primeiro turno os partidos disputam, no 2º turno as alianças. Raul, os partidos aliados estão crescendo, o PSDB perdeu cidades importantes e muito do seu conteúdo,os nossos eleitores inconformados é melhor ouvir a periferia, nossa militância sem discurso, nossas lideranças batendo cabeças, apesar de tudo somos 45.
    Chesco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *