Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Cristo Redentor “armado” em calendário ?

Sem chauvinismo, mas não ví qualquer graça na capa do calendário do jornal satírico americano The Onion, que mostra a imagem do Cristo Redentor no Rio de Janeiro com duas metralhadoras. Em outubro o colunista do jornal O Globo, Ancelmo Góis, havia manifestado a sua indignação, mas agora tive a oportunidade de folhear a publicação "apresentando" o Brasil favelado, violento e depredador da Amazônia. Quer saber mais ? Fiquei ofendido com essa exposição gratuita e péssima para a nossa imagem lá fora. Devemos mostrar mais o país que emergiu do Plano Real e que hoje vê a crise econômica como uma "marolinha". É um caso para o Itamaraty, a Embratur e a Secretaria de Comunicação da Presidência da República ?

Na semana passada, como já comentamos aqui, a Newsweek destacou a solidez da economia brasileira e incluiu o presidente Lula dentre as personalidades mais influentes do Mundo. Com uma interpretação histórica equivocava, diga-se de passagem, que nos obriga refletir sobre quais as razões dos jornalistas – correspondentes estrangeiros – testemunharem nossa realidade e na hora de escrever vendem histórias preconceituosas. Nossas agências governamentais de relacionameto externo estão deixando a desejar. Faltam ações pró-ativas, incluindo comunicação mais eficiente para dentro e para fora, sem necessariamente esconder os fatos e a dívida social que ainda não foi paga.

No calendário disposto em quase todas as bancas e livrarias nos Estados Unidos, o Brasil é conceituado como um país que reúne pessoas na sua maior beleza e que corresponde à humanidade na sua maior feiúra: "Com a gente mais sexy do planeta sendo esfaqueada à noite, o Brasil seja talvez o lar das mais bonitas vítimas de roubos de carros, assaltos e violência do mundo."

O The Onion é um jornal de humor, que não se autolimita diante da correção política ou dos nacionalismos de araque, conforme comentário de Gustavo Alejandro Oviedo, no blog "Caído em Campos – Correspondente portenho na planície"http://caidoemcampos.blogspot.com . Ele escreve sobre o episódio do calendário, relembrando a polêmica gerada com o filme Os Simpsons quando a família viajou para o Rio (Don’t Blame Lisa).

Aliás, nesse blog encontrei a única repercussão da nota de O Globo, com justificativas para convencer que o jornalismo-piada coexiste com a imprensa séria e dita comprometida com a verdade, justamente para alertar que "nem só os nativos são os únicos capazes de ver as coisas erradas".

Não vamos esconder o sol com a peneira e ignorar que o calendário também apresenta um lado do Brasil real, de todos os dias. Nesse caso, qual a sua reação diante dessa "publicidade" do Brasil para o Mundo ?

Compartilhe

11 comentários em “Cristo Redentor “armado” em calendário ?”

  1. José Carlos Silvares

    É óbvio que ficamos indignados com a publicação da foto do Cristo armado.
    Mas uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
    Se por um lado a publicação peca pela reconhecida burrice, ignorância e imbecilidade da desinformação dos vizinhos lá de cima, em generalizar o Brasil favelado, violento e depredador da Amazônia, deixando de destacar o “outro Brasil”, por outro lado é preciso aceitar que tudo isso existe, é contundente, a violência incontrolável no Rio mata mais que a guerra do Iraque, a Amazônia está sendo depredada aos poucos e por aí vai, em meio a desgovernos e à falta de pulso das autoridades…
    E é preciso entender que se trata de publicação satírica, portanto não-séria, portanto descompromissada com os caminhos normais da informação.
    Me lembro de muitas páginas do Pasquim, impedido pela ditadura de produzir informação gráfica sobre fatos reais no Brasil, que esculhambavam a figura do tio Sam e de outros “bens” da Humanidade…
    É preciso reagir contra os fatos como a violência do Rio e a ameaça à Amazônia, impedindo que existam, e não contra a divulgação deles.

  2. Dick Dastardly

    O problema dos brasileiros é que lhe falta criatividade para responder na mesma moeda as pidadas feitas sobre eles.
    Um jornalista chama um cachaceiro de bebado e querem expulsa-lo do pais.Outro faz um desenho e querem prende-lo… E por ai vai.
    O “POVO MAIS SIMPATICO, INTELIGENTE, BONITO, CRIATIVO, ETC…” do mundo não consegue criar é nada. O que vejo é muita garganta. Todo mundo faz e acontece mas no fundo é só conversa mole. Um país de dimensões continentais que não tem se quer uma marca automobilistica nacional, a telefonia está na mão de conglomerados estrangeiros, a educação é um LIIIIIXXXXOOOOOO…A saúde nem se fala.
    Um povo falastrão só podia ter eleito um governo falastrão.
    O cefalópode acéfalo nada mais faz do que propaganda enganosa. E os outros acéfalos acreditam.
    Sofremos de uma Simdrome de Estocolmo coletiva.
    Em tempo. A arte do cristo redentor ficou ótima.

  3. ÉDSON DE MORAIS BUENO

    Caro Raul.

    Realmente é muito triste ver o mais famoso de nossos símbolos turísticos, referência do Brasil para o mundo inteiro, ser satirizado dessa forma, porém, para os cristãos, e isto extrapola os limites geográficos de nosso país, isto é inaceitável e de muito mal gosto, pois o Cristo nunca pregou a violência sendo ele próprio o Principe da Paz (Is.9,4-6).
    Infelizmente é esta a imagem que estamos passando, e isto já há algum tempo, para o mundo.
    Ou as autoridades constituidas de direito fazem algo a curto prazo para minimizar e a médio prazo para acabar definitivamente com isto ou será desta forma que seremos reconhecidos no mundo inteiro logo, logo.
    Saudações.
    Édson Bueno

  4. Marcos Aloso

    Concordo plenamente com o amigo acima Dick Dastardly, realmente um País que sofreu com uma ditadura que censurava qualquer manisfestação e tem em seu comando um homem que veio da luta contra aquele sistema não deve se precocupar com uma publicação de um jornal que tem como linha editorial o humor….devemos ser maior que isso…..e quantas e quantas vezes vejo sátiras sobre Presidentes de símbolos americanos, inclusive sou testemunha de um premio de cartoon ganho na Suissa por um amigo meu em que ele desenhava a estatua da liberdade em forma de caveira……acho que a liberdade de expressão deva ser preservada, senão cairemos nos erros dos antigos militares quando da ditadura neste País…. e sejamos francos…o Rio tem sua imagem ligada a violência porque é uma cidade violenta e ponto…..verdadeiros campos de batalhas são diariamente mostrados em nossas televisões……e o que o governo faz para estancar a sangria da Amazônia? nada……. Fala-se muito e nada se faz….. somos bons de conversa isso sim…..é ridículo solicitar que o Itamaraty, orgãos de turismo tomem uma providência…..primeiro o governo tem coisas mais sérias com que preocupar, ou seja… saúde, educação, emprego e implementar uma política social com uma distribuição de renda mais justa e eficaz e isso incluí o próprio governo que com sua voracidade em arrecar cada vez mais acaba deixando o povo a merce dos marginais que criam verdadeiros feudos nos morros cariocas……acorda povo brasileiro

  5. Leopoldo Pontes

    Caro Raul:
    não é de estranhar a capa desse jornal norte-americano. A imagem que se tem do Brasil lá fora não é mais a do Zé Carioca. E o Brasil não se resume ao Rio de Janeiro, como parecem crer alguns jornalistas estrangeiros…

    É, porém, de se estranhar a imagem positiva que têm do Lula, que engana o povo com suas bolsas-família e algumas palavras mentirosas em rede nacional, muito bem escritas por algum muito bom jornalista.

  6. A imagem que o pais passa la para fora, é esta mesma!!!
    Um pais violento!!! E a culpa, é de quem, esta imagem chegar no exterior? Culpa de um governo, sem moral, um povo, sem liderança, uma classe politica mais interessada no proprio bolso, do que no pais que representa!
    Quando que algo assim, aconteceria, a 1o anos atraz, sem ter manifestação popular contra?
    Estaria ja a Une, na rua, num protesto popular, pedindo providencias do governo, contra o periodico!
    Porque não se ve isso? Porque o PT amordaçou a une…
    Ela hoje, é uma entidade amordaçada, comprada, vendida, esquecida, infiltrada e sem moral pra levantar bamndeiras!
    E a culpa é de quem?
    De todos nos, que nos acomodamos… que permitimos… que num tivemos visão, para enchergar o que o PT estava tramando… Somos um pais, governado pela imoralidade de um parlamento amordaçado, e esta é a verdade!!! As exceções são tão minimas, que se perdem, diante do contexto de uma generalidade!!! Pensaram, as pseldos lideranças politias deste pais, que o povo, com democracia, não se faria necessario organismos… Que ele se defenderia por si só… Esqueceu, nossa classe politica, e em sua totalidade, que o que temos no brasil, longe esta de ser uma democracia! Pegaram os ensinamentos democraticos, e transformaram em estatutos e eum leis, que nada fazem de util, ao povo. Deixaram o povo sem proteção, contra os chacais de um partido autoritário e quase ditatorial!
    Com a une, amordaçada, comprada, vendida, venderam seus dirigentes também a dignidade nacional de uma juventi=ude atuante! Se esta venda, sicnificasse melhor nivel de intelectualidade, me calaria, mas não… A juventiude, com a une como esta, se tornou parasita de uma sociendade sem liderança.
    CULPADOS SOMOS TODOS NOS, POR VERMOS O CRISTO DESTA MANEIRA COLOCADO!!!!
    cULPA TEMOS TODOS NOS!!!!!

  7. Raul, só não concordo com o Cristo Redentor Armado, as demais colocações são verdadeiras, e a violência não é só no Rio de Janeiro, ela está por toda parte.
    Hoje mesmo por volta das 18:30hs, sofri uma tentativa de assalto a mão armada por um dos três delinquentes, ambos de bicicletas, tentaram me rende3r quando chegava em casa, só se deram mal porque observando-os em meu encalço corri para dentro de casa.
    Liguei para 190 e disseram que mandariam uma viatura fazer uma ronda no local, fiquei da janela por mais de 30 minutos e não vi nenhuma viatura, só temos Deus para nos proteger, pois os bandidos deitam e rolam, enquanto as viaturas com certa frequência ficam paradas nos estabelecimentos dando cobertura aos propietários e ou muitas das vezes, de bate papo com os amigos de farda que estão de folga e fazendo a segurança desses estabelecimentos comerciais, e seus superiores fazem vistas grossas, e quando vem a público, falar sobre o assunto, só sai demagogia.
    Esse é ou não é um país da violência, da impunidade da corrupção,etc, etc, etc…??????????????????????????????!

  8. Querido Amigo:

    Sem ‘acentuaçao assumida’ e desprovida da forma de expressão, entendo que o incômodo da imagem do Cristo Redentor armado com duas metralhadoras, está mais no fato de não possuirmos um representante de nosso território que seja responsável ou que tenha endossado a sátira. A regra brasileira ficou clara: não há regra. Ainda que, a imagem que o pais passa la para fora, é esta mesma!!! o que concordo; que no passado o regime brasileiro tenha deixado saldos, entre outras razões, nada justifica a atitude repugnante do Brasil em não cumprir com sua réplica oficial, uma vez que não cumpriu com a necessária ação preventiva e isso independe se ‘até os céus devem se proteger ou não’, armados, amados ou não… Beijo carinhoso, Claudia Tonella.

  9. Quem diria! 11 anos depois e o que temos? O Brasil de Bolsonaro, o Brasil da milícia, o primeiro partido neofascista da nossa democracia bêbada. Essa foto do Cristo armado nunca fez tanto sentido como hoje. Nosso elevado estágio de degradação nunca esteve tão bem retratado como nessa imagem.

  10. José Roberto Torero Fernandes Junior

    Agora, com o Witzel, Bolsonaro e filhos, a capa não é mais um exagero cômico. É metáfora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *