Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

Adeus ao “Pira”, Piratininga !

Fui surpreendido nesta segunda-feira (19), no meio da tarde, com a informação da morte do publicitário Luiz Celso de Piratininga, o "velho" Pira, aos 76 anos de idade, que atualmente presidia a ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing). Instantâneamente lembrei de quando o conheci, apresentado pelo também publicitário Petrônio Correa, durante o governo FHC em Brasília. Os dois chegaram na sede do MEC sorrindo, cúmplices de alguma história que não ousaria perguntar, para não perder a oportunidade de testemunhar com encanto uma amizade entre dois grandes talentos da propaganda, que só conhecia do mercado, dos livros e da história da publicidade no Brasil. Até hoje não me lembro de vê-lo mais sério que na foto que ilustra esta homenagem singela. Desde então, sempre nos tratamos como velhos amigos, graças também à capacidade de Petrônio integrar pessoas de todas as gerações, e ao jeito simples do ser humano admirável, professor Piratininga.

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1972), Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1984) e Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1991). Foi professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing ESPM e professor da ECA-USP, onde lecionou por mais de 30 anos.

Fundador da agência Adag, dirigente do Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), Luiz Celso de Piratininga presidiu a APP (Associação dos Profissionais da Propaganda) e a Abap (Associação Brasileira das Agências de Publicidade). Em 2007 passou a dirigir a ESPM, em substituição a Francisco Gracioso. A ESPM, um dos ícones das melhores escolas formadoras de publicitários e profissionais de marketing e administração, premiou a sua própria história com o comando de um gestor acostumado a ensinar tantas gerações com dignidade e brilhantismo.

Publicitário com ampla experiência e atuação no mercado, escreveu o livro "Publicidade: Arte ou Artifício?", reafirmando que, para o sucesso profissional das novas gerações, é fundamental ter conhecimentos específicos, cultura geral, agilidade e vontade de trabalhar.

O corpo de Pira é velado no Cemitério de Congonhas, na Capital de São Paulo, e será sepultado às 16h00 desta terça-feira, no mesmo lugar, a rua Ministro Álvaro de Souza Lima, 101, Jardim Marajoara.

Eu que já perdi meu pai em 2004 sei do tamanho da dor que deve estar sentindo o também amigo Luiz Celso de Piratininga Júnior, "Pirinha", que cuida da Adag e se encarregará do legado de administrar, com todos os seus amigos, a saudade que nos consome!

Compartilhe

6 comentários em “Adeus ao “Pira”, Piratininga !”

  1. Luiz Felipe Lazarini

    Um grande talento, um icone da publicidade e propaganda brasileira. Vamos sentir muita falta.

  2. Ernesto Donizete da Silva

    Nossas condolências aos familiares e amigos, e que o Criador dê aos familiares e amigos força para superar a dor irreparável da perda.

    Obs.: Sempre é bom lembrarmos, da nossa mortalidade, da nossa finitude, da insegurança do momento seguinte, para buscar viver fraternalmente com todos os demais seres humanos. Melhor que sentir saudades, é compartilhar com o outro em vida, tudo o que este representa em nosso mundo.

    Ernesto Donizete da Silva
    PSDB/SANTOS

  3. Vito Delfino

    Gostaria muito que as novas gerações de publicitários e profissionais de marketing conhecessem mais sobre este profissional brilhante que foi Luiz Celso de Piratininga.

    Lembro-me quando no final da década de 70 foi redigido e aprovado o CONAR e da participação do Piratininga no 3º Congresso Brasileiro de Propaganda.

    Desejo ao Celso (filho) que mantenha viva esta chama do idealismo.

  4. Caro Raul,
    Sou solidário a você. Além de ter sido um grande publicitário, foi um grande diretor da ESPM. ainda recordo dos nossos encontros eu, o Piratininga e o Geraldo Tassinari.
    Professor Wagner Horta

  5. Leonardo Corrêa

    Olá, Raul. Que tal a nova pérola do tal de Guido Mantega? “Nunca na história de um governo a Bolsa de Valores teve uma expansão tão fantástica.
    Tínhamos antes uma Bolsa diminuta, sem expressão econômica. Hoje é uma das maiores do mundo e isso se deve ao governo Lula”.

    É mole? Como são cara de pau!

  6. Sem tirar os méritos do “Professor”,
    Voces são bem PUXA-SACOS heim?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *