Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Blog do Raul

O mal do Brasil sem fronteiras !

José Serra não faltou com respeito à Bolívia e aos bolivianos, quando disse que o governo daquele país é cúmplice com o tráfico de drogas e que 90% da cocaína consumida no Brasil vem daquele país. José Serra apenas realçou que o atual governo federal do PT é complacente com a direção imposta pelo mui amigo Evo Morales, ideologizando uma parcela do Itamaraty (leia-se ministério das Relações Exteriores com dois ministros sentados na mesma cadeira – Celso Amorim e Marco Aurélio Garcia) e deixando frouxa a vigilância das fronteiras brasileiras, porque os vizinhos são bastantes companheiros.

A Bolívia não combate nem a produção, nem o tráfico de drogas. A Colômbia, bem ou mal, combate. E o atual governo brasileiro se mostra incapaz de cobrar contrapartidas de seus parceiros políticos estrangeiros, aceitando sem qualquer resistência o maior combustível para o crime organizado no Brasil e para a imobilização da juventude brasileira sujeita ao vício da cocaína e do crack, com a acessibilidade cada vez mais fácil em todo o território nacional. Porque não se corta o mal pela raiz ?

O jornalista Josias de Souza, da Folha de São Paulo, teve acesso a documentos oficiais produzidos pelo governo federal durante a gestão do presidente Lula, que reforçam a acusação de José Serra contra o governo da Bolívia. As candidatas Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PV) estão equivocadas quando, respectivamente, combateram as declarações do presidenciável do PSDB: a petista disse que Serra “demoniza” a Bolívia, enquanto a verde alegou que “não se trata assim um país irmão”. Ora, não lí até agora uma linha de ambas em relação à maior segurança nas fronteiras do Brasil, à Soberania Nacional e à política concreta de Segurança Pública em todos os níveis.

Conforme os documentos revelados por Josias de Souza, realmente 80% da cocaína distribuída no Brasil vem da Bolívia, sendo a maior parte na forma de “pasta”, para que o refino seja feito no país. A fonte é uma autoridade da Divisão de Controle de Produtos Químicos da Polícia Federal, e o próprio Itamaraty atesta que, sob o governo de Evo Morales houve “valorização” da folha de coca, o aumento na sua produção pelo quinto ano consecutivo e o interesse daquele governo firmar acordo com o Brasil, segundo o qual a PF brasileira passaria a atuar lá no combate ao tráfico de cocaina e armas.

Ao invés de um gesto de preocupação e tranqüilidade para com a família brasileira, vítima das drogas e do crime organizado em nosso país, o PT insurgiu juntamente com o ministério das Relações Exteriores da Bolívia, as candidatas petistas (Dilma e Marina) e o presidente Lula, tentando desqualificar José Serra e as suas graves denúncias. Lula brincou de “fazer inveja no Serra”, abraçando Evo Morales no Rio de Janeiro, enquanto a cocaína continua atravessando nossas fronteiras. Por essas atitudes e por muitas outras que ainda estão por vir, acho fundamental que a sociedade reflita melhor sobre quais mãos garantem um futuro mais sério e seguro para todo o Brasil.

Compartilhe

3 comentários em “O mal do Brasil sem fronteiras !”

  1. Luciano Araujo

    Christiano, ainda que concordemos com a melhor "mão" governamental, as nossas tambem contam e mesmo que HOJE tenhamos um debate com politicas e sobre candidaturas ,não vejo a forma como caminhamos um exemplo de "mudança". O PT terá espaço na construção de um governo Social Democrata? Na composição ,que critico asperamente, o equilibrio gestor incluirá a oposição com seu papel importante como sabemos? Precisamos garantir a nação a implementação de transições institucionais e ampliações gestivas com exemplo autonomias economicas. O embate ao conteudo citado não se resolve com tropas, armas, prisões , leis punitivas e demais mecanismos arcaicos utilizados, claro que a segurança , o direito a vida precisam de hostensividade, mas o fronte ocorre longe do resolutorio problema, e quanto a isso nenhum governante instituido tem caminhado a um conciliador por se considerar inviavel e extenso ,mas as praticas prisionais continuam sem amparo e o problema não chega aos responsaveis legais, precisamos tomar vergonha e aceitar "o crime" como instituição dando aos envolvidos seus deveres, tratamos de um caso de desequilibrio global. Diante de um sistema economico,governamental,juridico que encontramos não se solucionará ,apresentando indices de melhoras como trabalho, ainda que estes sejam necessários, eradicar, direcionar o fluxo e aceitar o tamanho do problema, vai além de reformas e promessas , passa por nossas mãos…. LU.

  2. Pessoas insensíveis como Lula e quem o bajula não estão se importando com as vidas de quem é vítima dos efeitos das drogas, tanto o viciado quanto os familiares.
    Até o Evo Morales reconheceu isso e demonstrou muito mais humanidade do que o nosso presidente fanfarrão ao concordar com a declaração de José Serra.
    Isso é sério demais para fazer piadinha de mau gosto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *