Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Verdade debochada de Clodovil.

O Congresso Nacional tratou a morte do deputado federal Clodovil Hernandes de maneira protocolar. Busquei comentários de seus colegas na imprensa e na internet, e encontrei frases feitas, daquelas que cabem em qualquer lápide. Mas fiquei surpreso com as manifestações de internautas, talvez uma parte significativa dos seus quase 500 mil eleitores, revelando carinho, respeito, orgulho pelo seu jeito particular de interpretar o mundo, os mortais e a sua última experiência pública: a convivência com parlamentares, que no total somam 513 federais e que ele chegou a propor a redução desse número para 250, com um projeto de lei complementar. Quem perde com a morte de um representante popular tão debochado ?

Costuma-se dizer que os "donos da verdade" são debochados. Clodovil não se impunha assim, mas parecia natural que ele vivesse um papel nessa novela democrática brasileira, que é useira e vezeira em testemunhar uma enxurrada de votos em celebridades que se apresentam apenas para dizer que contestam tudo, que mudarão tudo quando chegarem lá. Quem já esqueceu dos antecessores de Clodovil – Doutor Enéas, Cacique Juruna, Zé Macaco, Cacaréco ? Refiro-me ao chamado voto de protesto, que na maioria das vezes conquista mandatos para excêntricos ou figuras que se destacam no anedotário nacional.

Não me sensibilizei com o troca de papéis do deputado Clodovil. Normalmente o Congresso apaga a chama desses personagens, porque, na condição de atores dos esquetes dramáticos ou geralmente cômicos, eles se perdem nos conchavos fora das mídias. Clodovil deu uma volta nesse cenário, preservando a visão da sua figura artística, extravagante, mas pura, crente, sincera, carinhosa e verdadeira. Suas manifestações polêmicas bissextas serviam apenas para aparecer no meio de um parlamento desgastado e cansado do modelo fisiológico e corrupto, de uma parte de seus pares.

Sobra-me ainda uma certeza sobre o Clodovil: ele não era um demagogo, apesar de tentar emplacar um projeto para reduzir o número de representantes do povo no Congresso Nacional. Sem dúvida isso soa demagógico, mas revelava o seu contraditório de fustigar sempre o seu entorno. Posso dizer que me surpreendi ainda pelos interessantes projetos de sua autoria, para tornar obrigatório e gratuito os exames de próstata em homens com mais de 40 anos ou para manter um serviço de atendimento médico, psicológico e social para as vítimas de violência sexual no país.

Sem entrar no mérito do seu comportamento pessoal e aparentemente individualista, essas iniciativas fazem reconhecer que era alguém antenado com a realidade, embora sua crueza estimulasse uma interpretação contrária dos seus desafetos ou admiradores. 

Pois é, acho difícil que a passagem de Clodovil em Brasília mude usos e costumes dos seus colegas excelências. Nunca antes na história deste país ví sobrar tanta vontade de aparecer e ser feliz ao seu próprio modo. Não vale parecer verdadeiro só para aparecer melhor que os outros. Vale conhecer melhor quem realmente se predispõe reformador, para compreender todos e ser menos injusto. Vai com Deus, Clodovil !

Compartilhe

13 comentários em “Verdade debochada de Clodovil.”

  1. Carlo Alberto Lopes = O ANACOLUTO=

    Raul, de falar verdades, com irunia, nos dois sabemos muito bem fazer uso.
    Clodovil foi um nome, e uma lenda….
    Pena que o nosso Congresso, não aceita tipos como o que Clodovil lá implantou.
    10 parlamentares, copm o mesmo estilo, e teriamos uma verdadeira republica, neste pais, e VOCE sabe que é a verdade!!!!

  2. Raul,vc deu uma bela sacada. Remetendo a Nelson Rodrigues, que dizia que o mineiro só é solidário no câncer, podemos dizer que o brasileiro só é revente diante da morte. O tom dos coleguinhas ao reportar a ida de Clodovil foi adequado a qualquer lápide. Exatamente ele que generosamente alimentou metros de publicações com seus ataques viperinos e muito engraçados contra seus detratores (ou pretensos. Mesmo com todo o folclore, Clodovil vai fazer falta no congresso com seu senso prático. Aquela Casa talvez funcionasse com a metade do quórum. bjs

  3. Julio Penin

    Política se faz no coletivo e isso Clodovil deixou a desejar, mas a sua contestação é inegável e serviu como meio de questionar a estrutura anacrônica vigente. Onde você está também existem conservadores, lembre-se que logo o bispo de Recife estará por aí, só que no inferno. fique alerta Clodovil.

  4. Parabéns Raul,

    Por clara visão do parlamentar brasileiro, comunicador e realizador de sonhos com suas criações no mundo da moda. Um sujeito plural e de grande sensibilidade. Acíma de tudo um batalhador.
    E pela generosidade para com alguém que nunca se omitiu diante da vida. Como você, também desejo que Clodovil descanse em paz!
    PS.: e continue sempre, resgatando com sua visão peculiar, esses importantes assuntos do nosso cotidiano.

  5. Amigo Raul,
    Suas palavras expressam o sentimento de muitos eleitores do Dep. Clodovil, participei da ultima campanha eleitoral em Ubatuba como advogado da coligação apoiada pelo Deputado, notei nesse tempo que trabalhamos juntos que o Clodovil polêmico e extravagante da televisão vinha se revelando um político coerente, honesto e preocupado com a população, traços que hoje em dia esperamos de muitos politicos profissionais e infelizmente não vemos.

  6. Marco Uchôa

    Em parte contra tudo o que foi espero que o Crodovil não descanse em paz….que continue trabalhando lá onde estiver por mais igualdade e fraternidade. Eu mesmo me espantei pela natureza dos seus projetos apresentados. Esse em particular de reduzir o tamanho do congresso eu sou a favor. Apesar de ter tanta gente contra alegando a tal “representatividade” que disso não tem nada. O importante é qualidade e não quantidade. E de quantidade e pouca ou nenhuma qualidade nosso congresso e principalmente nossas assembléias e câmaras estão cheia.

  7. Raul, poeta antes de político, homem da cultura política libertária que busca a cidania plena por distribuição de um Estado que expresse o Brasil, Nação humanista, vocação que ainda não acordou para essa possibilidade real.
    A Educação em todos os níveis, inclusive para reciclar os conceitos, teve você, quadro do PSDB no Governo FHC, e o
    que ali plantastes, se distorceu no caudilhismo Lulista
    mas a semente e o início do plantio, valeram na Bolsa Escola, com o apoio integral do Ministro da Educação à época, Paulo Renato.
    Todo esse intróito foi pra lhe dizer que comprrender as
    atitudes egóicas, porém desassombradas do Clodovil deram
    alguns frutos, pois os que usam métodos diferentes dos demais deputados, sempre se guiam por um idealismo que
    faz falta à maioria ligada em bens materiais com as suas
    personalidades voltadas pras próprias razões umbelicais.
    Agnaldo Timóteo deixou marcas de sua passagem na Câmara,
    O cacique Juruna idem (agora temos o caso do íntegro Dr.
    Protógenes, com mais tecnologia as mãos em pauta) com a exigência na conduta de gravar aos Irmãos tribais o que ouvia de propostas indecorosas rsss, e as promessas que a nada levavam, dos politiqueiros capitalistas.
    Se as sombras do ego imenso do Clodovil o atrapalhavam, no uso do mandato, as luzes da sua sensibilidade especial o ajudaram a deixar a vida e o cargo tendo tentado mudar a realidade assustadora do nosso País sem paz, atualmente.
    Um abraço, amigo Raul Christiano e mais uma vez quero lhe parabenizar por esse blog, que é um informativo quase que diário, da luta pela melhor qualidade de vida, pela maior distribuição de valores sócio-economicos ao povo, enfim pelo que entendo como a busca da plena cidadania.
    Ivan Alvim

  8. O deputado Clodovil foi sem dúvida um ser humano polêmico e diferenciado daqueles de fazer rir e chorar. A forma que ele se dirigiu à sua colega deputada foi bastante deselegante, mas bastante hilário com todo respeito à nobre deputada. Também tive conhecimento hoje através da imprensa que ele é autor de um projeto que permite os enteados registrarem o sobrenome dos seus pais adotivos. Medida muito boa essa, apesar de certa forma o finado deputado estar legislando em causa próprio, por ele se tratar de filho adotivo.

    Felicidades Raul.

  9. Samuel Frollini Zabotto

    Clodovil foi eleito com quase 500.000 votos, em muitas cidades do interior paulista. Isso mostra que a sensibilidade aflora em quase todos os rincões paulistas!A quantidade de gente com a sensiblidade de achar necessário que seu legítimo representante na Camara, tenha sido o Sr. Clodovil,já faz dele uma figura de expressão!
    Abraço/Samuel

  10. meiri queiroz

    Perdemos um grande parlamentar, simples, sincero, honesto, com intenções de fazer uma Brasilia melhor, descanse em paz Clodovil.

  11. Pois é, mais uma vez, algumas pessoas, talvez alguns dos seus eleitores, tenham, ficado frustados, pois acreditavam talvez, que o Ex. Deputado Federal Clodovil, com sua irreverência pudesse unir a mais alguns deputados do bem e virassem a mesa em benefício do povo, mais que nada, talvez por obra do destino, o povo ficará não com a incerteza, mas com o talvez,
    Alguns dizem para ele continuar e eu digo simplesmente:
    Descanse em Paz, Deputado!
    Só mais uma coisinha, 250 deputados em Brasília ainda é uma quantidade exagerada de corruptos, que são a maioria deles!

  12. Clodovil, vc foi grande,talentoso,autêntico e de uma inteligência ímpar.
    É uma pena vc ter partido. Mais uma voz se cala!!!
    Pobre Brasil!!!

  13. Bom dia

    Para todos

    E todos nos vamos assim como o Deputado foi, e o povo precisa de viver debaixo de um teto a casa para morar onde tem toda infra-estrutura agua esgoto energia escolas etc

    http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI3649335-EI238,00-Fracassa+tentativa+de+declarar+a+agua+um+direito+humano.html

    Já chegou o momento de tudo no limite das coisas que precisa ser universal, o basico de tudo que sustenta um ser humano tem que ser de direito de todos mundialmente, agua energia alimento documento internet e muitas coisas mais, o povo do mundo inteiro precisa começar a se agigantar

    Você já leu Lenin? Já sabia que sua casa esta chegando? com a concordancia de todos

    http://www.aftbrasil.org.br/

    O milagre vira para transformar o mundo num paraíso depois das ondas do clima, vem as mudanças para definir os rumos da distribuição, onde os maiores serão iguais aos menores abandonados e todos serão iguais, pela primeira vez isso vai acontecer no mundo de todos, o já passou pela ficção

    O povo do Brasil vai se agigantar assim como o povo do mundo, aos poucos pela lição dos gigantes vai ficando os castigos pedindo para zerar tudo e começar de novo do zero, retornando tudo globalizado pelo custo beneficio ao povo da terra

    Com imposto e a moeda única, para tirar a dança do lastro do dinheiro que favorece num período e desfavorece no outro período viajando pelo mundo e pipocando pelo dólar pelo euro, logo vem mais as moedas latinas africanas e algumas mais unificando tudo ficando uma só, diante disso nem uma economia ficara de pé como a do Brasil que todos gostariam

    Isso e uma obra de arte que completa a solução, somado a iniciativa atrasado por parte dos mestres eleitos pelo povo os administradores do patrimônio publico de todos

    Algo semelhante à ficção, de tudo que vem coincidindo com a realidade do pais da ficção esta ficando semelhante

    http://www.ficcaoglobalizada2015br.blogspot.com/

    Do mestre com carinho postado pela ficção para todos morar em sua casa

    Era isso que cada senador tinha na ficção em brasilia três mestres em vez de ser o mestre, agora estão correndo, de um lado para outro procurando recepcionar alguém para distrair atenção dos eleitores com o caso passar despercebido perante a opinião pública

    Talvez em vez de um milhão de moradia de gente, seja programada a construção de dez milhões de moradias em dez etapas continuas antes de terminar a primeira etapa a ultima já deverá ter começado isso e uma obrigação de todos, construírem essa obra de arte humana, acompanhada de boas escolas construídas e professores no padrão da Supernanny do SBT

    Todo pretendente interessado em ser professor, devera passar por um teste de palco com as mudanças das posições das cadeiras em salas de aulas, não tem como não aprender tanto os alunos como os professores, dando uma educação da barriga da mãe ate o diploma de Doutor terminando na especialização

    Deu mais que uma dentro foi varias veja no link, ta mais que coincidindo com a ficção

    http://colunas.jg.globo.com/arnaldojabor/

    Investir em educação não traz votos Precisamos de mais diretorias no Senado e nas escolas, com a mudança das cadeiras usando a tecnologia via IP livre para todos acessar as salas de aulas de casa em qualquer lugar, aprendendo com a nova dinâmica, e se a globo quiser continuar ser a primeira tem que fazer a parte dela deixar seus especialistas botar tudo no ar falando o que quiser de acordo com a situação que ajude na solução, porque as concorrentes estão fazendo isso para dividir o bolo e o papel certo

    Exemplo presente as empresas estão dispensando a geração zero de conhecimento tecnológico pela nova geração, isso e como os animais se renovam trocando a pele vai ficar ainda gente na produção ate as maquinas ocupar o lugar, e a parte administrativa do futuro vai por todos na escola recebendo o lucro do mundo dividido por habitantes oscilando

    Pais de todos onde o voto ainda e obrigatório, e como estar amarado no cabresto sem o laço isso diz que a ressaca vem depois do porre, ate a arrogância vai desistir de continuar brecando o progresso de todos deixarem de ser rei quando todos são ou nem um e

    Seja vem vindo a nova era da ficção, que vai distribuir o lucro do mundo no lugar das aposentadorias, todos nasceram recebendo, só a morte vai parar isso se tiver controle que impeça clonar isso, como no presente existe muita gente morta e vivos recebendo

    http://www.ficcaoglobalizada2015br.blogspot.com/

    Att: Paulo Ilmar Kasmirski

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *